Página 1 dos resultados de 110554 itens digitais encontrados em 0.029 segundos

Sobre o ideário de bem-estar num caderno jornalístico. Uma abordagem psicanalítica; Sobre o ideário de bem-estar num caderno jornalístico. Uma abordagem psicanalítica

Leite, Eduardo Afonso Furtado
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 25/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
36.237246%
Esta é uma pesquisa que tem como objetivo encaminhar uma sondagem do ideário contemporâneo que, midiaticamente, se desdobra em torno de uma palavra de ordem, ou seja, o termo bem-estar. Esse termo, o modo como comparece neste trabalho, foi considerado a partir do corpus desta pesquisa e que veio a ser o caderno Equilíbrio do jornal Folha de S. Paulo (de 01/2000 a 06/ 2005), bem como da pesquisa bibliográfica. A partir daí, levou-se em conta o termo bem-estar naquilo em que é colocado em questão um estilo sócio cultural de busca de felicidade que tem a experiência sensível do corpo, os cuidados com a saúde, a construção da beleza e a autonomia dos indivíduos como componentes de um Bem maior. Isto posto, esta pesquisa estabeleceu recortes específicos de abordagem do ideário de bem-estar que mantém em comum a perspectiva de que ele se coloca como forma de resposta àquilo que Freud chamou de mal-estar na cultura. O termo resposta interessa aqui na qualidade de investimento libidinal que privilegia certas formas de presença dos indivíduos no laço social. Dentre os recortes específicos dessa abordagem encontram-se: a questão das antinomias pertinentes ao laço social contemporâneo e o ideário de bem-estar permeando-as na qualidade de um desdobramento de certa ética do bem-estar; a veiculação midiática de imagens de corpos implicados no ideário de bem-estar e a cativação que esses propõem...

Índice de Bem-Estar Econômico: uma proposta para os estados brasileiros; Index of Economic Well-Being: a proposal for the Brazilian states

Vidigal, Cláudia Bueno Rocha
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.228594%
Amplamente relacionado à forma com que os indivíduos valorizam as temáticas humanas, sociais e econômicas, o bem-estar pode ser vislumbrado sob diferentes aspectos, no entanto, todos intimamente atrelados entre si. Uma das formas de se observar o bem-estar é através da dimensão econômica, cujo enfoque é direcionado aos elementos que proporcionam maior nível de comodidade econômica e satisfação individual ou coletiva. Tendo em vista a importância de indicadores para subsidiar a implementação e monitoramento de políticas públicas, assim como disponibilizar informações transparentes à população, a construção de um índice de bem-estar econômico que busque captar a realidade econômica e regional dos estados brasileiros se justifica. Considerando o exposto, o presente estudo teve por objetivo a construção de um Índice de Bem-Estar Econômico (IBEE) para as unidades da federação brasileira, considerando os anos de 2002 e 2008. Especificamente, buscou-se verificar os níveis de bem-estar econômico e de seus sub-componentes nos anos de 2002 e 2008, além de compará-los entre os estados brasileiros. Ademais, fez-se a proposta de analisar comparativamente os resultados do IBEE em relação aos valores apresentados pelo PIB per capita. Por fim...

Bem-estar e psicoterapia: Terapeutas, clientes e processo terapêutico

Vaz-Velho, Catarina; Biscaia, Constança; Tavares, Sofia
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Aula
Português
Relevância na Pesquisa
36.237246%
Estando fundamentada a importância determinante das variáveis psicológicas nas capacidades das pessoas para gerir e construir o seu próprio Bem-Estar Subjectivo (e.g. Diener, Oishi & Lucas, 2003; Galinha, 2008) e considerando que o objectivo da psicoterapia não é apenas intervir no mal-estar e na perturbação mas também promover a capacidade de estabelecer, manter, monitorizar e reconstruir o sentimento de Bem-Estar Subjectivo (Vasco, 2009), o objectivo central deste Simpósio é o de apresentar reflexões e investigação que cruzam a ideia de Bem-Estar com a Psicoterapia, articulando Bem-Estar do cliente, Bem-Estar do terapeuta e processo terapêutico. O simpósio é composto por três apresentações, duas teóricas e uma empírica. Na primeira apresentação teórica reflecte-se sobre o lugar da psicoterapia na construção do Bem-Estar psicológico, na medida em que permite sair da repetição para a inovação, retomando o desenvolvimento onde ele ficou suspenso. Mas se o desejo é a mudança para alcançar um maior bem-estar, também é verdade que os pacientes pareçam ser especialistas em não mudar (Badaracco, 1992). Daí a importância de se reflectir sobre a resistência à mudança e da necessidade de tolerância a dor mental que a mudança psíquica implica. Na apresentação empírica...

O bem-estar subjectivo de adolescentes institucionalizados

Silva, Maria João Marques Xavier da
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
36.228594%
Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2011; A população de adolescentes institucionalizados, a adolescência em si e o bem-estar continuam a ser alvo de diversas investigações, dada a importância de identificar os factores que promovem o bem-estar nesta faixa etária. No entanto, escassas são as investigações que relacionam o bem-estar com o processo de institucionalização, daí a importância de estudar esta relação. O presente estudo é de natureza exploratória e procura analisar a percepção que os adolescentes institucionalizados entre os 14 e os 17 anos têm relativamente ao próprio bem-estar subjectivo. Mais especificamente, procura-se perceber se o processo de institucionalização influencia o bem-estar subjectivo dos adolescentes. Para tal, os dados obtidos na presente investigação foram comparados com os dados de Diener, Emmons, Larsen e Griffin (1985), Neto (1993) e Bizarro (1999), de modo a analisar a existência de diferenças no bem-estar entre os jovens institucionalizados e não institucionalizados. Para além disto, pretende-se analisar se existem diferenças no bem-estar subjectivo...

Envelhecimento e bem-estar psicológico em adultos em idade avançada residentes em lar : um estudo nas ilhas das Flores e Corvo

Pereira, Carmen da Silva
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 15/02/2013 Português
Relevância na Pesquisa
36.237246%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação (Contextos Comunitários).; O estudo, assente numa amostra de adultos em idade avançada (N=36), com idades compreendidas entre os 66 e os 95 anos, tem como propósito conhecer o bem-estar e a satisfação com a vida das pessoas idosas institucionalizadas nos lares das Ilhas do Grupo Ocidental do Arquipélago dos Açores, respetivamente nas ilhas das Flores e Corvo. Com base nos estudos internacionais e nacionais sobre as variáveis em estudo, essencialmente correlacionais, partimos das seguintes questões de investigação: Será que o bem-estar psicológico (BEP) depende de variáveis sociodemográficas na amostra em estudo? Haverá uma relação entre o bem-estar psicológico (BEP), a satisfação com a saúde, a vivência religiosa (pessoa crente ou não), a satisfação com a situação económica, a satisfação com a vida social e a satisfação com a vida afetiva? Haverá alguma relação entre o bem-estar psicológico (BEP), o otimismo, a autoestima e a extroversão? Haverá uma relação entre o bem-estar psicológico (BEP) e o tempo de permanência da pessoa idosa na instituição (Lar)? Haverá uma relação entre bem-estar psicológico (BEP) e as atividades de tempos livres realizadas (número e tipo de atividade) nos lares? Delineámos os seguintes objetivos: (i) Caraterizar as pessoas idosas residentes nos lares das Ilhas do Grupo Ocidental do Arquipélago dos Açores ao nível da idade...

A influência do exercício físico no bem-estar subjectivo e psicológico de idosos: um estudo longitudinal

Olival, Daniel João Martins
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.237246%
Dissertação de Mestrado em Psicologia - Especialização em Psicologia do Exercício e Saúde; Na actualidade assiste-se a alterações nas características das sociedades dos países desenvolvidos, passando estas a apresentar um envelhecimento acentuado das suas populações, facto que torna essencial a elaboração de investigações vocacionadas para estas populações e que visem proporcionar uma melhor compreensão daquilo que pode contribuir para melhorar a sua qualidade da vida e o seu bem-estar. O funcionamento psicológico positivo apresenta-se constituído na actualidade por dois grandes modelos teóricos, o modelo de bem-estar subjectivo (Ed Diener) e o modelo de bem-estar psicológico (Carol Ryff). Este estudo procurou compreender se a prática de exercício físico poderia ser efectiva na melhoria do funcionamento psicológico positivo de adultos em idade avançada, sendo adoptados simultaneamente os modelos de bem-estar subjectivo e de bem-estar psicológico. A uma amostra constituída por um total de 33 adultos em idade avançada (21 elementos do grupo experimental e 12 elementos do grupo de controlo), com idades compreendidas entre os 55 e os 95 anos (M= 73.09; DP=7.66), foram aplicados, em dois momentos, instrumentos avaliadores das dimensões que constituem o bem-estar subjectivo e o psicológico...

Relações românticas e suporte social nos processos de individuação e bem-estar psicológico em jovens de famílias intactas e divorciadas

Silva, Ana Raquel Fonseca
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.251345%
Dissertação de Mestrado em Psicologia Clínica; Na atualidade assiste-se a um crescente aumento de adolescentes e jovens adultos pertencentes a famílias divorciadas, o que pode repercutir-se em alterações nos níveis de bem-estar psicológico e no desenvolvimento da individuação. O presente trabalho é constituído por uma amostra de 827 indivíduos a frequentarem o ensino secundário e universitário, com idades entre os 13 e os 25 anos. A recolha dos dados foi realizada no Norte de Portugal, mediante questionários de autorelato: das relações românticas (QVA – Questionário de Vinculação Amorosa), da perceção do suporte social (SSA – Avaliação do Suporte Social), do processo de individuação (MITA – Teste de Individuação de Munique para Adolescentes) e do bem-estar psicológico (EMMBEP - Escala da Medição das Manifestações do Bem-Estar Psicológico). Através das análises de consistência interna e a análise fatorial confirmatória foi possível garantir as qualidades psicométricas adequadas. O estudo empírico de natureza transversal procura de um modo geral analisar o efeito da qualidade das relações românticas e da perceção de suporte social no desenvolvimento do processo de individuação e do bem-estar psicológico em jovens...

Recursos pessoais e bem-estar nos adolescentes portugueses : autoperceção, lazer e atividade física.

Silva, António Rodrigues Borges da
Fonte: Universidade Técnica de Lisboa Publicador: Universidade Técnica de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.266987%
Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade Educação para a Saúde.; O adolescente é confrontado com múltiplas alterações endógenas e exógenas, que requerem inúmeros e continuados ajustes. As caraterísticas dos contextos podem favorecer o processo de acrescento, incremento e desenvolvimento dos recursos pessoais para enfrentar reptos e desafios das mudanças, de forma saudável. O presente trabalho tem como objetivo geral compreender como é que os adolescentes portugueses percecionam a sua saúde / bem-estar nos componentes afetivoemocional e cognitivo, e identificar variáveis dos contextos socializadores com contributo positivo para o desenvolvimento dos seus recursos pessoais. Levaram-se a cabo nove estudos com objetivos específicos mas que, no conjunto, convergiram para este objetivo geral. Tomaram-se como medidas de saúde a qualidade de vida relacionada com a saúde (Kidscreen 10), a satisfação com a vida (Cantril), e a felicidade. Como medidas dos contextos selecionaram-se algumas das variáveis que caracterizavam os contextos no estudo Europeu Health Beaviour in School-Aged Children (HBSC). A amostra resultou dos adolescentes participantes no estudo HBSC, realizado em Portugal Continental em 2006...

Bem-estar no trabalho: Um estudo com assistentes sociais

Pinto, Paula Cristina Amaral
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 17/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
36.228594%
Mestrado em Comportamento Organizacional; O presente estudo pretende analisar alguns factores/variáveis que contribuem para promoção do bemestar no contexto de trabalho dos assistentes sociais. Com base na Psicologia Positiva serão abordadas as bases teóricas que sustentam o Bem-Estar Subjectivo e o Bem-Estar Psicológico. Em sequência, o conceito de Bem-Estar no Trabalho é formulado a partir dos vínculos positivos com o trabalho e com a organização para os quais contribuem as características do indivíduo e do trabalho. Para desenvolver o nosso estudo, dispusemos de uma amostra que consistiu em 116 assistentes sociais em exercício de funções no distrito de Viseu. Os dados foram recolhidos através da aplicação de um questionário individual e anónimo. Os resultados apontam para as características do trabalho Controlo/Autonomia e Suporte Social influenciam positivamente o Bem-Estar no Trabalho e que as Exigências não demonstram uma relação significativa com o Bem-Estar no Trabalho. Em relação às características individuais, observou-se que a Auto-Eficácia determina positiva e significativamente o Bem-Estar no Trabalho. A Satisfação no Trabalho e o Bem-Estar Psicológico influenciam positivamente o Bem-Estar no Trabalho.; This study is aimed at analyzing some factors/variables which contribute to the promotion of Well-Being of social workers at their work environment. Based on Positive Psychology...

História e evolução do conceito de bem-estar subjectivo

Galinha, Iolanda Costa; Ribeiro, José Luís Pais
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
36.228594%
O artigo é uma revisão de literatura que pretende expor os movimentos Sócio-históricos, ao longo dos quais evoluiu o conceito de Bem-Estar Subjectivo. A abrangência do conceito coloca-o numa posição de intersecção de vários domínios da Psicologia, designadamente, a Psicologia Social, a Psicologia da Saúde e a Psicologia Clínica. A história do conceito, analisada por diferentes investigadores, aponta heranças históricas distintas, relacionadas com a convergência de origens teóricas distintas. Nesse sentido, identifica-se uma primeira herança nos movimentos sociais inspirados no Iluminismo e no Utilitarismo, que impulsionaram a investigação na área da Qualidade de Vida. Uma segunda herança, relaciona-se com os desenvolvimentos no campo da Saúde, designadamente, a 2ª Revolução da Saúde, na década de 70, cujos princípios centrais consistiram em defender o retorno a uma perspectiva ecológica na Saúde e mudar o enfoque das questões da doença para as questões da Saúde. Recentemente, a Psicologia Clínica vem abraçar o conceito de Bem-Estar Subjectivo, no contexto da chamada Psicologia Positiva. Qualquer das heranças Sócio-históricas contribuiu para o desenvolvimento da investigação na área de Bem-Estar Subjectivo...

O bem-estar psicológico em indivíduos de risco para doenças neurológicas hereditárias de aparecimento tardio e controlos

Leite, Ângela; Paúl, Maria Constança; Sequeiros, Jorge
Fonte: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde Publicador: Sociedade Portuguesa de Psicologia da Saúde
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2002 Português
Relevância na Pesquisa
36.228594%
No âmbito do protocolo do teste preditivo para doenças neurogenéticas de aparecimento tardio (Doença de Huntington, Doença de Machdo-Joseph e Polineuropatia Amiloidótica Familiar) aplicado a sujeitos em risco para estas doenças, investigamos o bem estar psicológico destes sujeitos. Averiguar se o bem estar psicológico dos sujeitos em risco, comparativamente com a população geral, é mais ou menos elevado. The Psychological General Well Being (PGWB) Index ( Escala de Bem Estar Psicológico Geral) foi desenvolvida com o objectivo de oferecer um índice que medisse as auto representações dos estados emocionais ou afectivos intrapessoais que reflectisse a noção subjectiva de bem estar ou distress. Comparamos os resultados do grupo de sujeitos em risco com o grupo de controlo: Existem diferenças significativas em relação aos factores ansiedade e bem estar positivo. O grupo em risco apresenta menos ansiedade e maior bem estar positivo. O grupo de risco tem indicadores de bem estar psicológico mais elevados do que o grupo de controlo. Seria de esperar que os sujeitos em risco de doença neurogenética de aparecimento tardio apresentassem valores mais baixos no que diz respeito ao bem estar psicológico geral...

Promoção do bem estar global na população sénior: práticas de intervenção e desenvolvimento de actividades físicas

Serafim, Filomena Maria Machado Pinto
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2007 Português
Relevância na Pesquisa
36.228594%
Dissertação mest., Ciências da Educação, Universidade do Algarve, 2007; Em conformidade como a problemática em estudo “A prática de actividades físicas pode ser um importante recurso para promover o bem-estar global na população sénior?” o nosso propósito era identificar a importância da referida prática para os senescentes e profissionais, as atitudes relacionais dos profissionais bem como as suas necessidades formativas no domínio da população sénior. Através das pesquisas efectuadas ao longo deste trabalho, ficaram evidentes os benefícios que a prática regular de actividades físicas promovem na vida dos indivíduos, tenham eles muita ou pouca idade. Os senescentes avaliam a prática de actividades físicas como contributo importante para a promoção do bem estar e para um envelhecer saudável. Alguns professores referem não se sentirem preparados para trabalhar, com este escalão etário, devido à falta de formação, referindo no entanto que a prática de actividades físicas deve envolver relações de respeito, comunicação acessível, boa disposição, relações interpessoais, motivação, empatia, inter-ajuda e valorização. Apresentámos um plano de formação para professores de Educação Física que visou colmatar as necessidades formativas dos mesmos no domínio da população sénior. Foi possível desenvolver um conhecimento que permitiu concluir que o envelhecimento é um processo natural...

Análise do bem-estar, expectativas futuras e aspirações escolares de jovens adolescentes em fase de transição vocacional

Vale, Ana Isabel Domingues Pereira
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
36.262346%
Dissertação de mest., Psicologia da Educação , Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2012; A investigação sobre o bem-estar, enquadrada no âmbito da Psicologia, organiza-se segundo duas perspetivas principais, as quais refletem origens e conceptualizações distintas. A primeira designa-se por Bem-Estar Subjetivo e tem como objetivo a compreensão da dimensão afetiva (felicidade) e cognitiva (satisfação com a vida) da avaliação subjetiva que o indivíduo faz das suas experiências de vida, sendo o seu principal investigador Ed Diener. A segunda perspetiva, designada por Bem-Estar Psicológico, propõe um modelo multidimensional de funcionamento psicológico positivo, concebido por Carol Ryff, o qual contempla seis dimensões distintas: autonomia, domínio do meio, crescimento pessoal, relações positivas com os outros, objetivos na vida e aceitação pessoal. As expectativas e as aspirações constituem um dos fatores que tem sido estudado em relação ao bem-estar, sendo que as aspirações e expectativas educacionais dos jovens predizem não só as atuais escolhas vocacionais como também a sua concretização. As aspirações e expectativas são orientadas para o futuro, fazendo parte de uma mudança na perspetiva temporal durante a adolescência. A qualidade das atitudes dos jovens na definição das expetativas futuras é um aspeto importante a considerar...

O perfil profissional e representações de bem-estar docente e gênero em homens que tiveram carreiras bem-sucedidas no magistério

Gonçalves, Josiane Peres
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.244758%
O presente estudo tem por objetivo investigar o perfil de homens que tiveram carreiras bemsucedidas no magistério, evidenciando porque conseguiram triunfar numa carreira sexotipificada como feminina e quais as representações de gênero e de bem-estar docente que eles possuem. A ancoragem teórica centrou-se em três eixos: educação e gênero segundo a ótica das representações sociais; bem-estar segundo a perspectiva psicológica e sua relação com a educação; bem-estar docente em países europeus e no Brasil. A pesquisa qualitativa utilizou entrevistas semi-estruturadas individuais com cinco homens professores, entre 38 e 64 anos, que fizeram a opção pelo magistério como principal profissão. Eles atuavam na Educação Básica, Ensino Superior e Cursos de Especialização e tinham carreiras ascendentes consideradas bem-sucedidas na área da educação. Todos eram casados com mulheres que trabalhavam fora, tinham em média dois filhos e formação predominante de mestrado. A análise de conteúdo dos dados resultou em três grandes categorias: 1. O perfil dos homens professores e o motivo por que foram bem-sucedidos no magistério – em que foi possível identificar doze características marcantes que contribuíram para o sucesso profissional dos entrevistados: eram pessoas adaptadas ao seu contexto histórico e social; tiveram influências positivas da família de origem; tiveram influências religiosas na formação; constituíram famílias integradas; demonstravam preocupação com questões sociais; tinham paixão pela profissão; tinham identidade profissional própria; investiam em formação; atuavam em um nível compatível com o seu potencial; aceitavam desafios e aproveitavam as oportunidades; conseguiam lidar com as mudanças; tinham visão empreendedora.2. As representações de educação e gênero – sendo analisados alguns aspectos como: dimensões da masculinidade; dom feminino para ser professora; atuação em profissão sexo-tifipificada como feminina; percepção sobre o trabalho de homens com crianças; presença masculina e aumento de homens no magistério. 3. As representações de bem-estar docente – que incluiu assuntos como: percepção de mal-estar docente; organização do tempo livre; questão salarial – opiniões contraditórias; vivências e representações de bem-estar docente. É possível afirmar que os homens professores que tiveram carreiras bem-sucedidas no magistério tinham formações pessoais...

Bem-estar docente: um estudo em escolas públicas de Porto Alegre

Zacharias, Jamile
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
36.244758%
A presente dissertação, aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da PUCRS, sob registro CEP 11/05397, teve como objetivo analisar os níveis de autoimagem/autoestima, autorrealização e mal/bem-estar, e identificar e analisar os indicadores de bem-estar apresentados por docentes de escolas estaduais de Porto Alegre (RS), bem como propor elementos que possam contribuir para a diminuição do mal-estar e a promoção do bem-estar docente. Para tanto, foi utilizada uma abordagem metodológica quanti-qualitativa, por meio de respostas a questionários e entrevista semiestruturada. Para a parte quantitativa foram utilizados três questionários: Questionário de Autoimagem e Autoestima (STOBÄUS, 1983), Questionário de Autorrealização Baseado na Teoria de Abraham Maslow e Instrumento para Avaliação das Variáveis que Constituem Indicadores do Bem/Mal-Estar Docente (JESUS, 1998). Para a parte qualitativa foi utilizada uma entrevista semiestruturada (STOBÄUS; MOSQUERA; 2009) como complementar a parte quantitativa, sendo trabalhada com base na Análise de Conteúdo proposta por Bardin (2010). O Referencial Teórico está fundamentado, basicamente, nos estudos de Esteve (1994; 1999), Jesus (1996; 1998; 2001a; 2001b; 2002; 2004; 2007)...

O psicólogo no contexto da saúde pública: uma análise sobre o bem-estar e a satisfação no trabalho

Sousa, Alline Alves de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
36.266987%
O interesse dos pesquisadores pelo bem-estar e pela satisfação no trabalho tem crescido fortemente, bem como a inserção de psicólogos nas equipes de saúde. Os objetivos principais deste estudo foram identificar os fatores percebidos como relacionados ao bem-estar, bem como verificar a influência de variáveis pessoais, profissionais, do tipo de instituição empregadora e da satisfação no trabalho sobre o bem-estar no trabalho de psicólogos que atuam em serviços públicos de saúde, em atendimento psicoterapêutico. A amostra foi composta por 66 psicólogos vinculados a duas secretarias de saúde municipais e a uma universidade federal. Como instrumento foi elaborado um questionário composto de questões sobre dados pessoais, profissionais, instituição empregadora, escalas para medida da satisfação e do bem-estar no trabalho, além de duas questões abertas para identificação dos fatores que contribuem para o bem-estar no trabalho e dos fatores que o prejudicam. As análises estatísticas dos dados quantitativos foram realizadas por meio do programa SPSS for Windows e as questões abertas foram analisadas separadamente por meio de análise de conteúdo. As respostas sobre os fatores de bem-estar foram reunidas em categorias e foram predominantes quanto ao bom relacionamento...

Caraterização da Saúde Mental numa população jovem do concelho da Póvoa de Varzim; da psicopatologia ao bem-estar

Ferreira, Cristiana
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2015 Português
Relevância na Pesquisa
36.237246%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Mestre em Psicologia, ramo de Psicologia Clínica e da Saúde; A saúde mental é conceptualizada como um “estado completo” em que os indivíduos estão livres de psicopatologia e em flourishing, e com níveis elevados de bem-estar emocional, psicológico e social (Keyes, 2002). Este constructo indica que quando um indivíduo se sente bem, é mais produtivo, sociável, criativo, tem perspetivas futuras e sente-se feliz (García-Viniegras & Benitez, 2000). Contudo, a saúde mental e doença mental não são extremidades opostas do mesmo conceito, constituem eixos distintos mas correlacionados (Keyes, 2005); e a doença mental continua a ser bastante prevalente, essencialmente a ansiedade e a depressão (e.g. APA, 2012). Este estudo pretende efetuar a caraterização da saúde mental e bem-estar (emocional, social e psicológico) e doença mental/psicopatologia de jovens entre os 18 e os 30 anos, residentes no concelho da Póvoa de Varzim. Para a recolha de dados, foram utilizadas a Escala de Bem-Estar Mental de Warwick-Edinburgh (WEMWBS) - versão Portuguesa, a versão reduzida para adultos da Escala Continuum de Saúde Mental-Versão Reduzida (MHC-SF) e a Escala de Ansiedade...

Traços disposicionais e projectos pessoais. O diálogo entre o “ter” e o “fazer” da personalidade na produção do bem-estar dos professores

Matos, Maria Isabel Pina de Albuquerque Andrade
Fonte: Universidade de Coimbra Publicador: Universidade de Coimbra
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
36.297751%
Enquadramento: Actualmente, um das grandes demandas da psicologia da personalidade é responder ao desafio de estudar e compreender a personalidade numa perspectiva holística e integradora que incorpore estruturas, processos e desenvolvimento num todo coerente. Esta investigação procura contribuir para este desígnio da psicologia da personalidade, adoptando, como enquadramento, o modelo de ecologia social. A premissa fundamental do modelo de ecologia social é que a implementação de projectos pessoais, variáveis da personalidade no âmbito da acção pessoal, são capazes de integrar a influência interna das características pessoais estáveis (e.g., traços de personalidade, temperamento…) e as influências das características contextuais estáveis (e.g., ciclos económicos e políticos, regras sociais e culturais…), mediante o desenvolvimento de características pessoais e de características contextuais dinâmicas que proporcionam adaptação, ajustamento e qualidade de vida (e.g., bem-estar subjectivo e bem-estar psicológico). Adicionalmente, o modelo defende que tanto as disposições da personalidade mais estáveis como os projectos pessoais têm uma influência directa no bem-estar pessoal, mas também que as disposições de personalidade têm um impacto no bem-estar que é conseguido através dos projectos pessoais. O principal objectivo desta investigação é explorar a relação entre a personalidade e o bem-estar. Especificamente...

Bem-estar psicológico e qualidade de vida em pessoas idosas

Melo, Carla Patrícia Silveira Rosa
Fonte: Universidade dos Açores Publicador: Universidade dos Açores
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 28/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.244758%
Dissertação de Mestrado em Psicologia da Educação, especialidade em Contextos Comunitários.; O estudo sobre Bem-estar psicológico e qualidade de vida em pessoas idosas foi desenvolvido junto de uma amostra de pessoas idosas, de ambos os sexos, e com idades compreendidas entre 65 e 93 anos, residentes na Ilha de S. Miguel (Região Autónoma dos Açores). Atendendo às variáveis em estudo − o bem-estar psicológico e a qualidade de vida, partiu-se das seguintes perguntas investigação: (i) Será que as variáveis bem-estar psicológico e qualidade de vida das pessoas idosas dependem de variáveis sociodemográficas? (ii) Será que o bem-estar psicológico e a qualidade de vida dependem da variável institucionalização? (iii) Será que as pessoas idosas não institucionalizadas apresentam maior bem-estar psicológico e qualidade de vida comparativamente às institucionalizadas em lares de longa permanência? Para responder às questões de investigação delineou-se os seguintes objetivos: (i) Compreender o bem-estar psicológico de pessoas idosas em função de variáveis sociodemográficas; (ii) Avaliar a qualidade de vida de pessoas idosas em função de variáveis sociodemográficas; (iii) Existe uma relação entre o bem-estar psicológico e a qualidade de vida nas pessoas idosas; (iv) Comparar o bem-estar psicológico de pessoas idosas em função da variável institucionalização; (v) Cotejar a qualidade de vida nas pessoas idosas em função da variável institucionalização. Estruturámos um design investigativo de natureza quantitativa que contempla uma amostra subdividida em dois grupos: Grupo 1 (G1)...

Liderança e bem-estar: o caso da hotelaria de cinco estrelas no Algarve

Messias, Fernando Brás
Fonte: Universidade do Algarve Publicador: Universidade do Algarve
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
36.244758%
Esta investigação teve como objetivo compreender e descrever o bem-estar na hotelaria de cinco estrelas através da ação das chefias promotoras de bem-estar. Foi analisado o conceito de liderança, entendido como um processo de influência social mútuo entre líder e liderado, considerado como um fenómeno transversal às organizações humanas, construído no seio do grupo numa dinâmica relacional e num diálogo permanente entre génese e estrutura, ação e investigação. Foi igualmente analisado o conceito de bem-estar entendido como um constructo subjetivo multidisciplinar complexo percecionado pelo indivíduo, segundo critérios padronizados e avaliados somente por este, que integra uma componente cognitiva e uma componente afetiva, constituindo um fenómeno social estudado ao nível do indivíduo e da organização. Foram descritas as teorias da liderança e do bem-estar contemporâneas, apresentadas e desenvolvidas numa perspetiva de evolução histórica e de contributo mútuo para o enriquecimento da relevância social dos indivíduos nas organizações, salientando-se as teorias da liderança cujo quadro teórico nos leva à compreensão do objetivo da investigação, bem como as teorias da motivação e espiritualidade no trabalho. Por forma a diferenciar as perceções que os colaboradores apresentam dos chefes que promovem e dos que não promovem o bem-estar...