Página 1 dos resultados de 162 itens digitais encontrados em 0.002 segundos

Avaliação da quimiosensibilidade de mastocitomas caninos graus I, II e III ao ácido retinóico todo-trans; Evaluation of the chemosensibility of canine mast cell tumor grades I, II and III to the all trans retinoic acid

Pinello, Katia Cristina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 08/12/2006 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
O mastocitoma é o tumor cutâneo mais comum dos cães, representando 7% a 21% dos tumores da pele e tecidos moles, 11% a 27% dos tumores malignos cutâneos nessa espécie. Eles possuem uma grande variedade de aparência e comportamento, o qual o torna um desafio seu tratamento. Os retinóides são uma promessa na luta contra o câncer. Entretanto, há poucos estudos sobre os efeitos dos retinóides em neoplasias caninas. O presente trabalho teve como objetivo caracterizar a cultura primária de mastocitomas caninos assim como investigar a quimiosensibilidade deste tumor ao ácido retinóico todo-trans (ATRA). A cultura primária de mastocitomas caninos foi realizada em co-cultivo com fibroblastos, que demonstrou uma interação favorável entre mastócitos e fibroblastos, com uma sobrevida média de 30 dias. A quimiosensibilidade dos mastocitomas caninos ao ATRA não mostrou diferenças entre os graus de mastocitomas, ou seja, tanto um mastocitoma grau II ou III respondem igualmente ao ATRA nas doses estudadas. Foi constatado também que o mastocitoma é mais sensível na concentração 10-4M de ATRA (p < 0,002). Existe também um efeito já nas primeiras 24h, mas esse não se altera em 48h, entretanto se intensifica após 72h. Podemos inferir...

A sinalização pelo ácido retinóico e a origem evolutiva das câmaras cardíacas.; Retinoic acid signaling and the evolutionary origins of cardiac chambers.

Costa, Marcos Sawada Simões
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
Nos últimos anos, nós propusemos um modelo de duas etapas para a padronização antero-posterior do coração. Ácido retinóico (AR) produzido pela enzima RALDH2 induz o destino sino atrial nos precursores cardíacos posteriores. Subsequentemente, estes precursores adquirem a capacidade de expressar RALDH2, formando uma onda caudo-rostral desta enzima. A nossa hipótese é que esta onda surgiu nos para padronizar as células precursoras da bomba circulatória ancestral em regiões de influxo e efluxo, resultando na origem das câmaras cardíacas. Para testar se a onda cauro-rostral é ancestral nos vertebrados, nós mapeamos a expressão de RALDH2 em relação ao campo cardíaco em anfíbios, vertebrados basais e no cordado invertebrado anfioxo. Nossos dados sugerem que o modelo de duas etapas está presente em anfíbios e peixes. Clonagem do gene RALDH em lampréias indica presença de AR no campo cardíaco. Em anfioxo, a caracterização do padrão de expressão do ortólogo da RALDH2 revela ausência da onda caudo-rostral. Nossos resultados sugerem que a onda caudo-rostral de RALDH2 foi cooptada nos vertebrados para padronizar o campo cardíaco no eixo AP, o que corrobora a hipotése de que este mecanismo foi importante na origem evolutiva das câmaras cardíacas.; In the last years...

Análise da via de regulação gênica por ácido retinóico: uma abordagem por bioinformática e biologia estrutural; Analysis of retinoic acid pathway: an approach by bioinformatics and structural biology.

Sobreira, Tiago José Paschoal
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2008 Português
Relevância na Pesquisa
69.37677%
As vias de sinalização celular por meio de moléculas são um dos principais meios de controle funcional de um organismo. O entendimento das funções de moléculas sinalizadoras facilita a compreensão das vias metabólicas de um organismo, assim possibilitando uma melhor compreensão de vários eventos biológicos e também de várias doenças. A sinalização pelo ácido retinóico (AR), e seus derivados, é responsável pelo controle de várias funções, por exemplo: crescimento celular, diferenciação celular, formação da retina, desenvolvimento cardíaco e também relacionado a várias patologias como diabetes, obesidades, cânceres, e doenças cardiovasculares. A ação do ácido retinóico é controlada em dois níveis: no metabolismo de síntese/degradação e na sua utilização na sinalização para a expressão gênica. A maquinaria que controla o metabolismo inclui as enzimas de síntese do AR (aldeído desidrogenase ALDH) e as enzimas de degradação do AR (Cyp26), que controlam a distribuição espaço-temporal do AR durante a embriogênese. As ALDHs são enzimas NAD(P)+ dependentes, que oxidam uma ampla gama de aldeídos para os seus correspondentes ácidos carboxílicos, sendo ALDH1A2 a principal enzima na transformação de retinal em ácido retinóico. A maquinaria da sinalização celular por AR contém os receptores nucleares controlados por AR (RARs) que estão envolvidos com o controle da transcrição gênica. Os mecanismos de controle de expressão mais comuns são os que ocorrem na fase transcricional. Um desses mecanismos envolve proteínas que se ligam às regiões promotoras de transcrição...

Desenvolvimento, caracterização e avaliação de sistemas microestruturados para veiculação de ácido retinóico na pele; Development, characterization and evaluation of microparticulate systems for skin delivery of retinoic acid

Lira, Ana Amélia Moreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 27/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
Este trabalho propôe o desenvolvimento de micropartículas para veiculação deste fármaco na pele, aumentando a estabilidade da molécula e proporcionando uma liberação sustentada, o que resulta na otimização da terapia, visto que ocorre a redução dos efeitos colaterais. As micropartículas foram produzidas por três métodos diferentes, os dois primeiros utilizando a quitosana como polímero e o último utilizando uma associação de alginato com quitosana. As micropartículas de quitosana resultaram em interação do fármaco veiculado com o polímero e desta forma a sua utilização como sistema de liberação para veiculação do fármaco estudado foi descartada. As micropartículas de alginato/quitosana encapsularam efetivamente o fármaco, resultando em partículas irregulares com diâmetro médio de 148m. Elas apresentaram liberação sustentada do ácido retinóico por um período compatível com sua utilização tópica e por isso, parecem ser adequados para garantir estabilidade ao fármaco. Além disso, elas diminuíram a retenção do fármaco no estrato córneo quando comparado ao fármaco livre, mantendo seus níveis nas outras camadas mais profundas da pele. Esse direcionamento sítio-específico poderia diminuir a sua irritação dérmica...

Ação extra nuclear do ácido retinóico via espécies reativas do oxigênio em células de sertoli

Frota Junior, Mario Luiz Conte da
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.483516%
Durante a respiração celular, cerca de 1 a 3% do oxigênio metabolizado produz espécies reativas de oxigênio (ERO). Entretanto, para defender o organismo do efeito dessas espécies, existem vários sistemas antioxidantes, dependendo do organismo, da célula ou do tecido em questão. A Vitamina A (retinol) e seu derivados exercem uma infinidade de efeitos em diversos processos biológicos, destacando-se a embriogênese, visão, regulação de processos inflamatórios, crescimento, proliferação e diferenciação de células normais e neoplásicas. Embora o potencial antioxidante da vitamina A e carotenóides tenha sido descrito primeiramente, sabe-se hoje que, sob diferentes condições, essas moléculas podem se comportar de uma maneira pró-oxidante. Por isso, atualmente são melhores descritas como moléculas redox ativas. Apesar dos nossos trabalhos anteriores demonstrarem um efeito pró-oxidante do retinol em culturas de células de Sertoli, o mecanismo exato pelo qual esse efeito é verificado permanece a ser elucidado. Uma vez que o ácido retinóico (AR) é o metabólito mais ativo do retinol, foram verificados os efeitos da suplementação de AR em culturas de células de Sertoli, com o objetivo de verificar se os efeitos anteriormente observados com o retinol devem-se à metabolização do mesmo a AR. Nossos resultados mostraram que o AR em baixas doses não aumentou os níveis de TBARS. Além disso...

Aumento da atividade da MMP-2 induzido por tratamento com retinol e ácido retinóico em células de Sertoli cultivadas

Dalmolin, Rodrigo Juliani Siqueira
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.56706%
Espécies reativas de oxigênio (ROS) têm sido descritas como potenciais causadoras de doenças como aterosclerose, artrite e câncer. Falhas na regulação das metaloproteinases de matriz (MMP), uma família de proteases que degradam matriz extracelular, parecem estar intimamente relacionadas com essas mesmas doenças. Além disso, autores sugerem uma relação entre a atividade das MMPs e ROS. Em trabalhos anteriores, nosso grupo de pesquisa demonstrou que o tratamento com retinol 7 μM foi capaz de induzir mudanças no metabolismo de células de Sertoli cultivadas, como o aumento da atividade de enzimas antioxidantes, aumento do dano oxidativo a biomoléculas, ativação de ERK1/2 MAPK, alteração do ciclo celular e transformação pré-neoplásica, ligando o tratamento com retinol ao estresse oxidativo. No presente trabalho, nós utilizamos a técnica de zimografia para verificar a atividade da MMP-2 em células de Sertoli tratadas com retinol e ácido retinóico. Nós encontramos que tanto o tratamento por 24 horas com retinol 7 μM, quanto o tratamento por 24 horas com ácido retinóico 1 nM, aumentaram a atividade da MMP-2 em células de Sertoli cultivadas. O cotratamento com diferentes antioxidantes reverteu o aumento da atividade da MMP-2 induzido por retinol...

Efeitos diferenciais do retinol e do ácido retinóico na proliferação, morte e diferenciação celular : o papel da mitocôndria e da xantina oxidase nos efeitos pró-oxidantes da vitamina A

Zanotto Filho, Alfeu
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.56706%
A vitamina A (retinol) e seus derivados, os retinóides, são importantes reguladores do ciclo celular, exercendo um papel central na proliferação, apoptose e diferenciação de diversos tipos celulares. Atualmente, o papel dos retinóides na proliferação e diferenciação celular tem sido bastante investigado. Nesse contexto, diversos estudos têm demonstrado que formas ativas de retinóides como o ácido retinóico inibem a proliferação em modelos de células tumorais e não-tumorais, caracterizando-os como potenciais agentes quimioterápicos. Entretanto, um crescente número de estudos tem sugerido que os retinóides apresentam propriedades pró-oxidantes em sistemas biológicos, as quais podem induzir dano celular, ativação de proto-oncogenes e, até mesmo, transformação neoplásica. Essas contradições estimularam-nos a investigar as propriedades proliferativas/antiproliferativas e antioxidantes/pró-oxidantes dos principais retinóides presentes no meio intracelular - retinol e ácido retinóico- e os mecanismos envolvidos nesses efeitos em células de Sertoli, um dos principais alvos fisiológicos da vitamina A em mamíferos. A vitamina A (retinol) e seus derivados, os retinóides, são importantes reguladores do ciclo celular...

Caracterização da diferenciação neural induzida por ácido retinóico da linhagem de neuroblastoma humano SH-SY5Y e seu uso como ferramenta para pesquisa em neurociências

Lopes, Fernanda Martins
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
Os mecanismos moleculares que levam ao dano da via nigroestriatal durante a progressão da Doença de Parkinson (DP) ainda não estão totalmente elucidados. Dessa forma, existe a necessidade de desenvolver modelos experimentais adequados para o estudo desse distúrbio neurodegenerativo. A linhagem de neuroblastoma humano SH-SY5Y tratada com neurotoxinas indutoras deste distúrbio (ex.: 6-hidroxidopamina - 6-OHDA) é amplamente utilizada como modelo in vitro da DP. Muitos estudos mostram que esta linhagem pode ser diferenciada em células dopaminérgicas através da combinação da diminuição do soro fetal bovino (SFB) em meio de cultura e da adição de neurotrofinas como o ácido retinóico (AR). No entanto, há poucos estudos mostrando as diferenças entre células proliferativas e diferenciadas da linhagem de neuroblastoma SH-SY5Y, além do efeito do tratamento com 6-OHDA. Ainda, não há um consenso nos protocolos de diferenciação. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi estabelecer um protocolo de diferenciação dopaminérgica da linhagem de neuroblastoma humano SH-SY5Y, bem como avaliar a potencialidade do modelo como plataforma para o screening de neurotoxicidade/neuroproteção de compostos e a possibilidade de manipulação gênica. As células proliferativas SH-SY5Y foram mantidas em meio de cultura DMEM/F12 (1:1) suplementado com 10% de SFB. A diferenciação foi induzida pela combinação de 10 μM de AR e meio de cultura com 1% de SFB durante 4...

Influência de diferentes doses de ácido retinóico na remodelação cardíaca

Freire, Cristiana Maria Murbach
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 82 f.
Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Fisiopatologia em Clínica Médica - FMB; Devido à escassez de trabalhos sobre a influência do todo-trans-ácido retinóico (ATRA) no coração de ratos normais, foi realizado experimento com ratos jovens adultos, que receberam diferentes doses de ATRA. O objetivo deste estudo foi verificar se as alterações causadas pelo ATRA no coração dos ratos, são fisiológicas ou patológicas e se apresentam relação dose-dependente. Para este estudo, foram utilizados 72 ratos Wistar, distribuídos em 4 grupos: 1) grupo com 18 animais que receberam a dieta sem ATRA (controle), 2) grupo com 18 animais que receberam 0,3 mg de ATRA / kg de dieta/dia (AR 0,3), 3) grupo com 18 animais que receberam 10 mg de ATRA /kg de dieta/dia (AR 10), 4) grupo com 18 animais que receberam 50 mg de ATRA /kg de dieta/dia (AR 50). Após 4 semanas de tratamento, os animais foram avaliados pelo ecocardiograma e após eutanásia, as amostras de sangue, do fígado e do coração, foram coletadas. As amostras dos ventrículos esquerdos (VE) foram separadas para a avaliação do teor de água, da hipertrofia, da fibrose, da conexina 43, das enzimas do metabolismo energético cardíaco e para a realização das dosagens de vitamina A total e ATRA. No fígado...

Retinol, ácido retinóico e seus receptores e o índice de proliferação celular e de apoptose no lobo dorsolateral da próstata de ratos adultos UCh (bebedores voluntários de etanol a 10%); Retinol, retinoic acid and its receptors and the rate of cell proliferation/apoptosis in the dorsolateral prostate lobe of adult UCh rats (10% (v/v) ethanol voluntary drinkers)

Beatriz Aparecida Fioruci
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.483516%
A exposição ao etanol altera a concentração do retinol e do all-trans-ácido retinóico (atAR) em vários tecidos. Os retinóides, retinol e atAR, são importantes para a diferenciação e manutenção das células epiteliais da próstata. O atAR se liga aos receptores de ácido retinóico (RARα, β e γ) e a interação receptor/ligante com a sequência responsiva ao retinóide no DNA, levam à transcrição de genes alvos. Assim, o atAR exerce efeitos no crescimento celular, diferenciação e apoptose, sendo essencial no desenvolvimento e diferenciação de órgãos e tecidos. Nosso objetivo foi analisar o retinol, o ácido retinóico e seus receptores, bem como, o índice de proliferação celular e de apoptose no lobo dorsolateral da próstata de ratos adultos UCh. Os animais foram divididos em quatro grupos experimentais (n=10/grupo): UChA (ingestão voluntária de etanol a 10% (v/v); UChACo (controle - ausência de etanol); UChB (ingestão voluntária de etanol a 10% (v/v) e UChBCo (controle - ausência de etanol). Após 150 dias de experimentação, os animais foram eutanasiados por decapitação e o sangue do tronco e os lobos dorsolaterais das próstatas foram coletados e processados: (1) para análises da concentração do retinol e do atAR no plasma e na próstata por meio de HPLC; (2) e análises de microscopia de luz para a proliferação celular (Ki-67)...

Características hematológicas e perfil de expressão de antígenos mielóides de pacientes com leucemia promielocítica aguda: análise de fatores prognósticos para o desenvolvimento da síndrome do ácido retinóico

Santos,Flávia Leite Souza; Dore,Adriana I.; Lima,Ana Sílvia G.; Garcia,Aglair B.; Zago,Marco A.; Rizzatti,Edgar G.; Elias Jr,Jorge; Falcão,Roberto Passetto; Rego,Eduardo Magalhães
Fonte: Associação Médica Brasileira Publicador: Associação Médica Brasileira
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2004 Português
Relevância na Pesquisa
69.23558%
OBJETIVO: A leucemia promielocítica aguda (LPA) apresenta uma boa resposta ao tratamento com o ácido all trans retinóico (ATRA). Entretanto, alguns pacientes desenvolvem uma complicação grave chamada síndrome do ácido retinóico (SAR). O objetivo deste estudo foi comparar as características hematológicas e imunofenotípicas de pacientes com LPA que desenvolveram a SAR com as daqueles que não a desenvolveram. MÉTODOS: Foram analisados retrospectivamente os prontuários, exames radiológicos, lâminas de esfregaço de sangue e medula óssea de 71 pacientes com LPA, dos quais a análise imunofenotípica havia sido realizada em 56 casos. Foram identificados oito casos de SAR que, do ponto de vista clínico, caracterizaram-se por insuficiência respiratória (n=8), insuficiência renal (n=2), febre (n=5), ganho ponderal (n=3), edema periférico (n=3) e derrame pleural (n=5). As seguintes variáveis foram comparadas entre pacientes com e sem SAR: dosagem de hemoglobina, contagens de leucócitos e plaquetas no sangue periférico, distribuição dos subtipos hipergranular e variante, percentagens de blastos CD33+, CD13+, CD117+ na medula óssea, intensidade e variação dos valores de fluorescência destes antígenos nas células leucêmicas...

Desenvolvimento e validação de método analítico em CLAE-UV para a quantificação de ácido retinóico em microcápsulas de alginato e quitosana

Velloso,Fabiana Toledo; Ferraz,Rafaela Siqueira; Lira,Ana Amélia Moreira; Santana,Davi Pereira de; Santos-Magalhães,Nereide Stela
Fonte: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo, Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.85371%
O ácido retinóico (AR) tem sido utilizado para o tratamento de acne severa, rugas, estrias e celulite, no entanto, provoca irritação na pele e sofre rápida degradação quando exposto à luz e ao calor. Métodos analíticos rápidos para quantificação do AR são, portanto, necessários para ensaios de cinética de liberação in vitro. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi desenvolver e validar um método rápido e sensível para o doseamento do AR em microcápsulas de alginato/quitosana contendo óleo de babaçu dispersas em gel natrosol® por cromatografia líquida de alta eficiência associada à espectroscopia UV e aplicá-lo na avaliação do perfil de liberação in vitro dessas formulações. As análises foram realizadas em modo isocrático utilizando coluna C18 de fase reversa 150 x 4,6 mm (5 μm) com detecção a 350 nm. A fase móvel foi constituída de metanol e ácido acético 1% (85:15 v/v) com vazão de 1,8 mL/minuto. A faixa de linearidade do método foi de 0,5 a 60 μg/mL (r² = 0,999). O método validado mostrou-se sensível, específico, exato, preciso, de baixo custo e o tempo de retenção do AR foi de 5,8 ± 0,4 minutos sendo, desta forma, mais rápido do que os relatados na literatura.

Desenvolvimento e caracterização de microcápsulas de alginato/quitosana contendo ácido retinóico e óleo de babaçu

Toledo Velloso, Fabiana; Pereira de Santana, Davi (Orientador)
Fonte: Universidade Federal de Pernambuco Publicador: Universidade Federal de Pernambuco
Tipo: Outros
Português
Relevância na Pesquisa
68.85371%
O ácido retinóico (AR) tem sido largamente utilizado em formulações dermatológicas para o tratamento de acne, distúrbios de queratinização como psoríase e também em formulações cosméticas com a finalidade de reduzir os efeitos do fotoenvelhecimento, celulite e estrias. Entretanto, apesar de seus efeitos benéficos provoca irritação local manifestada na forma de eritema, queimação, coceira, secura e descamação da pele, além de ser instável na presença de ar e luz e pobremente solúvel na água. Para resolver estes problemas, microcápsulas (MC) de alginato/quitosana contendo AR e óleo de babacu, foram preparadas com o propósito de proteger e promover uma liberação sustentada do AR e o óleo de babaçu foi acrescentado para evitar o ressecamento causado pelo AR. Devido ao alto tempo de retenção encontrado na literatura e a sensibilidade do AR à luz e ao calor na primeira parte deste trabalho um método rápido e sensível para o doseamento do AR em microcápsulas de alginato/quitosana contendo óleo de babaçu dispersas em gel natrosol® foi desenvolvido e validado por cromatografia líquida de alta eficiência associada à espectroscopia UV. Este método foi utilizado para quantificar o AR de forma específica em cinéticas de liberação in vitro. As análises foram realizadas em modo isocrático...

Estudo de compatibilidade e estabilidade térmica do ácido retinóico e hidroquinona por termogravimetria

Mendonça, Cândida Maria Soares de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; BR; UFRN; Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas; Bioanálises e Medicamentos
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
Retinoic acid (RA) and hydroquinone (HQ) assets are widely used in pharmaceutical and cosmetic formulations, for having depigmenting properties and are largely produced in drugstores. To assist in the development of formulations containing the active RA and HQ National Forms of Brazilian Pharmacopoeia (2005 and 2012 ) proposes formulations with different excipients such as cetyl alcohol (AC), cetostearyl alcohol (ACT), methylparaben (MTP), propyl paraben ( PPB), glycerin (GLY), dipropylene glycol (DPG), imidazolidinil urea ( IMD ), cyclomethicone (CCM ), butylated hydroxytoluene (BHT), octyl stearate (ETO), EDTA, decil oleate (ODC) and hydroxipropymethyl celullose (HPMC). One of the difficulties found in most cosmetic formulations is the large number of incompatibilities between the components of the formulations, so the aim this study was to evaluate thermal stability and interactions between these active pharmaceutical ingredients and excipients. The depigmenting agents were analyzed by DSC and TG and excipients were analyzed by TG. The dynamic thermogravimetric curves were obtained on a SHIMADZU thermobalance, model DTG-60, using an alumina crucible, at the heating rate of 10ºC min-1, in the temperature range of 25-900 ºC, under an atmosphere of nitrogen at 50 mL min-1. The DSC curves were obtained using Shimadzu calorimeter...

Ácido retinóico: uma terapia promissora para carcinoma treoideano desdiferenciado?

Coelho,Sabrina M.; Corbo,Rossana; Buescu,Alexandru; Carvalho,Denise P. de; Vaisman,Mário
Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Publicador: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2003 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
Carcinoma tireoideano é a neoplasia endócrina maligna mais freqüente. Aproximadamente 90% dos cânceres não-medulares da tireóide são classificados como diferenciados e apresentam em geral bom prognóstico após tratamento adequado. Entretanto, recidiva tumoral ocorre em cerca de 20 a 40% e perda da diferenciação celular em até 30%. O carcinoma desdiferenciado é caracterizado pela perda da função e propriedades tireóide-específicas e as opções terapêuticas são limitadas e pouco eficazes. Em estudos recentes in vitro, tem sido mostrado que o acido retinóico (AR) pode ser útil em induzir rediferenciação da célula tireoideana, como evidenciado pela maior expressão de tireoglobulina, 5' desiodase tipo I e co-transportador sódio-iodeto, além do incremento da captação de iodo pela célula tumoral. Além dos estudos experimentais, estudos clínicos demonstram efeito benéfico do AR, com aumento da captação de iodo em 40% e regressão tumoral em 20% dos pacientes com carcinoma não captante de iodo submetidos ao tratamento.

Regulación de la diseminación de los tumores sólidos murinos por el sistema del ácido retinoico y sus receptores; Regulation of murine solid tumors dissemination by retinoic acid system and its receptors

Campodónico, Paola Bernadette
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: info:eu-repo/semantics/doctoralThesis; tesis doctoral; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: application/pdf
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
El presente trabajo tuvo como objetivo estudiar el rol del sistema retinoide en la progresión del tumor mamario murino LM38-LP, haciendo énfasis en las interacciones celulares entre su componente luminal (LEP) y mioepitelial (MEP). Determinamos que la línea LM38-LP expresa receptores retinoides y que los mismos son funcionales. El tratamiento con retinoides induce en la línea un arresto del ciclo celular. El mismo tratamiento induce apoptosis sólo en el compartimiento LEP y senescencia en las células MEP, mientras que una pequeña población celular que mediaría la interacción entre ambos componentes continúa ciclando. Asimismo se ha podido determinar la existencia de una población con características de células stem/progenitoras parcialmente resistentes al tratamiento con retinoides. Hemos estudiado además mecanismos implicados en la diseminación metastásica de la línea LM38-LP. En este sentido hemos observado que los retinoides inhiben tanto la actividad de proteasas secretadas como la capacidad migratoria, mientras que aumentan la capacidad adhesiva a componentes de la matriz extracelular. Los retinoides inhiben la invasión sólo en la población MEP de la línea LM38-LP. Se analizó la transcripción de un panel de genes implicados en el proceso de transición epitelio-mesenquimática. Se pudo determinar que el ácido retinoico modula estos genes diferencialmente entre los compartimientos LEP y MEP conduciendo a la línea hacia un fenotipo menos agresivo. Se generaron sublíneas que presentan silenciados o sobreexpresados los distintos receptores retinoideos...

Regulación de la diseminación de los tumores sólidos murinos por el sistema del ácido retinoico y sus receptores; Regulation of murine solid tumors dissemination by retinoic acid system and its receptors

Campodónico, Paola Bernadette
Fonte: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires Publicador: Facultad de Ciencias Exactas y Naturales. Universidad de Buenos Aires
Tipo: Tesis Doctoral Formato: text; pdf
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
El presente trabajo tuvo como objetivo estudiar el rol del sistema retinoide en la progresión del tumor mamario murino LM38-LP, haciendo énfasis en las interacciones celulares entre su componente luminal (LEP) y mioepitelial (MEP). Determinamos que la línea LM38-LP expresa receptores retinoides y que los mismos son funcionales. El tratamiento con retinoides induce en la línea un arresto del ciclo celular. El mismo tratamiento induce apoptosis sólo en el compartimiento LEP y senescencia en las células MEP, mientras que una pequeña población celular que mediaría la interacción entre ambos componentes continúa ciclando. Asimismo se ha podido determinar la existencia de una población con características de células stem/progenitoras parcialmente resistentes al tratamiento con retinoides. Hemos estudiado además mecanismos implicados en la diseminación metastásica de la línea LM38-LP. En este sentido hemos observado que los retinoides inhiben tanto la actividad de proteasas secretadas como la capacidad migratoria, mientras que aumentan la capacidad adhesiva a componentes de la matriz extracelular. Los retinoides inhiben la invasión sólo en la población MEP de la línea LM38-LP. Se analizó la transcripción de un panel de genes implicados en el proceso de transición epitelio-mesenquimática. Se pudo determinar que el ácido retinoico modula estos genes diferencialmente entre los compartimientos LEP y MEP conduciendo a la línea hacia un fenotipo menos agresivo. Se generaron sublíneas que presentan silenciados o sobreexpresados los distintos receptores retinoideos...

Desenvolvimento e validação de método analítico em CLAE-UV para a quantificação de ácido retinóico em microcápsulas de alginato e quitosana

Velloso, Fabiana Toledo; Ferraz, Rafaela Siqueira; Lira, Ana Amélia Moreira; Santana, Davi Pereira de; Santos-Magalhães, Nereide Stela
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/03/2009 Português
Relevância na Pesquisa
68.85371%
O ácido retinóico (AR) tem sido utilizado para o tratamento de acne severa, rugas, estrias e celulite, no entanto, provoca irritação na pele e sofre rápida degradação quando exposto à luz e ao calor. Métodos analíticos rápidos para quantificação do AR são, portanto, necessários para ensaios de cinética de liberação in vitro. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi desenvolver e validar um método rápido e sensível para o doseamento do AR em microcápsulas de alginato/quitosana contendo óleo de babaçu dispersas em gel natrosol® por cromatografia líquida de alta eficiência associada à espectroscopia UV e aplicá-lo na avaliação do perfil de liberação in vitro dessas formulações. As análises foram realizadas em modo isocrático utilizando coluna C18 de fase reversa 150 x 4,6 mm (5 μm) com detecção a 350 nm. A fase móvel foi constituída de metanol e ácido acético 1% (85:15 v/v) com vazão de 1,8 mL/minuto. A faixa de linearidade do método foi de 0,5 a 60 μg/mL (r² = 0,999). O método validado mostrou-se sensível, específico, exato, preciso, de baixo custo e o tempo de retenção do AR foi de 5,8 ± 0,4 minutos sendo, desta forma, mais rápido do que os relatados na literatura.; Retinoic acid (RA) has been used in the treatment of severe acne...

Estudio morfométrico de las malformaciones craneofaciales experimentales inducidas por ácido retinoico

González,T.; Lassaletta,L.; Martínez,L.; Tovar,J.A.; Martorell,V.
Fonte: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial Publicador: Revista Española de Cirugía Oral y Maxilofacial
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; journal article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion Formato: text/html; application/pdf
Publicado em 01/10/2003 Português
Relevância na Pesquisa
69.39571%
Objetivo: El ácido retinoico es un metabolito activo de la vitamina A que administrado en grandes cantidades tiene efecto teratógeno sobre la embriogénesis de los mamíferos. Hemos investigado los efectos de la exposición temprana de embriones de rata sobre las estructuras craneofaciales. Diseño: Cuarenta y cinco ratas Sprague-Dawley gestantes fueron tratadas con 125 mg/kg de ácido all-trans-retinoico el día 10 de gestación. Las 20 ratas controles fueron tratadas con aceite. Los fetos de ambos grupos se extrajeron el día antes de llegar a término y fueron sometidos a un estudio morfológico y otro estudio morfométrico, analizando las malformaciones craneofaciales. Resultados: Ninguno de los fetos controles presentó malformaciones. El 100% de los embriones tratados con retinoico presentaron defectos craneofaciales, incluyendo fisuras faciales, exoftalmos, malformaciones e inserción baja de los pabellones auriculares, apéndices faciales y anomalías nasales. El análisis morfométrico reveló un incremento de la distancia entre los poros nasales (p<0,01) y los globos oculares (p<0,05) en los fetos tratados con retinoico. También se encontró una reducción de la distancia lateral del maxilar (p<0,01) y la mandíbula (p<0...

Ácido retinoico y función pulmonar

Parra-Hernández,Elías; Nava-Reyes,Héctor; Zamudio-Cortés,Pedro
Fonte: Instituto Nacional de Enfermedades Respiratorias Publicador: Instituto Nacional de Enfermedades Respiratorias
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2005 Português
Relevância na Pesquisa
68.751514%
El ácido retinoico (AR) es el principal metabolito de la vitamina A y es esencial, tanto en el desarrollo embrionario como en mantener el crecimiento en el organismo adulto. Asimismo, el AR es importante en periodos durante los cuales hay una proliferación celular acelerada, como ocurre en el desarrollo pulmonar. En el pulmón de los mamíferos el AR induce la formación y septación alveolar durante el desarrollo y periodo posnatal, pero este evento no sucede en el pulmón adulto. Sin embargo, hay evidencia que señala que el AR induce una regeneración alveolar completa cuando los alveolos han sido destruidos por tratamientos nocivos. En este artículo revisamos algunos de los efectos que tiene el AR en el desarrollo y regeneración pulmonar, así como su importancia terapéutica en enfermedades pulmonares