Página 5 dos resultados de 1079 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

Análise econômica parcial de dietas com farelo e a torta de girassol, na alimentação de vacas leiteiras

Sousa, Clayson Correia de
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: xiii, 39 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Zootecnia - FCAV; Esta dissertação teve por objetivo avaliar o desempenho animal e econômico da adição de níveis crescentes de torta de girassol em substituição ao farelo de girassol no concentrado para vacas leiteiras. Os tratamentos foram constituídos de 0, 20, 40 e 60% de substituição do farelo pela torta. O delineamento experimental foi conduzido em dois quadrados latinos 4 x 4, sendo utilizados 8 animais. Avaliou-se o consumo de matéria seca total, da silagem e do concentrado, além da produção de leite. A avaliação econômica foi feita pelo método de orçamentos parciais. O consumo de matéria seca total foi de 13,46; 13,28; 14,1 e 13,47 kg/dia respectivamente para os tratamentos com 0; 20; 40 e 60% de substituição respectivamente. Para o concentrado, o consumo foi de 4,13; 3,95; 4,35 e 4,23 kg/dia respectivamente para cada tratamento. Não foram encontradas diferenças significativas (P>0,05) entre os tratamentos tanto para consumo de matéria seca total quanto para o volumoso ou concentrado. As produções médias de leite foram de 13,38; 14,00; 13,45 e 13,96 kg/dia para cada um dos tratamentos. Também não foram encontradas diferenças significativas entre os tratamentos para a produção de leite (P>0...

Utilização de técnicas multivariadas na avaliação da divergência genética de populações de girassol (Helianthus annuus L.)

Messetti, Ana Vergínia Libos
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: ix, 87 f. : il. color., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Pós-graduação em Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA; Este trabalho foi desenvolvido com os objetivos de avaliar a divergência genética de 12 populações de girassol do Banco de Germoplasma da EMBRAPA /Soja de Londrina por meio de técnicas multivariadas; divulgar tópicos recentes e interessantes das técnicas multivariadas que não são explorados nos trabalhos científicos de melhoramento de plantas e orientar a escolha de populações para cruzamentos nos programas de melhoramento genético da cultura de girassol. O modelo experimental constitui-se de delineamento bloco casualizado envolvendo 12 variedades de girassol avaliadas sob cinco caracteres morfoagronômicos. Por meio da análise univariada foi verificada diferença significativa (p<0,05) dos tratamentos para todos caracteres. A aplicação dos componentes principais permitiu a redução bidimensional, com a explicação de 82,5% da variação total. O número de componentes foi avaliado pelo critério de Kaiser e critério Scree-test. A visualização da divergência genética proporcionada pelos escores das duas primeiras variáveis canônicas, evidenciaram grupos geneticamente diferentes. Ambas técnicas apontaram concordância nos resultados. Com base nas estimativas da distância Mahalanobis e distância euclideana foi realizada a análise de agrupamento adotando-se três algoritmos hierárquicos. Para determinar o número de grupos adotou-se o dendrograma...

Efeitos das rações contendo oleaginosas (soja, girassol ou algodão) nas características da carne (M. Longissimus) de cordeiro; Effects of diets containing oil (soybean, sunflower or cotton) features in the flesh (m. Longissimus) for lambs

Mariana Masson Guizzo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Um dos maiores desafios do setor produtivo da carne esta relacionado com a alteracao do perfil de acidos graxos atraves da manipulacao da dieta fornecida aos animais. O teor de gordura e a composicao de acidos graxos da carne assumem, atualmente, um papel importante na cadeia produtiva sob influencia das exigencias pelo mercado consumidor. A tendencia atual e a da demanda crescente por alimentos considerados "saudaveis", cujas características principais sao os baixos teores de gorduras saturadas. Porem, a busca de um produto mais atraente ao consumidor pode influenciar de forma positiva e/ou negativa nas caracteristicas de quantitativas e qualitativas da carcaca e da carne. Com o objetivo de avaliar os efeitos da nutricao animal sobre as caracteristicas da carcaca e carne de cordeiros, 24 cordeiros machos inteiros, da raca Santa Inesx Dorper foram confinados em baias individuais, separados aleatoriamente em quatro tratamentos utilizando sementes oleaginosas nas dietas, sendo os tratamentos contendo caroco de algodao (CA), semente de girassol (SG), grao de soja (GS) e controle (C). Apos 84 dias de confinamento, os cordeiros foram abatidos e, apos 24h o resfriamento, foram realizadas as analises quantitativas da carcaca, e em seguida a desossa e a separacao do musculo Longissimus dorsi para a realizacao das analises de parametros de qualidade da carne. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com quatro tratamentos e seis repeticoes. As dietas com caroco de algodao...

Possible involvement of proteasome activity in ethyleneinduced germination of dormant sunflower embryos; Possível envolvimento de atividade do proteassoma na germinação induzida por etileno em embriões dormentes de girassol

Borghetti, Fabian; Noda, Fabio Nakamura; Sá, Cezar Martins de
Fonte: Brazilian Journal of Plant Physiology Publicador: Brazilian Journal of Plant Physiology
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Freshly harvested sunflower seeds (Helianthus annuus L., Asteraceae) present physiological dormancy localized at the embrionary axis which prevents germination at low temperatures. However, dormant embryos reach about 100 % germination when incubated with the phytohormone ethylene during imbibition. To examine whether proteinase activities are implicated in the breaking of dormancy by ethylene, dormant embryos were treated with the proteinase inhibitors leupeptin, E64 and the proteasome specific inhibitor clasto-lactacystin ß-lactone (lactacystin). A few embryos (< 10 %) germinated at 10 oC in absence of ethylene but ethylene-treated embryos reached high germinability (~90 %) in the presence of leupeptin, E64, water and DMSO. On the other hand, incubation in lactacystin strongly reduced (< 20 %) the ethylene-induced germination in a dose-dependent manner. Lactacystin did not affect the germinability at 25 oC (temperature in which the embryos are no longer dormant) but increased the average germination time. The results suggest that proteasome activity may be involved in the removal of dormancy by ethylene and in the progression of the germination of sunflower embryos. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT; Sementes recém-colhidas de girassol (Helianthus annuus L....

Efeito duma cobertura morta na produtividade do girassol em condições de sequeiro

Barros, José; Carvalho, Mário; Basch, G.
Fonte: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal Publicador: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 29184 bytes; application/msword
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Em dois anos agrícolas (1992/93 e 1994/95), estudou-se o efeito da manutenção duma cobertura morta (palhas de cereais) à superfície do solo na produtividade do girassol em condições de sequeiro. Este ensaio envolveu dois sistemas de mobilização do solo: mobilização tradicional (MT) e sementeira directa, sendo este último subdividido sem (SD) e com cobertura morta (SD/C). A variedade de girassol estudada foi o Florasol e a sementeira realizou-se em princípios de Fevereiro. Verificou-se interacção significativa entre anos x tratamentos, sendo a sementeira directa com cobertura morta, a que menor produção obteve no primeiro ano do ensaio (1992/93). Em 1994/95, a sementeira directa com e sem cobertura produziram praticamente o mesmo, tendo a mobilização tradicional obtido a maior produção. Na média dos anos do ensaio, a sementeira directa com cobertura morta produziu significativamente menos que qualquer um dos outros dois tratamentos, sendo a diferença na produção entre estes não significativa. A hipótese colocada para este ensaio, de que a manutenção de uma cobertura morta sobre o solo poderia aumentar a água disponível para a cultura do girassol ou a eficiência de utilização da água, não se verificou. A falta de eficácia da cobertura morta na economia de água poderá resultar do facto de durante o ciclo da cultura a ocorrência de períodos de chuva ser pequena. Parece também que a cobertura morta trará problemas de compactação do solo...

Sementeira directa de girassol de sequeiro (Helianthus annuus L.) em barros castanho-avermelhados calcários (Bvc)

Barros, José; Carvalho, Mário; Basch, G.
Fonte: Universidade de Évora e Aposolo Publicador: Universidade de Évora e Aposolo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 24576 bytes; application/msword
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Razões de ordem económica, de natureza ambiental e de sustentabilidade da produção agrícola, estão na origem do crescimento exponencial da área de sementeira directa, a qual se aproxima dos 58 milhões de hectares em todo o mundo. Assim, nesta perspectiva, nos anos agrícolas de 1992/93 e 1994/95, realizaram-se dois ensaios de campo com a cultura do girassol em regime de sequeiro, onde para além de outros factores de ensaio, o factor principal foi o estudo de dois sistemas de mobilização do solo (mobilização tradicional e sementeira directa). Ambos os ensaios foram realizados na Herdade Experimental da Almocreva (Beja) num solo cartografado como Bvc (Barros castanho – avermelhados de calcários), com a particularidade de um dos ensaios se ter realizado num solo que havia quatro anos que estava sujeito à sementeira directa, enquanto no outro ensaio, o solo nunca antes tinha estado sujeito a este sistema de mobilização. Estes solos, embora considerados de elevado potencial produtivo, devido ao seu baixo teor de matéria orgânica, consequência principal do excesso de mobilizações e da queima dos resíduos das culturas ao longo dos anos, apresentam uma estrutura algo deficiente. No ensaio que teve lugar no solo nunca sujeito à sementeira directa...

Resposta do girassol de sequeiro à aplicação de nutrientes

Barros, José; Carvalho, Mário; Basch, G.
Fonte: EPN-Empresa de Publicações Nacionais Lda. Publicador: EPN-Empresa de Publicações Nacionais Lda.
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 27136 bytes; application/msword
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Verificou-se num dos anos do ensaio (1992/93) que foi o mais chuvoso (510.8 mm), a cultura respondeu em termos de área foliar mas isso não se reflectiu a nível da produção de grão. No ano mais seco (1994/95) em que a precipitação total anual foi de 282.0 mm, não houve resposta do girassol à adubação, nem mesmo em termos de área foliar. Mesmo em datas de sementeira mais antecipadas, a água continuou a ser o factor limitante à produção de grão na cultura do girassol. Pelo facto do sistema de mobilização do solo poder interferir a nível da água disponível para a cultura ao afectar por um lado a evaporação e por outro lado a capacidade de enraizamento das plantas, colocou-se também a hipótese neste ensaio, da resposta do girassol aos nutrientes aplicados, ser diferente entre sistemas de mobilização do solo (sementeira directa e mobilização tradicional). Constatou-se não haver interacção significativa na produção, nem entre datas x adubações nem entre mobilizações x adubações. Sendo a taxa de mineralização da matéria orgânica inferior na sementeira directa relativamente à mobilização tradicional, colocou-se também a hipótese do primeiro destes dois sistemas exigir maior quantidade de nutrientes...

UTILIZAÇÃO DE ÓLEO DE GIRASSOL “ALTO OLEICO” NA ALIMENTAÇÂO DE PORCOS ALENTEJANOS: EFEITO SOBRE O CRESCIMENTO E AS CARACTERÍSTICAS DA CARCAÇA

Freitas, A. B.; Neves, J.; Martins, J.M.; Nunes, J.T.
Fonte: Sociedade Portuguesa de Recursos Genéticos Animais Publicador: Sociedade Portuguesa de Recursos Genéticos Animais
Tipo: Aula
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Este trabalho teve como objetivo a utilização de óleo de girassol rico em ácido oleico na alimentação de suínos Alentejanos destinados à produção de carne para consumo em fresco. O ensaio foi realizado em condições de exploração. Utilizaram-se 12 suínos castrados alojados num parque com uma área de 3 Ha. Com um peso vivo médio de 60 Kg os animais foram divididos em dois grupos de 6 suínos. O grupo 1 (controle) foi alimentado com uma dieta baseada em cereais (3 150 Kcal ED, 14% PB e 1,7% EE). O grupo 2 (alto oleico) foi alimentado com uma dieta com 6% de óleo de girassol rico em ácido oleico (3375 Kcal ED, 14%PB e 7,9%EE). Os suínos foram alimentados individualmente, tendo-se utilizado um nível alimentar de cerca de 85% do AD Libitum. Procedeu-se, diariamente, ao controle individual do alimento fornecido e ingerido e, semanalmente, à pesagem dos animais. A ração distribuída diariamente foi calculada em função do seu valor energético e ajustada ao peso médio do grupo, para que a ingestão energética fosse igual. Os animais foram abatidos com um peso médio de 100 Kg e determinadas características da carcaça. O ganho médio diário foi 556 e 551 g/dia, respetivamente no grupo controle e alto oleico. Os suínos alimentados com a dieta normal ingeriram mais 6...

Expansão da área foliar e acumulação de matéria seca durante o estabelecimento do girassol (Helianthus annuus l.) em dois tipos de solos, a diferentes temperaturas e teores de humidade

Andrade, José; Abreu, Francisco
Fonte: ICAM Publicador: ICAM
Tipo: Aula
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
O estabelecimento de uma cultura determina em larga escala a sua produtividade e é, em grande medida, controlado pela temperatura e pela humidade do solo. Um rápido crescimento foliar e uma rápida acumulação de matéria seca são fundamentais para um estabelecimento adequado. O crescimento foliar e a acumulação de matéria seca durante o estabelecimento do girassol (Helianthus annuus L.) foram estudados em função da temperatura e do teor de água em dois solos diferentes, um Pmg (Évora) e um Cb (Lisboa), entre Novembro de 1993 e Novembro de 1996. Os dados foram analisados com base no conceito de tempo térmico. A temperatura do solo foi medida a 2 e 4 cm de profundidade com termopares, a temperatura do ar medida com um psicrómetro ventilado e a humidade do solo avaliada pelo método gravimétrico. A área foliar foi estimada a partir da medição do comprimento e da largura de cada folha (método não-destrutivo). A acumulação de matéria seca foi avaliada pela pesagem da parte aérea das plântulas após secagem em estufa a 65ºC. Em condições hídricas favoráveis, a área foliar durante o estabelecimento do girassol aumenta linearmente com a temperatura acumulada (a partir da temperatura-base obtida para a produção de folhas em cada um dos solos). Ao invés...

Sistemas de mobilização do solo na cultura do girassol

Silva, Pedro Manuel do Vale Oliveira e
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
A necessidade de redução dos custos de produção da cultura do girassol obriga a alterações da tecnologia tradicionalmente utilizada, nomeadamente do sistema de mobilização do solo, que representa uma parte importante dos encargos totais. A este objectivo de natureza económica associa-se outro de carácter ambiental resultante da necessidade de impedir a degradação dos solos, para a qual contribuem os sistemas de mobilização convencionais. Para avaliar a viabilidade da redução da intensidade da mobilização do solo na cultura do girassol comparou-se experimentalmente, em condições de sequeiro mediterrâneo e em solos representativos das condições de produção na região do Alentejo, o sistema convencional baseado na lavoura com charrua de aivecas com a mobilização reduzida e a sementeira directa. 0 ensaio realizado incluiu também duas épocas de sementeira, a época habitual para a Região e a antecipação da sementeira para meados de Fevereiro. A análise incidiu sobre as relações solo-planta, que foram caracterizadas através de um conjunto de parâmetros relativos ao desenvolvimento da planta e às principais propriedades físicas, hidrológicas e químicas do solo, obtidos experimentalmente ao longo dos quatro anos (1993 – 1997) de ensaios. Conclui-se que é possível...

Sistemas de mobilização do solo na cultura do girassol

Silva, Pedro Manuel do Vale Oliveira e
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
A necessidade de redução dos custos de produção da cultura do girassol obriga a alterações da tecnologia tradicionalmente utilizada, nomeadamente do sistema de mobilização do solo, que representa uma parte importante dos encargos totais. A este objectivo de natureza económica associa-se outro de carácter ambiental resultante da necessidade de impedir a degradação dos solos, para a qual contribuem os sistemas de mobilização convencionais. Para avaliar a viabilidade da redução da intensidade da mobilização do solo na cultura do girassol comparou-se experimentalmente, em condições de sequeiro mediterrâneo e em solos representativos das condições de produção na região do Alentejo, o sistema convencional baseado na lavoura com charrua de aivecas com a mobilização reduzida e a sementeira directa. 0 ensaio realizado incluiu também duas épocas de sementeira, a época habitual para a Região e a antecipação da sementeira para meados de Fevereiro. A análise incidiu sobre as relações solo-planta, que foram caracterizadas através de um conjunto de parâmetros relativos ao desenvolvimento da planta e às principais propriedades físicas, hidrológicas e químicas do solo, obtidos experimentalmente ao longo dos quatro anos (1993 – 1997) de ensaios. Conclui-se que é possível...

Interacção do sistema de mobilização do solo e do regime hídrico na produção do girassol

Mendes, João Paulo Gonçalves da Silva
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Estudos realizados em diferentes tipos de solo no Alentejo mostraram que com a redução da intensidade de mobilização do solo, especialmente através da sementeira directa, se obtém produções para as culturas arvenses de sequeiro de Outono-Inverno semelhantes às do sistema tradicional. Verificou-se, no entanto, a existência de uma interacção significativa entre o solo, os sistemas de mobilização e as condições meteorológicas, nomeadamente na cultura do girassol. Uma possível explicação para as limitações à sementeira directa em culturas de Primavera de sequeiro, está provavelmente associada a uma maior resistência do solo à penetração das raízes, em particular nos solos mal estruturados e com teores de humidade muito variáveis em função da precipitação primaveril. A fim de testar esta hipótese, realizou-se um ensaio que iria permitir estudar a interacção do sistema de mobilização do solo com vários regimes hídricos na produção do girassol, optando-se no factor mobilização do solo pelo estudo dos dois extremos em termos de intensidade, isto é, mobilização tradicional e sementeira directa. Procedeu-se à avaliação dos efeitos destes dois factores nas propriedades físicas do solo, no crescimento radical...

Efeito da vinhaça no desenvolvimento inicial de girassol, mamona e amendoim em casa de vegetação

Ramos,Nilza Patrícia; Novo,Maria do Carmo de Salvo Soares; Ungaro,Maria Regina Gonçalves; Lago,Antonio Augusto do; Marin,Guilherme Calderari
Fonte: Instituto Agronômico de Campinas Publicador: Instituto Agronômico de Campinas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
O trabalho teve como objetivo verificar o efeito da aplicação ao solo da vinhaça, resíduo da indústria canavieira, na emergência de plântulas e no desenvolvimento inicial de girassol, mamona e amendoim - culturas com potencial de utilização na sucessão com a cana-de-açúcar. O experimento foi desenvolvido em vasos com terra, dispostos em blocos ao acaso, sendo cada espécie avaliada individualmente, em esquema fatorial 2 x 3, em quatro repetições. Os tratamentos originaram-se de combinações da aplicação ou não da vinhaça (150 m³ ha-1) sobre três cultivares de girassol (IAC Iarama, Catissol e Hélio 358), de mamona (Guarani, Íris e IAC 2028) e de amendoim (IAC Caiapó, Runner IAC 886 e Tatu). Determinaram-se a velocidade de emergência de plântulas, a primeira contagem e a porcentagem final de emergência, além do comprimento e biomassa seca da parte aérea de plantas, em avaliação realizada aos 30 dias após a semeadura. Os resultados atestam que, sob condições de vegetação, a aplicação de 150 m³ ha-1 de vinhaça ao solo é prejudicial à emergência e ao desenvolvimento inicial de plantas de amendoim e em menor grau, de girassol, independentemente da cultivar estudada; para mamona, a interferência ocorre de forma positiva...

Surto de compactação primária de abomaso em bovinos leiteiros associado ao consumo de silagem de girassol

Mesquita,Leonardo P.; Abreu,Camila C.; Nogueira,Clayton I.; Pavarini,Saulo P.; Seixas,Josilene N.; Varaschin,Mary S.; Bezerra Júnior,Pedro S.; Wouters,Flademir
Fonte: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Publicador: Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA; Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Um surto de compactação primária de abomaso associada ao consumo de silagem de girassol ocorreu num rebanho bovino leiteiro do estado de Minas Gerais, do qual seis de 21 vacas secas em fase final de gestação e que recebiam silagem de girassol morreram. Os bovinos que adoeceram apresentaram distensão abdominal, fezes ressecadas e escassas e, nos bovinos que morreram, eram pastosas, escuras e fétidas; nesses havia também desidratação acentuada e palidez de mucosas. Três bovinos foram necropsiados e os achados patológicos eram constituídos principalmente por distensão acentuada do abomaso associada a grande quantidade de conteúdo alimentar ressecado coberto por coágulos de sangue. No abomaso havia úlceras, com perfuração da parede em um dos bovinos. A alimentação de bovinos de maior exigência nutricional com silagem de girassol de características indesejáveis como única fonte de volumoso foi o principal fator para a compactação de abomaso nos casos apresentados.

Potencial forrageiro de cultivares de girassol produzidos na safrinha para ensilagem

Tomich,T.R.; Rodrigues,J.A.S.; Gonçalves,L.C.; Tomich,R.G.P.; Carvalho,A.U.
Fonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária Publicador: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Veterinária
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Avaliaram-se algumas características agronômicas relevantes de 12 híbridos e uma variedade de girassol (Helianthus annuus L.), participantes do ensaio nacional de girassol, no ano agrícola 1996/97, destinados à produção de silagem. O experimento foi conduzido de fevereiro a junho, utilizando-se delineamento experimental de blocos ao acaso e comparação das médias pelo teste Student-Newman-Keuls. Foram obtidas diferenças significativas entre os híbridos para as produções de matéria verde e de matéria seca, porcentagens de folha, de caule e de capítulo, circunferência do caule próximo ao capítulo, porcentagem de plantas quebradas e altura das plantas. Não foram encontradas diferenças significativas para circunferência do caule próximo ao solo, diâmetro do capítulo e porcentagem de plantas acamadas. As características agronômicas avaliadas indicaram que alguns híbridos de girassol apresentam potencial para serem utilizadas como recurso forrageiro para a produção de silagem na safrinha, ou durante o período seco do ano.

Extração de ácido clorogênico de farelo de girassol desengordurado

Rosa,Patricia Mattos da; Antoniassi,Rosemar; Gonçalves,Elisabeth Borges; Bizzo,Humberto Ribeiro; Silva,Antonio Jorge Ribeiro da
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
A cultura de girassol (Helianthus annuus L.) vem se consolidando no Brasil, pois se adapta a diversas regiões do país e apresenta características interessantes tanto do ponto de vista agronômico, quanto em relação à composição do óleo e à qualidade de sua proteína. O farelo desengordurado de girassol tem sido utilizado para ração, mas seu escurecimento limita o uso para consumo humano. O farelo contém ácido clorogênico, um potente antioxidante, que quando oxidado pela polifenoloxidase gera compostos que causam o escurecimento e reduzem a qualidade nutricional da proteína. Neste trabalho, foram obtidos extratos de ácido clorogênico, a partir do farelo desengordurado de girassol, utilizando-se metanol ou etanol como solvente, nas temperaturas de 25, 40 e 60°C e tempos de contato de 30 e 60 minutos, constituindo um experimento a três critérios de classificação. Houve diferença significativa entre solventes, tempo e temperaturas (P<0,05). A maior eficiência de remoção de ácido clorogênico foi de 40%, quando o metanol foi utilizado. Os extratos de ácido clorogênico obtidos têm potencial de uso como antioxidante.

Extração mecânica de óleos de amendoim e de girassol para produção de biodiesel via catálise básica.

PIGHINELL, A. L. M. T.
Fonte: 2007. Publicador: 2007.
Tipo: Teses/dissertações (ALICE) Formato: il., color.; 80 f.
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
O biodiesel é um combustível produzido a partir de triacilglicerídios encontrados na natureza, como óleos vegetais e gorduras animais. Tem ocupado posição de destaque no Brasil, principalmente após a criação de uma lei que autoriza sua mistura ao diesel. Todo o destaque dado ao novo combustível exige um estudo completo de toda sua cadeia produtiva, a qual compreende desde a parte agrícola, com fornecimento e processamento das matérias-primas (grãos oleaginosos) até a parte química via reações de transesterificação. A prensagem mecânica de grãos oleaginosos é uma alternativa viável para pequenas comunidades de agricultores e sua eficiência depende das condições iniciais da matéria-prima, como sua temperatura e teor de umidade. A transesterificação, embora seja uma reação química simples, pode ser otimizada, em função das condições experimentais como razão molar entre triacilglicerídios e álcool, concentração de catalisador e temperatura da reação. Neste trabalho, os grãos de amendoim e de girassol foram prensados, conforme condições experimentais estabelecidas. Os óleos brutos obtidos foram caracterizados e utilizados na transesterificação metílica com hidróxido de potássio. Para a extração mecânica de óleo de amendoim...

Utilização de película comestível à base de dextrina com ou sem óleo de girassol para conservação pós-colheita de manga ?Tommy Atkins?.

RIBEIRO, T. P.; LIMA, M. A. C. de; TRINDADE, D. C. G. da; SOUZA, S. O. de; SANTOS, A. C. N. dos; AMARIZ, A.
Fonte: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMI-ÁRIDO, 2., 2007, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semi-Árido, 2007. Publicador: In: JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA EMBRAPA SEMI-ÁRIDO, 2., 2007, Petrolina. Anais... Petrolina: Embrapa Semi-Árido, 2007.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Objetivou-se avaliar o uso de películas comestíveis à base de amido de milho modificado (dextrina) com e sem óleo de girassol em manga ?Tommy Atkins?. Os frutos foram colhidos no estádio de maturação 2, limpos, selecionados, padronizados e submetidos aos tratamentos: 1. Aplicação de películas comestíveis por pulverizador costal durante 5 segundos e 2. Tempo de armazenamento. Foram estudados: controle; 1,5% de dextrina; 1,5% de dextrina + 0,4% de óleo de girassol; 3,0% de dextrina e 3,0% de dextrina + 0,4% de óleo de girassol. Após a aplicação e secagem, os frutos foram armazenados sob refrigeração (11,7±3,1°C e 79±8% UR) para avaliação aos 0, 10 e 20 dias, ao final dos quais foram transferidos para temperatura ambiente (21,3±2,6°C e 48±8% UR) por mais 3, 6 e 8 dias. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em fatorial 5 x 6, com quatro repetições. As soluções de dextrina utilizadas como películas não atrasaram a maturação, uma vez que foi observada equivalência de firmeza, cor da casca e da polpa, teores de SS e AT dos frutos. No entanto, as mangas revestidas apresentaram menores perdas de massa.; 2007

Estabelecimento da Brachiaria ruziziensis consorciada com girassol utilizando doses reduzidas de graminicidas.

BRIGHENTI, A. M.; SOUZA SOBRINHO, F. de; ROCHA, W. S. D. da; CASTRO, C. de; MARTINS, C. E.; COSTA, T. R.
Fonte: In: WORKSHOP INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA NA EMBRAPA, Brasília, DF, 2009. Resumos e palestras apresentados. Brasília, DF: Embrapa, 2009. 1 CD-ROM. Publicador: In: WORKSHOP INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA NA EMBRAPA, Brasília, DF, 2009. Resumos e palestras apresentados. Brasília, DF: Embrapa, 2009. 1 CD-ROM.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE)
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
O objetivo desse trabalho foi avaliar a tolerância do girassol (Helianthus annuus) e o estabelecimento do capim-braquiária (Brachiaria ruziziensis) submetidos a doses reduzidas de herbicidas em sistemas de integração lavoura-pecuária. O delineamento experimental foi blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram i) tepraloxydim 10 g i.a./ha; ii) tepraloxydim 20 g i.a./ha; iii) fluazifop-p-butyl 12,5 g i.a./ha; iv) fluazifop-p-butyl 25,0 g i.a./ha; v) clethodim 12,0 g i.a./ha; vi) clethodim 24,0 g i.a./ha; vii) haloxyfop-methyl 6,0 g i.a./ha; viii) haloxyfop-methyl 12,0 g i.a./ha; ix) testemunha sem capina e x) testemunha capinada. É viável a utilização de doses reduzidas de graminicidas como reguladores de crescimento da B. ruzizizensis, reduzindo sua capacidade competitiva com a cultura do girassol. Todas as doses aplicadas causaram supressão do crescimento da B. ruzizizensis, a exceção da maior dose de clethodim e da maior dose de haloxyfop methyl, havendo morte total das plantas da forrageira. No tratamento onde foi aplicada a dose de 12,5 g i.a./ha de fluazifop-p-butyl houve a maior produtividade de fitomassa da forrageira. Todos os tratamentos herbicidas foram seletivos para a cultura do girassol.; 2009

Valores de pH e teores de nitrogênio amoniacal das silagens de três genótipos de girassol (Helianthus annuus L.) com aditivos durante o processo fermentativo.

PORTO, P.P.; SALIBA, E. de O.S.; GONCALVES, L.C.; RODRIGUEZ, N.M.; BORGES, I.; BORGES, A.L.C.C.; RODRIGUES, J. A. S.; STEHLING, C.A. do V; FARIA, B.N. de
Fonte: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 39., 2002, Recife. A produção animal e a sociedade brasileira: anais. Recife: UFRPE: SBZ, 2002. Publicador: In: REUNIÃO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 39., 2002, Recife. A produção animal e a sociedade brasileira: anais. Recife: UFRPE: SBZ, 2002.
Tipo: Artigo em anais de congresso (ALICE) Formato: 1 CD-ROM.
Português
Relevância na Pesquisa
37.224739%
Silagens de tres genotipos de girassol: M 734, Rumbosol 91 e a variedade V2000, foram enriquecida com 0,5% de ureia (U); 0,5% de carbonato de calcio (CC); 0,5% de ureia mais 0,5% de carbonato de calcio (U+CC); inoculante bacteriano (IB), sendo também ensilado material original sem aditivo que serviu como silagem testemunha (T), visando avaliar os efeitos nos valores de pH e nitrogenio amoniacal (N-NH)(. Foram utilizados silos de laboratório de PVC, abertos nos dias um, tres, cinco, sete, 14, 28 e 56 de ensilados. A adicao de U as silagens acarretou em pH numericamente mais elevado em todas as silagens a partir do terceiro dia de abertura quando comparado a silagem T, porem as diferenças estatisticas observadas nao foram consistentes. Os maiores valores de pH foram verificados nas silagens de girassol tratadas com U+CC (78,8% N-NH3/NT), que estabilizou a producao de nitrogenio amoniacal no decimo quarto dia de abertura com 69,3% N.NH3/NT. A penas a adicao de ureia associada a carbonato de calcio apresentou a mesma resposta para os parametros avaliados nos tres genotipos. Contudo, deve-se ter cautela na recomendacao destes aditivos para silagem de girassol, pois estes altos valores encontrados podem estar relacionados a fermentacao indesejaveis no silo.; 2002