Página 1 dos resultados de 28 itens digitais encontrados em 0.010 segundos

Por linhas e palavras: o projeto gráfico do livro infantil contemporâneo em Portugal e no Brasil; Through lines and words: the graphic composition of the contemporary children's book in Portugal and in Brazil

Cortez, Mariana
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
59.593496%
O trabalho que se apresenta tem por objetivo investigar a composição gráfica dos livros infantis. O corpus da pesquisa compreende as décadas de 1980 e 1990 e os primeiros anos do século XXI, em Portugal e no Brasil, a partir da seleção dos autores Manuela Bacelar (Portugal) e Roger Mello (Brasil). A escolha do corpus se justifica, pois ambos são, inicialmente, ilustradores para, em seguida, tornarem-se autores com dupla vocação, isto é, produtores de textos verbais e visuais. Além dessa característica, ambos desenvolveram uma produção literária voltada ao público infantil em que impera a diversidade de estratégias e relações entre sistemas semióticos, por exemplo: autores de livros de imagens, autoresilustradores de livros ilustrados e autores de livros-álbum. Essa última modalidade, em que há a integração dos textos verbal e visual, está no centro das discussões. A reflexão sobre o desenvolvimento desse gênero de texto à luz da Semiótica discursiva de linha francesa, a qual também fundamentará todas análises realizadas, compõe o primeiro capítulo deste trabalho de tese. Em seguida, abremse as portas para os livros infantis portugueses e o desenvolvimento do livro-álbum em Portugal, bem como serão realizadas análises minuciosas de três obras de Manuela Bacelar...

Literatura infantil : uma abordagem das qualidades sensíveis e inteligíveis da leitura imagética na escola

Panozzo, Neiva Senaide Petry
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
70.27997%
Esta dissertação discute a leitura de textos imagéticos a partir da perspectiva da educação e da semiótica visual, tratando das articulações e relações entre os elementos constitutivos da imagem em livros de literatura infantil sem texto verbal. A investigação busca revelar, na complexidade das relações existentes entre elementos estruturantes das imagens nos livros O caminho do caracol e Cena de rua, o sentido que se inscreve no texto e a possibilidade da sua leitura no meio escolar. As obras literárias para a infância veiculam a linguagem visual em junção com a verbal e propiciam experiências sensíveis e inteligíveis. A partir da teoria semiótica greimasiana, aplicando instrumentos de análise do percurso gerativo de sentido, a pesquisa demonstra que o texto imagético é estruturado por diferentes níveis de complexidade, impondo um modo de ler específico. A identificação, descrição, classificação, bem como as relações entre as categorias, nas suas dimensões cromática, eidética e topológica, levam à constatação que as qualidades plásticas da imagem organizam sistemas de linguagem, reunindo solidariamente o plano da expressão e do conteúdo, criam estruturas e geram efeitos de sentido. A imagem...

Leitura no entrelaçamento de linguagens: literatura infantil, processo educativo e mediação

Panozzo, Neiva Senaide Petry
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.377363%
Este trabalho discute uma perspectiva de leitura no processo educativo, a partir de uma abordagem semiótica para textos constituídos por diferentes linguagens e a importância da mediação didático-pedagógica para a formação do leitor. A pressuposição trabalhada na tese é a de que a aprendizagem dos processos de leitura desse tipo de texto ocorre de forma rudimentar e espontânea, sem se efetivar de modo sistemático, quando se focaliza a natureza sincrética dos mesmos, principalmente sobre o papel da imagem que se faz presente no universo da comunicação verbal escrita. Desde o início da escolarização os estudantes entram em contato com muitos objetos culturais e textos com essas características. Porém, não há um processo sistemático de mediação para a construção de uma leitura que articule essas linguagens. O recorte para investigar a ocorrência desses entrelaçamentos, neste trabalho, focaliza três obras nacionais de literatura infantil “Em boca fechada não entra mosca”, de autoria de Fátima Miguez e ilustrada por Graça Lima (1999), “Indo não sei aonde buscar não sei o quê”, escrita e ilustrada por Angela Lago (2000) e “Ah, cambaxirra, se eu pudesse...”, escrita por Ana Maria Machado e ilustrada por Graça Lima (2003)...

“Né que quando a gente morre a gente não vira estrela?”: a temática da morte na literatura infantil

Melo, Jaciara Lara de
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
70.035205%
A presente pesquisa emerge a partir de inquietações pessoais acerca da temática da morte. Com ênfase na literatura infantil, o objetivo é analisar a produção literária para crianças,notadamente,materiais que abordam a morte. O referencial teórico da pesquisa está sustentado em discussões de três conceitos fundamentais: literatura infantil, criança e imagem – sobretudo, a partir de autores como Zilberman (1985), Paiva (2008), Corazza (1996) e Cunha (2004). Metodologicamente, foram selecionados dois livros da literatura infantil para comporem o corpus da pesquisa: O coração e a garrafa, de Oliver Jeffers (2012) e Lino,de André Neves (2011).O critério de escolha das obras assumiu materiais que visavam romper com estereótipos mais recorrentes na literatura infantil em relação ao tratamento do tema. Ou seja, o critério foi o de livros que apresentassem narrativas que escapassem de abordagens com ênfase em fórmulas convencionais (“virou estrelinha”) ou que tomavam a morte como exclusivo da velhice (PAIVA, 2008). A análise das obras aponta para a potencialidade de materiais que compõem as histórias por meio de certos elementos: primeiro, o uso metafórico-lírico do tema, operando com uma linguagem que conduz o leitor à imaginação...

Literatura infantil no ensino fundamental: análise da recepção na articulação de textos imagéticos e escritos por crianças de 4. série

Campos, Mariana Garcia de Paula
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 110 f. : il. color. + anexo
Português
Relevância na Pesquisa
48.903213%
Pós-graduação em Educação - FFC; Esta pesquisa procurou registrar, descrever e analisar recortes das impressões de leitura relativas a imagens presentes em narrativas de ficção para crianças. Partindo da leitura das narrativas Algodão-doce, de José Cássio de Cerqueira César e ilustrações de Helena Alexandrino, e O papo da Cabra-cabriola, escrito por Regina Chamlian e ilustrado também por Alexandrino, por alunos da 4ª série do Ensino Fundamental de duas escolas públicas municipais em Assis-SP, atentou-se para o papel da imagem nessa leitura e para a percepção dos leitores acerca da articulação entre os textos verbal e não-verbal. Tais características foram observadas em três situações de leitura, que envolveram mais de cento e cinqüenta leitores: a) leitura individual, b) leitura em pequenos grupos e c) leitura coletiva. Os dados da pesquisa foram coletados nos anos de 2004 e 2005, por meio de entrevistas semiestruturadas, diálogos com os alunos e observações das atividades trabalhadas. Para o desenvolvimento dos trabalhos houve amparo em teóricos da leitura e da leitura da literatura como Kügler, Martins e Faria. Por meio de atividades práticas de leitura houve constatação que o texto escrito configura-se...

Poesia infantil e ilustração : estudo sobre Ou isto ou aquilo de Cecilia Meireles

Luis Hellmeister de Camargo
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/08/1998 Português
Relevância na Pesquisa
39.352065%
Esta dissertação estuda a relação entre texto e ilustração, mais especificamente entre poesia infantil e ilustração, através da análise de três poemas do livro Ou Isto ou aquilo, de Cecilia Meireles, e suas respectivas ilustrações, em cinco diferentes edições. Inicialmente, situa o livro Ou isto ou aquilo no contexto da poesia infantil no Brasil e discute idéias sobre ilustração veiculadas a partir de 1891. Para o estudo da ilustração, propõe os seguintes conceitos: as funções da imagem, a denotação e a conotação, e a retórica da imagem; propondo, para o estudo da relação entre texto e ilustração, o conceito de coerência intersemiótica. Analisa os poemas "Colar de Carolina", ..o Mosquito Escreve" e "Ou Isto ou Aquilo", destacando aspectos relativos à visualidade, ao trânsito de motivos na obra ceciliana (não só poética) e às estratégias para estimular a empatia do leitor-alvo, a criança. Segue-se, a cada poema, a análise de suas respectivas ilustrações e o estudo comparativo das ilustrações para um mesmo poema. Conclui que o referencial teórico proposto pode ser útil para a compreensão da relação entre texto e ilustração; Not informed

A Imagem alimentar e o advento do menor na literatura infantil

Bunn, Daniela
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 274 p.| il.
Português
Relevância na Pesquisa
59.216177%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-graduação em Literatura, Florianópolis, 2011; Elaborou-se esta tese a partir da pesquisa sobre a presença da imagem do alimento em alguns contos clássicos da tradição oral e em (re)leituras literárias para crianças. Tomam-se aqui o alimento e o ato de comer em uma dimensão estética, levando em consideração o duplo código que se articula nos livros infantis: o texto e a ilustração. O trabalho visa, em uma distribuição rizomática, potencializar a literatura infantil em sala de aula a partir do aparato teórico-metodológico oferecido pelo escritor italiano Gianni Rodari em sua Gramática da Fantasia (1982). Alimento, imaginação, fantasia, estranhamento e relações com o menor articulam-se como conceitos que favorecem a formação de um leitor híbrido ou, nos termos da pesquisa, um leitor menor. Por meio de estratégias interdisciplinares, discute-se a comensalidade e suas mudanças histórico-sociais - da escassez do alimento ao comer em excesso -, e tais estratégias resultam em uma metafórica alimentar que pensa o alimento na literatura e a literatura como alimento. Neste sentido, chega-se a um encontro produtivo entre as narrativas e o leitor...

A interacção semiótica texto-imagem nas obras impressas e ilustradas de literatura infantil : ler, ver, desconfiar...

Carvalho, Manuel Jorge Pereira
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em 17/02/2006 Português
Relevância na Pesquisa
49.21949%
Tese de mestrado em Estudos da Criança, especialização em Comunicação Visual e Expressão Plástica.; Nas obras de literatura infantil o texto visual surge com frequência associado ao texto verbal concretizando, em certos casos, uma particular relação de interaccionismo signico, um facto que, do nosso ponto de vista, configura a necessidade de colocar no centro da leitura o emergir do livro impresso e ilustrado de literatura para a infância como um complexo objecto semiótico. No trabalho agora apresentado, propomo-nos, a partir da análise de obras concretas, elaborar uma reflexão a propósito da forma como a ilustração, as palavras e a organização visual de todo o material impresso, podem estabelecer mecanismos susceptiveis de disputar, desde a capa à contracapa, o território físico do livro enquanto um espaço de diversificadas oportunidades de leitura, convertendo o livro inteiro num imenso “texto” para descobrir.; In children’s literature books the visual text frequentiy appears linked with the verbal text, which, in certain cases, clarifies a specific relation of sígnificant interactions, That, from our point of view, represents the need of placing in the centre of the reading activity, the rise of the printed and illustrated book of children’s literature as a complex semiotic object. In the study presented now...

O elefante cor de rosa, de Luísa Dacosta : a interacção semiótica texto-imagem na escrita literária para crianças

Azevedo, Fernando José Fraga de
Fonte: Faculdade de Letras da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Tipo: Parte de Livro
Publicado em //2005 Português
Relevância na Pesquisa
58.535312%
Analisam-se, neste artigo, as relações de diálogo semiótico entre o texto icónico e o texto verbal na obra O Elefante Cor de Rosa, de Luísa Dacosta, enfatizando os seus papeis na iniciação da criança aos códigos de uma cultura.; Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) - Projecto CTFPEC- LIBEC "Infância, Memória Literária e Saberes".

ARTE VISUAL CONTEMPORÂNEA, ILUSTRAÇÃO E LITERATURA PARA A INFÂNCIA: FAZENDO CONEXÕES ENTRE MUNDOS CRIATIVOS

Charréu, Leonardo
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria (Brasil) Publicador: Universidade Federal de Santa Maria (Brasil)
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
49.16039%
O texto parte de duas premissas básicas normalmente aceitas pela comunidade cientifica que estuda, no vasto campo das ciências da educação, aquele que diz respeito à educação infantil. A primeira premissa é a de que uma literatura para a infância de qualidade, experienciada e proporcionada logo no início de qualquer processo, ou ciclo educativo, é de crucial importância para a formação e atração para a leitura por parte de um imaginário futuro leitor, mais a montante, na sua idade adulta. A leitura é efetivamente de fundamental importância para a constituição subjetiva da criança. A segunda premissa parte do princípio que uma imagem visual de qualidade, veiculada pela ilustração infantil, é igualmente importante na ampliação, nos efeitos e nos impactos dos   conteúdos   da   escrita   e   da   “história   contada”   sobre   os(as)   seus(suas)   pequenos(as)   leitor(es)(as). Por fim, uma outra ideia não menos importante, e que será, por assim dizer, a tese defendida neste texto, é a de que a arte visual contemporânea, fenômeno cultural que encerra, sem sombra de dúvida, muita hibridez, diversidade e complexidade, apresenta muitas soluções estéticas que influenciam um número apreciável de ilustradores de livros infantis. De algum modo...

La imagen en pugna con la palabra

Díaz Armas, Jesús
Fonte: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti Publicador: Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
58.626816%
p. 43-57; Either in a book with pictures or in an album, the relationship between word and image has proven to be troublesome: both codes should integrate, so that the result is a single literary composition, with a variety of meanings, even if it is aimed at young readers, where one has to deal with their lack of skills when facing any support resource system. In fact, the relationship between both languages, the iconic and the linguistic, is a concurrent or interdependent one. In several situations the image tends to prevail over words, contributing to some complexity of the literary composition, its artistic side. Sometimes, also, image and word contradict themselves, forcing young and adult readers to reconstruct the meaning of the literary composition.; Tanto en el libro ilustrado como en el álbum, la relación entre palabra e imagen es una relación problemática: ambos códigos han de complementarse para que el resultado final sea una sola obra literaria, con pluralidad de sentidos, aunque destinada a un público infantil, por lo que ha de preverse su falta de competencia mediante un sistema de recursos de apoyo. Pero no siempre la interrelación entre ambos lenguajes, el icónico y el lingüístico, es de complementariedad o interdependencia...

Do verbum à ilustração: comparação de conceitos sintácticos e semânticos

Sardinha, João Nuno Guilherme de Almeida Silva
Fonte: Universidade da Beira Interior Publicador: Universidade da Beira Interior
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
38.934983%
A imagem consiste, actualmente, num factor fundamental da comunicação. Com a entrada no nosso quotidiano das chamadas Novas Tecnologias da Informação, somos constantemente bombardeados por alusões imagéticas e blocos informativos contidos num só pedaço de uma fotografia, ilustração ou mesmo imagem animada. Mas, será que o texto perderá o seu valor informativo para a dimensão pictorial ou por outro lado, estes dois factores estão intimamente relacionados e exercem forças dialécticas entre eles? É desde a infância que começamos a formar a nossa identidade e o nosso meio intelectual. É neste estádio que iniciamos um percurso abstracto entre o texto e a imagem e aprendemos as subtilezas desta relação (que nem sempre se mostra fácil) e na actual era tecnológica, esta cada vez se mostra mais ténue e indefinida, onde a percepção de um signo imagético é mais imediata que a leitura e a compreensão de um texto.

Entre modos de ver e modos de ler, o dizer

Belmiro,Celia Abicalil
Fonte: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
48.729077%
Este texto propõe compreender como se confrontam a natureza icônica e verbal que permeiam duas linguagens, a visual e a verbal, com a finalidade de pensar os sentidos da leitura literária para crianças e refletir sobre formação de professores. A escrita é vista como uma estrutura mista, apoiada em dois registros, verbal e gráfico, e a imagem, entendida como um conjunto de figura e suporte. As abordagens sobre a relação entre o icônico e o verbal apoiam-se em estudos sobre literatura e artes plásticas dando margem à constituição de dois grandes eixos de análise: o paradoxo e o paralelo. O livro de literatura infantil oferece exemplos para a presente discussão, pois se comporta de forma dinâmica e maleável frente às diferentes mídias.

A multimodalidade na literatura infantil e a formação de professores leitores

Belmiro,Celia Abicalil
Fonte: Faculdade de Letras - Universidade Federal de Minas Gerais Publicador: Faculdade de Letras - Universidade Federal de Minas Gerais
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
69.556694%
Este trabalho apresenta uma parte dos resultados de pesquisa de doutorado sobre relações entre imagens e textos verbais em livros de literatura infantil, e suas contribuições para a formação docente. São sinalizados diferentes recursos discursivos encontrados em imagens e textos em livros de literatura infantil para a construção das dimensões narrativa e descritiva. O conceito bakhtiniano de estilo estrutura e unifica os enunciados produzidos pelo enunciador e indica o resultado de uma visão de mundo. Nas obras analisadas, a relação imagem e texto verbal apresenta dois recursos fundamentais: a enunciação, que introduz a força do narrador na orientação de leitura, e a intertextualidade, como expediente para atualização do enredo. Essa metodologia recupera experiências de leitura dos professores e indica a importância dos aspectos da multimodalidade para a formação da competência leitora do professor.

A poesia fala com a criança: uma reflexão sobre as características da poesia infantil e sua relação com o leitor

Klauck, Ana Paula
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
48.747744%
O objetivo deste trabalho é analisar as características da poesia infantil contemporânea (abrangendo obras de 1996 em diante) e sua relação com o leitor-criança a que se destina. Por meio de um levantamento teórico e de um estudo de quatro obras poéticas consideradas representativas (Um passarinho me contou, de José Paulo Paes, Pequenas observações sobre a vida em outros planetas, de Ricardo Silvestrin, Um gato chamado Gatinho, de Ferreira Gullar e Poesia é fruta doce e gostosa, de Elias José), o trabalho traça o caminho da poesia ao dirigir-se ao leitor infantil e ao promover uma comunicação com ele. Os capítulos que fazem parte desta produção abordam os aspectos lingüísticos, imagéticos e a questão da voz poética em suas relações com o leitor, através do levantamento de teorias acerca do texto lírico e da produção literária infantil. Os estudos apresentados neste trabalho são ilustrados por análises dos poemas das obras selecionadas.; The objective of this paper is to analyze the characteristics of contemporary children’s poetry and their relationship to the child-reader it intends to address. With a theoretical study and an analysis of four poetic pieces considered representative (Um passarinho me contou...

A leitura escolar de "A bolsa amarela" e "A casa da madrinha", de Lygia Bojunga Nunes: domínio do pedagógico ou do literário?

Araujo, Edite de
Fonte: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Publicador: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
39.06337%
Este trabalho estuda a leitura de duas obras de Lygia Bojunga, A Bolsa Amarela e A Casa da Madrinha, por professores e alunos de 4ª séries do ensino fundamental, investigando, nos procedimentos didáticos, a ocorrência de tensão entre a abordagem pedagógica e a que privilegia o aspecto literário; e ainda analisa as referidas obras para verificar em que medida elas rompem com a tradição pedagógica dos livros para crianças. Para isso, o trabalho, fundamentado em concepções teóricas sobre literatura, literatura infantil e leitor, pautadas especialmente na Estética da Recepção, na Teoria do Efeito e no Método Recepcional, com o auxílio da Sociologia da Leitura, constituiu-se de três movimentos básicos: o primeiro buscou situar historicamente a literatura infantil, discutindo as implicações de sua ligação com a Pedagogia; o segundo procedeu à análise dessas obras, destacando-se os pontos comuns e que evidenciam o rompimento da autora com os limites da escolaridade; e o terceiro colocou em foco questões ligadas à recepção, empreendendo-se pesquisa de campo que envolveu alunos e professores das quartas séries de quatro escolas de ensino fundamental do município de Osvaldo Cruz/SP. O estudo realizado mostrou que o pedagogismo ainda marca o contexto escolar no que se refere ao trabalho com a leitura e a literatura...

O livro de imagem como base para produções orais e escritas de crianças do ensino fundamental; The picture book as a basis for oral and written texts of elementary school children

Fellipin, Vera
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/08/2015 Português
Relevância na Pesquisa
48.943833%
O trabalho tem por objetivo investigar como crianças do terceiro ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de São Paulo produzem textos narrativos orais e escritos a partir de um livro de imagem. Amparado pelo referencial teórico de Vygotsky, Bakhtin, Ferreiro, Soares, Colello, Geraldi, Kato, Fiorin e Rojo, entre outros, o estudo partiu de uma concepção sócio-interacionista de educação e dialógica de língua, apresentando também considerações acerca da literatura infantil, da necessidade de investimento na formação do leitor e da importância de se pautar o ensino da língua na escola como um processo reflexivo, particularmente no que diz respeito à compreensão dos gêneros textuais. Para a coleta do material, dez crianças foram convidadas, individualmente, a produzir um texto oral e outro escrito, após leitura de um livro de imagem. A análise dos textos foi realizada com base nos estágios da estrutura narrativa propostos por Fiorin e Savioli. O estudo comparativo das produções confirmou a relevância pedagógica do uso do livro de imagem, evidenciando que o uso de variadas modalidades de expressão pode favorecer a aprendizagem de crianças com diferentes competências. Também foi observada a pouca variação entre as produções orais e escritas...

Imaginary and Children’s Literature – images and symbols; Imaginário e literatura infantil – imagens e simbolismos

Chaves, Iduina Mont’Alverne; Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
Fonte: Universidade Federal de Santa Maria Publicador: Universidade Federal de Santa Maria
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: application/pdf
Publicado em 17/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
49.500024%
The text presents a history of literature in Brazil with emphasis on the imaginary evoked from the literary texts produced since the fifteenth century until today, that may be, in general, thus described: (a) in the sixteenth century, the paradise/fascination image of yhe new; (b) in the seventeenth century, the game of appearances; (c) the eighteenth century, the idea of independence, and, (d) in the nineteenth century, the radiography of the human soul. Then, the article highlights the greatest and expressive writers of Children ́s Literature in the country, coming to the discussion on the experiences developed in Brazilian schools with books of children ́s literature. In summary, it shows that the literary text must be seen as an encounter between the reader and the characters and allowing interpretations and developments of ideas and feelings. It strengthens further, children ́s literature as a bridge linking letters to the direction, analysis, interpretation, reality, dream, and to the imagination.; O texto apresenta uma retrospectiva histórica da literatura no Brasil com desta- ques para o imaginário evocado a partir dos textos literários produzidos desde o século XV até hoje, o qual pode ser, em linhas gerais, assim descrito: a) no século XVI...

Relação entre imagem e texto na tradução do livro infantil Commotion in the ocean

Campos, Jucimara Sobreira de
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/12/2011 Português
Relevância na Pesquisa
49.4957%
Este artigo traz o relato da experiência de tradução de um livro infantil, que envolve um processo de análise das escolhas feitas pelo tradutor, tendo como base as imagens e sua relação semântica com o texto. Ambos completam-se e, ao mesmo tempo, trazem uma forma independente de diálogo com o público infantil, visto que o leitor mais jovem, que ainda não lê, sente-se seduzido pela forma, colorido e aspecto descritivo apresentados pelos desenhos. As crianças mais velhas aliam esses recursos ao prazer do texto, elaborado com a finalidade não somente de atrair sua atenção, mas também estimular sua curiosidade. O trabalho do tradutor de livros infantis é o de transportar essas sensações para os leitores da língua de chegada, considerando, sobretudo que, embora trabalhando exclusivamente com o texto, são as imagens que permearão o resultado. Mostrar alguns dos recursos usados numa tradução desse tipo é o objetivo do presente relato.

CONSIDERAÇÕES INICIAIS A RESPEITO DE TEXTO E IMAGEM NO LIVRO DE LITERATURA INFANTIL

Morais da Costa, Marta; UFPR
Fonte: UFPR Publicador: UFPR
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf; application/pdf
Publicado em 27/09/2010 Português
Relevância na Pesquisa
59.3524%
A ilustração do livro infantil apresenta vários desafios à teoria semiótica e às teorias da leitura porque implica simultaneamente a leitura de signos visuais e verbais, imbricados de forma a exigir a interpretação holística. A presença da ilustração nos livros exige, também, dos educadores um tratamento menos ocasional e mais especializado para evitar que a linguagem visual seja lida apenas como complemento do verbal. Existe ainda um forte componente consumista e reprodutor na exigência de imagens figurativas, em detrimento das simbólicas, abstratas ou geométricas.