Página 1 dos resultados de 542 itens digitais encontrados em 0.001 segundos

O papel das Classificações da OMS - CID e CIF nas definições de deficiência e incapacidade; The role of WHO Classifications - ICD and ICF - on definitions of disability

DI NUBILA, Heloisa Brunow Ventura; BUCHALLA, Cassia Maria
Fonte: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva Publicador: Associação Brasileira de Pós -Graduação em Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.51851%
A Organização Mundial de Saúde tem hoje duas classificações de referência para a descrição dos estados de saúde: a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, que corresponde à décima revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-10) e a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). A utilização da CIF vem sendo aguardada com grande expectativa pelas organizações de pessoas com deficiências e instituições relacionadas. A falta de definição clara de "deficiência" ou "incapacidade" tem sido apontada como um impedimento para a promoção de saúde de pessoas com deficiência. É importante que essas definições, especialmente no âmbito legislativo e regulamentar, sejam consistentes e se fundamentem num modelo coerente sobre o processo que origina as situações de incapacidade. Este artigo tem como objetivo apresentar elementos da CID-10 e da CIF, e o papel que desempenham para definir deficiência e incapacidade. Os componentes da CIF podem contribuir para diferentes campos de aplicabilidade no que diz respeito ao entendimento das definições de deficiência ou incapacidade a partir do conceito de funcionalidade e dos fatores contextuais.; The World Health Organization has two current reference classifications for the description of health conditions: ICD-10 (International Statistical Classification of Diseases and Health Related Problems) and ICF (International Classification of Functioning...

O papel das Classificações da OMS-CID e CIF nas definições de deficiência e incapacidade; The role of WHO Classifications - ICD and ICF - on definitions of disability

DI NUBILA, Heloisa Brunow Ventura; BUCHALLA, Cássia Maria
Fonte: São Paulo Publicador: São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.51851%
A Organização Mundial de Saúde tem hoje duas classificações de referência para a descrição dos estados de saúde: a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, que corresponde à décima revisão da Classificação Internacional de Doenças (CID-10) e a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). A utilização da CIF vem sendo aguardada com grande expectativa pelas organizações de pessoas com deficiências e instituições relacionadas. A falta de definição clara de "deficiência" ou "incapacidade" tem sido apontada como um impedimento para a promoção de saúde de pessoas com deficiência. É importante que essas definições, especialmente no âmbito legislativo e regulamentar, sejam consistentes e se fundamentem num modelo coerente sobre o processo que origina as situações de incapacidade. Este artigo tem como objetivo apresentar elementos da CID-10 e da CIF, e o papel que desempenham para definir deficiência e incapacidade. Os componentes da CIF podem contribuir para diferentes campos de aplicabilidade no que diz respeito ao entendimento das definições de deficiência ou incapacidade a partir do conceito de funcionalidade e dos fatores contextuais; The World Health Organization has two current reference classifications for the description of health conditions: ICD-10 (International Statistical Classification of Diseases and Health Related Problems) and ICF (International Classification of Functioning...

HIV/AIDS: use of the ICF in Brazil and South Africa - comparative data from four cross-sectional studies

MYEZWA, H.; BUCHALLA, C. M.; JELSMA, J.; STEWART, A.
Fonte: ELSEVIER SCI LTD Publicador: ELSEVIER SCI LTD
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.51851%
Introduction Human immunodeficiency virus (HIV) is a serious disease which can be associated with various activity limitations and participation restrictions. The aim of this paper was to describe how HIV affects the functioning and health of people within different environmental contexts, particularly with regard to access to medication. Method Four cross-sectional studies, three in South Africa and one in Brazil, had applied the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) as a classification instrument to participants living with HIV. Each group was at a different stage of the disease. Only two groups had had continuing access to antiretroviral therapy. The existence of these descriptive sets enabled comparison of the disability experienced by people living with HIV at different stages of the disease and with differing access to antiretroviral therapy. Results Common problems experienced in all groups related to weight maintenance, with two-thirds of the sample reporting problems in this area. Mental functions presented the most problems in all groups, with sleep (50%, 92/185), energy and drive (45%, 83/185), and emotional functions (49%, 90/185) being the most affected. In those on long-term therapy...

TOWARDS THE JOINT USE OF ICD AND ICF: A CALL FOR CONTRIBUTION

Kohler, Friedbert; Selb, Melissa; Escorpizo, Reuben; Kostanjsek, Nenad; Stucki, Gerold; Riberto, Marcelo
Fonte: FOUNDATION REHABILITATION INFORMATION; UPPSALA Publicador: FOUNDATION REHABILITATION INFORMATION; UPPSALA
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.51851%
Background: To optimize patient functioning, rehabilitation professionals often rely on measurements of functioning as well as on classifications. Although the International Classification of Diseases (ICD) and the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) are used, their joint use has yet to become an established practice. To encourage their joint use in daily practice, the World Health Organization (WHO) has invited all rehabilitation practitioners worldwide to support the ICD-11 revision process by identifying the ICF categories that correspond to specific rehabilitation-relevant health conditions. The first step in completing this task, generating the list of these health conditions, was taken at a February 2012 workshop in Sao Paulo, Brazil. Objectives: The objectives of this paper are to present the results of the Sao Paulo workshop, and to invite practitioners to participate in the ICD-ICF joint use initiative. Discussion: Alternating plenary and small working group sessions were held and 103 rehabilitation-relevant health conditions were identified. With this list available, WHO together with the International Society of Physical and Rehabilitation Medicine (ISPRM), is reaching out to clinicians of all rehabilitation disciplines to take on the challenge of identifying the ICF categories for at least one of the health conditions listed.

Aplicação das classificações CID-10 e CIF nas definições de deficiência e incapacidade ; Application of the classifications ICD-10 and ICF on definitions of disability

Di Nubila, Heloisa Brunow Ventura
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/03/2007 Português
Relevância na Pesquisa
37.628008%
A Organização Mundial de Saúde tem hoje duas classificações de referência para a descrição dos estados de saúde: a CID-10 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde) e a CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde). A utilização da CIF vem sendo aguardada com grande expectativa pelas organizações de pessoas com deficiências e instituições relacionadas. A falta de definição clara de “deficiência” ou “incapacidade” tem sido apontada como um impedimento para a promoção de saúde de pessoas com deficiência. Este trabalho tem como objetivo apresentar definições de deficiência, discutindo a utilização da CID-10 e da CIF e a contribuição da CIF para melhorar a compreensão sobre definições de deficiência a partir do conceito de funcionalidade e dos fatores contextuais. Foram revisados alguns diferentes conceitos/definições de deficiência, bem como publicações envolvendo a aplicação da CIF. São apresentadas algumas categorias de diagnósticos de estados de saúde da CID-10 hoje utilizadas em alguns sistemas, além de elementos da recém-apresentada CIF, que podem contribuir para diferentes campos de aplicabilidade no que diz respeito ao entendimento das definições de deficiência ou incapacidade. ; The World Health Organization has nowadays two reference classifications for description of health conditions: ICD-10 (International Statistical Classification of Diseases and Health Related Problems) and ICF (International Classification of Functioning...

A classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde (CIF) em fisioterapia: uma revisão bibliográfica; The international classification of functioning, disability and health (ICF) in physical therapy: a literature review

Araujo, Eduardo Santana de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 15/08/2008 Português
Relevância na Pesquisa
37.783616%
Introdução: Verifica a utilização da CIF em Fisioterapia. Objetivo. Realizar uma revisão dos trabalhos publicados sobre as formas de uso da CIF em Fisioterapia. Método. Revisão sistemática de artigos publicados em revistas indexadas que tratam sobre o panorama atual da utilização da CIF na prática da Fisioterapia. Entre os artigos selecionados, a CIF é objeto de estudo e sua aplicabilidade em Fisioterapia é testada pelos pesquisadores. Resultados. 155 artigos foram levantados nas bases de dados pesquisadas. Destes, 13,5% preenchiam os critérios de inclusão. Dentre os excluídos, 80,6% eram artigos informativos sobre a CIF, 14,9% eram sobre aplicação em outras áreas e em 4,5%, a CIF não era objeto de estudo. 18 artigos foram selecionados, 1 estudo de corte seccional, 4 estudos de caso, 5 revisões bibliográficas e 8 consensos para criação de regras de relacionamento entre as medidas funcionais existentes e a CIF. Conclusões. A análise dos artigos permitiu mostrar a tendência de uso parcial da classificação. Apesar da dificuldade que os profissionais encontram em utilizá-la, a CIF é vista como uma saída para a resolução de um problema em Fisioterapia: a unificação da linguagem. A CIF, como classificação ou como modelo...

Classificação internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde, versão crianças e jovens (CIF-CJ): elaboração de um checklist para avaliação da funcionalidade em usuários de implante Coclear; Classification of Functioning, Disability and Health for Children and Youth (ICF-CY): elaboration of a checklist for the functioning evaluation in Cochlear Implants users [thesis]

Morettin, Marina
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/09/2012 Português
Relevância na Pesquisa
27.766812%
Vinte três anos após a sua aprovação pelo Food and Drug Administration (FDA), o Implante Coclear (IC) já deixou de ser uma intervenção de pesquisa e de centros universitários para ser uma opção de tratamento da deficiência auditiva, seja criança ou adulto. A quantidade de evidência científica sobre os resultados positivos proporcionados por essa intervenção é bastante volumosa, não restando mais dúvidas quanto a seus benefícios. Entretanto, especificamente no caso das crianças, poucos estudos têm focado na descrição dos seus efeitos na sua funcionalidade, como o engajamento em atividades sociais, avanço na escolaridade, aspectos psicológicos relacionados com a deficiência e aspectos sociais, como questões ocupacionais dessa população. Ou se investigam, estes aspectos são descritos isoladamente. Esta dificuldade se relaciona principalmente com os instrumentos utilizados na rotina clínica, pois estes geralmente avaliam habilidades específicas de audição e de linguagem, e seus resultados, muitas vezes, não permitem se relacionar com o progresso ou o sucesso da reabilitação. Neste sentido, o uso da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) com essa população vem sendo sugerido...

Uso da CIF em fisioterapia: uma ferramenta para a obtenção de dados sobre funcionalidade; Using ICF on Physiotherapy: a tool for data collection about functioning

Araujo, Eduardo Santana de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 18/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.698403%
Introdução. A linguagem comum e padronizada oferecida pela Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) permite a categorização dos estados de saúde relacionados à funcionalidade e incapacidade facilitando a construção de sistemas de informação. Ainda hoje, o uso da CIF é limitado pela sua complexidade. Alguns instrumentos para facilitar sua aplicação foram criados sem, no entanto, suprir todas as necessidades para seu uso em algumas áreas. O objetivo deste trabalho é construir facilitadores para que a CIF possa ser aplicada na área de Fisioterapia. Métodos. Foram desenvolvidos três estudos: dois consensos com especialistas e uma análise do uso da CIF em um inquérito de saúde, apresentados no formato de artigos científicos. Os dois primeiros estudos estruturam ferramentas de coleta de dados por meio adaptado da técnica Delphi e o terceiro estudo explora o uso da CIF como ferramenta classificatória de resultados de um inquérito de saúde aplicado em pessoas com incapacidades. Resultados. Um conjunto de categorias relevantes da CIF para Fisioterapia Geral e para cada especialidade da área reconhecida pela Classificação Brasileira de Ocupações foi definido (primeiro artigo). Foi estruturada uma proposta de ferramenta classificatória para uso em Fisioterapia do Trabalho (segundo artigo). O terceiro artigo apresenta benefícios do uso da CIF em inquéritos de saúde como meio de geração de dados sobre a incapacidade. Conclusões. Os estudos indicam que a operacionalização da CIF será mais adequada se houver um menor número de categorias em uso. Em princípio...

Implementation of the international classification of functioning, disability and health (ICF) in the Portuguese educational system: Attitudes and training needs of special education teachers’.

Saragoça, M.; Candeias, A. A.; Rosário, A.
Fonte: Universidade de Évora Publicador: Universidade de Évora
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
37.666658%
Since 2008, the International Classification of Functioning, Disability and Health - ICF (WHO, 2001) is the framework of reference in the assessment and intervention process with students with SEN, in the Portuguese educational system. As a consequence special education teachers’ training needs emerged from it. In this study, we characterize the received training and the special education teachers’ attitudes and training needs towards ICF. The sample consisted of 913 Portuguese special education teachers who responded to Attitudes Towards Training Questionnaire in ICF - ATTQ-ICF. This study demonstrates that teachers’ training on the use of the ICF should occur as soon as possible in their training and it should be extended to other experts involved in the educational process of the student. The need for more knowledge about the tools and methods to assess functioning, the knowledge about the eligibility criteria for special education and the definition of qualifiers based on the ICF classification system also emerged. Finally the discussion of case studies is also considered crucial in the training process. In summary, a training model is needed that has a sufficient number of training hours; that includes training modalities which support teaching practice in a continuous way; that fosters discussion of the barriers to practical implementation of the ICF and finally...

Localization of the ICF syndrome to chromosome 20 by homozygosity mapping.

Wijmenga, C; van den Heuvel, L P; Strengman, E; Luyten, J A; van der Burgt, I J; de Groot, R; Smeets, D F; Draaisma, J M; van Dongen, J J; De Abreu, R A; Pearson, P L; Sandkuijl, L A; Weemaes, C M
Fonte: PubMed Publicador: PubMed
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em /09/1998 Português
Relevância na Pesquisa
27.698403%
Immunodeficiency in association with centromere instability of chromosomes 1, 9, and 16 and facial anomalies (ICF syndrome) is a rare autosomal recessive disorder. ICF patients show marked hypomethylation of their DNA; undermethylation of classical satellites II and III is thought to be associated with the centromere instability. We used DNA from three consanguineous families with a total of four ICF patients and performed a total genome screen, to localize the ICF syndrome gene by homozygosity mapping. One chromosomal region (20q11-q13) was consistently found to be homozygous in ICF patients, whereas all healthy sibs showed a heterozygous pattern. Comparison of the regions of homozygosity in the four ICF patients localized the ICF locus to a 9-cM region between the markers D20S477 and D20S850. Analysis of more families will be required, to refine the map location further. Isolation of the gene associated with the ICF syndrome not only will give insight into the etiology of the ICF syndrome but will also broaden our understanding of DNA methylation processes.

Validation of the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) Core Set for rheumatoid arthritis from the patient perspective using focus groups

Coenen, Michaela; Cieza, Alarcos; Stamm, Tanja A; Amann, Edda; Kollerits, Barbara; Stucki, Gerold
Fonte: BioMed Central Publicador: BioMed Central
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.822944%
Functioning is recognized as an important study outcome in rheumatoid arthritis (RA). The Comprehensive ICF Core Set for RA is an application of the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) of the World Health Organisation with the purpose of representing the typical spectrum of functioning of patients with RA. To strengthen the patient perspective, persons with RA were explicitly involved in the validation of the Comprehensive ICF Core Set for RA using qualitative methodology. The objective of the study was twofold: to come forward with a proposal for the most appropriate methodology to validate Comprehensive ICF Core Sets from the patient perspective; and to add evidence to the validation of the Comprehensive ICF Core Set for RA from the perspective of patients. The specific aims were to explore the aspects of functioning and health important to patients with RA using two different focus group approaches (open approach and ICF-based approach) and to examine to what extent these aspects are represented by the current version of the Comprehensive ICF Core Set for RA. The sampling of patients followed the maximum variation strategy. Sample size was determined by saturation. The focus groups were digitally recorded and transcribed verbatim. The meaning condensation procedure was used for the data analysis. After qualitative data analysis...

Training on the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF): the ICF–DIN Basic and the ICF–DIN Advanced Course developed by the Disability Italian Network

Leonardi*, M.; Bickenbach, J.; Raggi, A.; Sala, M.; Guzzon, P.; Valsecchi, M. R.; Fusaro, G.; Russo, E.; Francescutti, C.; Nocentini, U.; Martinuzzi, A.
Fonte: Springer-Verlag Publicador: Springer-Verlag
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.766812%
The objective is to present training on the International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) prepared by the Disability Italian Network (DIN) and to present strategies of ICF dissemination in Italy. A description of DIN’s training methodology, prepared in collaboration with World Health Organization (WHO) experts, is provided within its practical applications in health, labour, rehabilitation and statistical sectors. The ICF–DIN Basic Course is eight hours long and focuses on ICF basic principles, structure and application in different settings. The ICF–DIN Advanced Course, three days long followed by three months of distance learning, assumes Basic Course completion, and focuses also on ICF–checklist’s coding and WHO–DAS II administration. The first training courses’ outcomes, held in Italy and addressed to health, social and labour professionals, are provided. The feedback received by participants at the end of the courses showed that the main mistake they made was to consider ICF as an assessment instrument. The ICF–DIN training course was crucial in explaining the correct use of the ICF as a classification and to show its impact and usefulness on daily practice, particularly in multidisciplinary teams. The ICF–DIN courses already carried out in Italy show that this teaching methodology teaches how to avoid incomplete applications...

To adopt is to adapt: the process of implementing the ICF with an acute stroke multidisciplinary team in England

Tempest, Stephanie; Harries, Priscilla; Kilbride, Cherry; De Souza, Lorraine
Fonte: Informa Healthcare Publicador: Informa Healthcare
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.628008%
Purpose: The success of the International Classifcation of Functioning, Disability and Health (ICF) depends on its uptake in clinical practice. This project aimed to explore ways the ICF could be used with an acute stroke multidisciplinary team and identify key learning from the implementation process. Method: Using an action research approach, iterative cycles of observe, plan, act and evaluate were used within three phases: exploratory; innovatory and refective. Thematic analysis was undertaken, using a model of immersion and crystallisation, on data collected via interview and focus groups, e-mail communications, minutes from relevant meetings, feld notes and a refective diary. Results: Two overall themes were determined from the data analysis which enabled implementation. There is a need to: (1) adopt the ICF in ways that meet local service needs; and (2) adapt the ICF language and format. Conclusions: The empirical fndings demonstrate how to make the ICF classifcation a clinical reality. First, we need to adopt the ICF as a vehicle to implement local service priorities e.g. to structure a multidisciplinary team report, thus enabling ownership of the implementation process. Second, we need to adapt the ICF terminology and format to make it acceptable for use by clinicians.

Development of ICF Core Sets to standardize assessment of functioning and impairment in ADHD: the path ahead

Bölte, Sven; de Schipper, Elles; Holtmann, Martin; Karande, Sunil; de Vries, Petrus J.; Selb, Melissa; Tannock, Rosemary
Fonte: Springer Berlin Heidelberg Publicador: Springer Berlin Heidelberg
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.666658%
In the study of health and quality of life in attention deficit/hyperactivity disorder (ADHD), it is of paramount importance to include assessment of functioning. The International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) provides a comprehensive, universally accepted framework for the description of functioning in relation to health conditions. In this paper, the authors outline the process to develop ICF Core Sets for ADHD. ICF Core Sets are subgroups of ICF categories selected to capture the aspects of functioning that are most likely to be affected in specific disorders. The ICF categories that will be included in the ICF Core Sets for ADHD will be determined at an ICF Core Set Consensus Conference, wherein evidence from four preliminary studies (a systematic review, an expert survey, a patient and caregiver qualitative study, and a clinical cross-sectional study) will be integrated. Comprehensive and Brief ICF Core Sets for ADHD will be developed with the goal of providing useful standards for research and clinical practice, and to generate a common language for the description of functioning in ADHD in different areas of life and across the lifespan.

Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde : uma dimensão do neurodesenvolvimento

Henriques, Maria do Carmo Jardim Pereira do Vale
Fonte: Universidade Nova de Lisboa Publicador: Universidade Nova de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em /10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
27.628008%
RESUMO: Objetivo Principal • Determinar a consistência da utilização dos instrumentos de avaliação da capacidade intelectual – escalas de Griffiths e WISC III – no enquadramento dos domínios e dos qualificadores da CIF-CJ, restrita às funções mentais do corpo. Objetivo secundário: • Estudar a efetividade e concordância inter-observador da aplicação da CIF, com base na leitura dos dados obtidos em avaliação efetuada com os instrumentos referidos, por duas observadoras independentes, em contexto de articulação saúde, respetivamente educação e segurança social Métodos • Estudo observacional, descritivo, transversal e prospetivo. • Foi estudada uma amostra de conveniência 355 crianças, num período de três anos (Maio de 2010 a 30 de Abril de 2013), com patologia da área da pediatria do neurodesenvolvimento (total de 4000 consultas) no Centro de Desenvolvimento (CD) do Hospital de Dona Estefânia (HDE), Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE (CHLC, EPE). • Critérios de inclusão: crianças de ambos os sexos, observadas no CD do HDE, CHLC (primeiras consultas e consultas de reavaliação) com idade ≥12 meses e ≤17 anos e incapacidade intelectual definida de acordo com os critérios da DSM-IV-TR...

Estudo da deglutição em idosos com e sem doença neurológica : videofluoroscopia e Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF); Swallowing study in elderly with and without neurological disease : videofluoroscopy and International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF)

Daniella Priscila de Lima
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 28/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
27.783616%
No envelhecimento normal, alterações fisiológicas tendem a interferir na deglutição, mas o indivíduo idoso pode ser capaz de manter uma alimentação segura. Todavia, em associação com um quadro neurológico, eleva-se o risco de desenvolvimento de disfagia nessa população. Sabe-se que a funcionalidade da deglutição pode estar associada também à interação com fatores contextuais, o que permite descrever seus múltiplos impactos na vida do indivíduo. Essa concepção vai ao encontro do que preconiza a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Objetivo: Este trabalho tem como objetivo caracterizar a deglutição de idosos com e sem doença neurológica com base na videofluoroscopia (VFC) e na aplicação da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Pretende-se, ainda, verificar se as categorias da CIF, o exame de videofluoroscopia e as escalas de deglutição padronizadas discriminam ou não os grupos de idosos com e sem doença neurológica e se há categorias da CIF ou da VFC que se correlacionam com a presença de penetração e aspiração. Métodos: Compuseram a amostra 63 idosos, organizados em indivíduos sem doença neurológica e com doença neurológica (Esclerose Lateral Amiotrófica...

The introduction of the International Classification of Functioning (ICF) in Education in Portugal

Candeias, Adelinda; Saragoça, Mª José; Grácio, Luísa
Fonte: Garant Publicador: Garant
Tipo: Parte de Livro
Português
Relevância na Pesquisa
37.158723%
Based on the recent changing of the Portuguese legislation for pupils that experience difficulties in development and learning, screening and assessment, we aim to characterize and discuss the implementation of the ICF in the portuguese educational system. We focus on the challenges to educational assessment and intervention based on the experience of the last threee years in Portugal , with reference to the studies that analyse and discuss such experiences. Our discussion will focus on the implications and requirements derived from the implementation of the CIF in teachers' and others experts' education, in teamwork, and in the process of assessment and intervention to improve inclusive school.

Desenvolvimento de um Code Set para a escrita manual baseado na classificação internacional de funcionalidade versão crianças e jovens

Barros, Diana Maria Moreira
Fonte: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto. Publicador: Instituto Politécnico do Porto. Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto.
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
27.666658%
Compreender a funcionalidade de uma criança é um desafio persistente em contextos de saúde e educação. Na tentativa de superar esse desafio, em 2007, a Organização Mundial de Saúde desenvolveu a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde para Crianças e Jovens (CIF-CJ) como o primeiro sistema de classificação universal para documentar a saúde e funcionalidade da criança. Apesar de a CIF-CJ não ser um instrumento de avaliação e intervenção, tem, no entanto, a capacidade de servir de enquadramento para o desenvolvimento de ferramentas adaptadas às necessidades dos seus utilizadores. Considerando que no contexto escolar, a escrita manual encontra-se entre as atividades mais requeridas para a participação plena de uma criança, parece ser pertinente a definição de um conjunto de códigos destinados a caracterizar o perfil de funcionalidade de uma criança, no que se refere à escrita manual. O objetivo deste estudo foi, pois, o desenvolvimento de um conjunto preliminar de códigos baseado na CIF-CJ que possa vir a constituir um code set para a escrita manual. Dada a complexidade do tema e atendendo a que se pretende alcançar consenso entre os especialistas sobre quais as categorias da CIF-CJ que devem ser consideradas...

Mediating effects of the ICF domain of function and the gross motor function measure on the ICF domains of activity, and participation in children with cerebral palsy

Lee, Byoung-Hee; Kim, Yu-Mi; Jeong, Goo-Churl
Fonte: The Society of Physical Therapy Science Publicador: The Society of Physical Therapy Science
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
27.666658%
[Purpose] This study aimed to evaluate the mediating effect of gross motor function, measured using the Gross Motor Function Measure (GMFM) and of general function, measured using the International Classification of Functioning, Disability and Health-Child and Youth Check List (ICF-CY), on the ICF domains of activity and participation in children with cerebral palsy (CP). [Subjects] Ninety-five children with CP, from Seoul, Korea, participated in the study. [Methods] The GMFM was administered in its entirety to patients without orthoses or mobility aids. The ICF-CY was used to evaluate the degree of disability and health of subjects. [Results] GMFM score and ICF-CY function were negatively correlated to ICF-CY activity and participation. ICF-CY partially mediated the effects of the GMFM on activity and participation. [Conclusion] When establishing a treatment plan for a child with CP, limitations in activity and participation, as described by the ICF-CY, should be considered in addition to the child’s physical abilities and development. In addition, the treatment plan should focus on increasing the child’s activity and participation level, as well as his/her physical level.

Systematic Literature Review on ICF From 2001 to 2013 in the Nordic Countries Focusing on Clinical and Rehabilitation Context

Maribo, Thomas; Petersen, Kirsten S.; Handberg, Charlotte; Melchiorsen, Hanne; Momsen, Anne-Mette H.; Nielsen, Claus V.; Leonardi, Matilde; Labriola, Merete
Fonte: Elmer Press Publicador: Elmer Press
Tipo: Text
Português
Relevância na Pesquisa
27.628008%
We present a systematic review on International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) used in the Nordic countries from 2001 through 2013, describing and quantifying the development in utilization of ICF, and describe the extent to which the different components of the ICF have been used. A search was conducted in EMBASE, MEDLINE and PsycInfo. Papers from Nordic countries were included if ICF was mentioned in title or abstract. Papers were assigned to one of eight categories covering the wide rehabilitation area; furthermore, area of focus was assigned. Use of ICF components and intervention were coded in papers categorized as “clinical and/or rehabilitation contexts” or “non-clinical contexts”. One hundred seventy papers were included, of these 99 papers were from the categories “clinical and/or rehabilitation contexts” or “non-clinical contexts”. Forty-two percent of the 170 included papers were published in the period 2011 - 2013. There was an increase in ICF-relevant papers from 2001 to 2013, especially in the categories “clinical and/or rehabilitation contexts” and “non-clinical contexts”. The most represented focus areas were neurology, musculoskeletal, and work-related areas. All five or at least four ICF components were mentioned in the results or discussions in most papers...