Página 1 dos resultados de 141 itens digitais encontrados em 0.017 segundos

Obtenção e caracterização de poliuretanos sem o uso de isocianatos (NIPU) e com fixação de CO2; Non-isocyanate polyurethanes's (NIPU) obtention and characterization with CO2 fixation

Nogueira, Rodrigo Bíscaro
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/11/2010 Português
Relevância na Pesquisa
27.650188%
Neste trabalho, foi estudada uma rota alternativa para síntese de poliuretanos sem a utilização de isocianatos (NIPU) por um processo de fabricação seguro e utilizando CO2 como insumo. A produção destes poliuretanos "verdes" ocorreu através da reação entre ciclocarbonatos e diaminas. A caracterização da estrutura química e a análise dos produtos da reação de formação dos poliuretanos foi possível com a utilização de espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN). Foram sintetizados também os ciclocarbonatos pela reação de cicloadição de CO2 ao grupo oxirano de uma resina epóxi e o co-catalisador (resinato de zinco) utilizado na obtenção dos carbonatos cíclicos. Para otimização da formação dos ciclocarbonatos desenvolveu-se um reator de síntese, o qual permitiu a análise do rendimento da reação em função dos parâmetros de síntese controlados: pressão de CO2, temperatura do meio reacional, tempo de síntese, gaseificação da resina epóxi com CO2 (por agitação mecânica ou sistema de refluxo de CO2) e fonte de aquecimento (convencional ou utilizando radiação de microondas). A estrutura química do carbonato obtido...

Desenvolvimento de poliuretanos com desempenho térmico inovador

Valente, Ana Rita de Paiva
Fonte: Universidade de Aveiro Publicador: Universidade de Aveiro
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Nesta dissertação pretende-se, desenvolver um estudo com vista à preparação de nanocompósitos de espumas de poliuretanos (PU) rígidas que apresentem um desempenho térmico superior através da incorporação de materiais de mudança de fase (PCMs) na sua formulação. Devido à baixa condutividade térmica das espumas de PU, explorou-se o uso de nanotubos de carbono (CNTs) com vista a potenciar a ação dos PCMs. Numa fase inicial, fez-se um estudo no sentido de desenvolver uma formulação base de espuma de PU rígida à base de glicerol, tendo-se tomado como critério de seleção a densidade, a consistência e a estabilidade dimensional dos materiais. Seguidamente, prepararam-se formulações contendo diferentes percentagens de PCMs. Para além da determinação da densidade, da resistência mecânica e da condutividade térmica, avaliou-se a extensão da reação de polimerização por espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR). O efeito do teor em PCMs e da dispersão no seio das espumas foi avaliado por calorimetria diferencial de varrimento (DSC) e por microscopia electrónica de varrimento (SEM) tendo-se selecionado a espuma EPU6-4,82PCM preparada utilizando 4,82%wt de PCM. A análise termogravimétrica (TGA) deste produto revelou que a adição de PCMs promove a estabilidade térmica do material possivelmente devido à presença do material usado no encapsulamento dos PCMs. Seguidamente...

Desenvolvimento, optimização e aplicação de novas fases poliméricas (poliuretanos) para extracção sortiva em barra de agitação (SBSE)

Portugal, Fátima Catarina Morais, 1981-
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Tese de doutoramento, Química (Química Analítica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011; O presente trabalho propõe a síntese, o desenvolvimento, a optimização e a caracterização de novas fases poliméricas à base de poliuretanos (PU) para aplicação em técnicas de extracção sortiva. Numa primeira fase, procedeu‐se à optimização da formulação das espumas de PU, tendo em conta o seu melhor desempenho na extracção sortiva em barra de agitação (SBSE), incluindo a variação das quantidades de óleo de silicone e de água e a adição de diferentes polióis. A formulação optimizada (P20) foi posteriormente caracterizada de modo a avaliar a sua estrutura, morfologia, estabilidade e resistência térmica, mecânica e química, recorrendo a técnicas de espectroscopia, microscopia e termogravimetria, entre outras. A configuração do formato de P20 foi igualmente optimizada, assim como as condições de condicionamento e regeneração, com vista à sua reutilização. Do ponto de vista analítico, combinou‐se a SBSE(P20) com técnicas cromatográficas para análise de compostos modelo (herbicidas triazínicos, metabolitos triazínicos e hormonas esteróides sexuais) em fase líquida...

Desenvolvimento de um novo fio de sutura à base de poliuretanos e quitosano

Jesus, Patrícia Alexandra Alves de
Fonte: Faculdade de Ciências e Tecnologia Publicador: Faculdade de Ciências e Tecnologia
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia Biomédica; Os materiais de sutura desempenham um papel importante na recuperação de ferimentos, fornecendo suporte para a cicatrização dos tecidos. As propriedades físico-químicas e biológicas do material, a avaliação da ferida, a taxa de recuperação dos diferentes tecidos e a condição física do paciente devem ser tidos em conta aquando da selecção da sutura. Assim, existe uma necessidade de desenvolvimento de novos materiais, capazes de responder às diferentes situações. O presente trabalho tem como objectivo o desenvolvimento de um novo fio de sutura à base de poliuretanos e de quitosano, combinando as vantagens oferecidas pelas propriedades físicas e biológicas dos dois polímeros. Para o desenvolvimento das suturas foi produzido quitosano de baixo peso molecular através da despolimerização com peróxido de hidrogénio. O quitosano obtido foi caracterizado por ATR-FTIR e GPC, revelando que não sofreu modificações químicas e que o peso molecular foi reduzido com sucesso. O CS resultante foi utilizado na síntese de um poliuretano à base de quitosano. O produto da reacção foi analisado por ATR-FTIR e 1H-RMN. Os espectros comprovaram que o quitosano se encontrava ligado quimicamente na cadeia do poliuretano e que o material era o desejado. Posteriormente...

Poliuretanos como materiais de revestimento de superfície

Coutinho,Fernanda M.B.; Delpech,Marcia C.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.778423%
Os poliuretanos são polímeros extremamente versáteis. São aplicados numa ampla gama de materiais com propriedades diversas. Esses polímeros podem ser encontrados sob a forma de elastômeros, fibras e espumas, podendo ainda apresentar biocompatibilidade. Na indústria de revestimentos, incluindo os adesivos, os poliuretanos têm sido utilizados e têm apresentado excelente desempenho na proteção de uma grande variedade de substratos como aço, concreto, plásticos, metais, papel, couro e madeira. Devido ao movimento mundial de restrição ao uso de substâncias orgânicas voláteis tóxicas (VOC), vêm sendo de fundamental importância a pesquisa e desenvolvimento de sistemas aquosos. Entre esses destacam-se os poliuretanos dispersos em água, que estão em amplo crescimento na indústria de revestimentos, como mostra esta revisão.

Síntese e caracterização de poliuretanos segmentados contendo blocos de peso molecular controlado: parte 1 preparação e caracterização dos materiais

Almeida,C. L.; Akcelrud,Leni C.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1999 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Um novo método de síntese de poliuretanos segmentados foi desenvolvido, no qual segmentos de características bem definidas foram preparados separadamente e acoplados em uma etapa seguinte. O segmento flexível (SS) foi preparado a partir da reação entre glicol polipropilênico comercial de peso molecular 3800 e diisocianato de 1,6 hexametileno (HDI). O peso molecular destes blocos variou de acordo com a razão NCO/OH usada nas sínteses, que foi sempre maior do que a unidade, fornecendo blocos com terminação NCO. O HDI não reagido foi removido à vácuo (10-6-10-8mbar). O peso molecular dos produtos SS foi determinado por GPC. O segmento rígido (HS) foi preparado a partir da reação de HDI e 1,4 butanodiol (BDO) usando-se razão NCO/OH igual à unidade. Ao término desta reação os produtos foram funcionalizados pela adição de um excesso de BDO, fornecendo segmentos com terminação -OH. O BDO não reagido foi removido por extração com solvente. O peso molecular dos produtos correspondentes aos segmentos HS foi determinado através da técnica de dessorção à laser (MALDI - Matrix Assisted Laser Desorption). O acoplamento dos segmentos flexíveis com os rígidos fornecendo os produtos SPU foi feito em solução de DMF. Um poliuretano convencional foi preparado pela técnica em duas etapas (produto PU) para comparação de efeitos estrutura-propriedades. A espectroscopia no infravermelho foi usada com o intuito de se observar diferenças em interações intermoleculares referentes aos produtos PU e SPU...

Síntese e caracterização de poliuretanos aniônicos em dispersão aquosa à base de polibutadieno líquido hidroxilado, poli(glicol propilênico) e diisocianato de isoforona

Coutinho,Fernanda M. B.; Delpech,Marcia C.; Alves,Lairton S.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Foram sintetizados sob a forma de dispersões aquosas estáveis, com viscosidade aparente na faixa de 30 a 220 cP, poliuretanos à base de polibutadieno líquido hidroxilado (HTPB) de massa molecular numérica média 3500, poli(glicol propilênico) (PPG) de massa molecular viscosimétrica média 2490, diisocianato de isoforona (IPDI) e ácido dimetilolpropiônico (DMPA). O tamanho médio de partícula das dispersões foi determinado e as propriedades mecânicas dos filmes vazados avaliadas. As dispersões foram aplicadas em madeira formando revestimentos homogêneos cuja adesividade foi determinada. A inserção de HTPB na cadeia poliuretânica provocou um aumento no tamanho de partícula das dispersões aquosas, proporcionou uma maior resistência mecânica aos filmes e aumentou a adesividade dos revestimentos ao substrato.

Síntese e caracterização de poliuretanos segmentados contendo blocos de peso molecular controlado. Parte 2: correlações entre morfologia e comportamentos térmico e mecânico

Almeida,Célia Leandro de; Gonçalves,Débora; Pinto,Mauricio Ramos; Akcelrud,Leni
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2000 Português
Relevância na Pesquisa
37.650188%
Poliuretanos segmentados formados por segmentos flexíveis e rígidos bem caracterizados foram sintetizados através de uma nova metodologia de síntese, em que cada segmento foi preparado separadamente, e ambos acoplados em uma etapa posterior (produtos SPU). Uma outra série de poliuretanos segmentados similares em composição foi obtida pelo método tradicional em duas etapas (produtos PU). As propriedades térmicas e mecânicas destes materiais foram determinadas por calorimetria diferencial de varredura e ensaios de tensão-deformação. As duas séries de polímeros apresentaram diferenças marcantes no comportamento térmico e desempenho mecânico, as quais foram atribuídas à diferenças em morfologia. Os resultados observados foram interpretados em termos de tamanho e polidispersão dos segmentos rígidos e flexíveis. Microscopia eletrônica de varredura e calorimetria diferencial de varredura mostraram que os produtos SPU possuíam separação de fases mais acentuada do que os produtos PU. Espalhamento de raios X sob alto ângulo confirmaram estes resultados.

Avaliação das propriedades mecânicas e da permeabilidade a gases de membranas obtidas a partir de dispersões aquosas de poliuretanos à base de polibutadieno líquido hidroxilado

Coutinho,Fernanda M. B.; Delpech,Marcia C.; Garcia,Maria Elizabeth F.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
O desenvolvimento de sistemas não-poluentes tem sido cada vez mais necessário para atender às exigências ambientais. Neste trabalho foram sintetizadas formulações de poliuretanos à base de água para a obtenção de membranas densas cujas propriedades mecânicas e de permeação a CO2 e N2 foram avaliadas. Foram empregados como monômeros polibutadieno líquido hidroxilado (HTPB), poli(glicol propilênico) (PPG), diisocianato de isoforona (IPDI) e ácido dimetilolpropiônico (DMPA). Os grupos carboxílicos foram neutralizados com trietilamina (TEA) e o extensor de cadeia utilizado foi a etilenodiamina (EDA). As membranas foram obtidas como filmes vazados a partir das dispersões aquosas. Os resultados mostraram que o aumento no teor de HTPB na formulação levou a uma maior resistência mecânica bem como a um aumento na permeabilidade e na seletividade das membranas a CO2.

Determinación de la densidad de entrecruzamiento de poliuretanos obtenidos a partir de aceite de ricino modificado por transesterificación

Valero,Manuel F.; Pulido,Jorge E.; Ramírez,Álvaro; Cheng,Zhengdong
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2009 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Se obtuvo una gama de polioles a partir del aceite de ricino modificado por transesterificación con pentaeritriol y glicerina. Los productos resultantes fueron caracterizados físico-químicamente. Se sintetizaron elastómeros de poliuretano a partir de los polioles derivados del aceite de ricino modificado. La densidad de entrecruzamiento se determinó por ensayos de hinchamiento a partir de la ecuación de Flory-Rehner apoyada en la espectroscopia MALDI TOF MS para determinar la estructura química de la unidad repetitiva promedio del poliuretano. Se estudió la variación de la densidad de entrecruzamiento de los poliuretanos con base en el índice de hidroxilo del poliol utilizado en la síntesis. Los resultados muestran que los PU obtenidos a través de la modificación del aceite con pentaeritriol tienen una mayor densidad de entrecruzamiento que los PU obtenidos a partir del aceite original y de los polioles derivados de la reacción de transesterificación del aceite con glicerina, debido a que estos polioles poseen una mayor funcionalidad hidroxílica.

Estudo do envelhecimento de poliuretanos aplicados na indústria de petróleo

Aquino,Fabio G.; Sheldrake,Terry; Clevelario,Judimar; Pires,Fabio; Coutinho,Fernanda M. B.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
37.650188%
O Brasil é mundialmente renomado como um líder na extração de petróleo, em águas profundas e ultra profundas. Dentro da cadeia produtiva, grande parte do petróleo e do gás produzido é escoada através de dutos flexíveis que conectam os poços de produção às plataformas. Quando estão apoiadas no fundo do mar, em condição de serviço estático, os dutos flexíveis são denominados flowlines e quando se elevam do fundo do mar até a plataforma, em condição de serviço dinâmico, são denominados risers. Os tubos projetados para aplicações dinâmicas são dotados de bends stiffeners, componentes com formato cônico e, em geral, de base uretânica que têm a função de fornecer uma transição entre a estrutura dos tubos, de rigidez suave, e a plataforma, extremamente rígida. Este trabalho abordou a variação das propriedades mecânicas de poliuretanos como resultado da ação da hidrólise, por envelhecimento acelerado. Os corpos de prova foram expostos a 50, 60 e 70 ºC. A variação de massa também foi determinada considerando que esses materiais são projetados para uma vida útil superior a vinte anos. Os poliuretanos apresentaram degradação significativa a 70 ºC, o que pode reduzir seu tempo de aplicação no campo por falha mecânica quando submetido a elevadas temperaturas.

Dispersões aquosas à base de nanocompósitos de poliuretanos e argilas hidrofílicas brasileiras: síntese e caracterização

Delpech,Marcia C; Miranda,Gisele S; Espírito Santo,Wagner L
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Neste trabalho foram sintetizados nanocompósitos à base de poliuretanos em dispersão aquosa (NWPUs) e argilas brasileiras hidrofílicas (Brasgel PA e Brasgel NT) do tipo montmorilonita (MMT), de natureza sódica e cálcica, respectivamente, tendo a primeira maior hidrofilicidade. Os monômeros empregados na síntese das dispersões foram: poli(glicol propilênico) (PPG); ácido dimetilolpropiônico (DMPA), diisocianato de isoforona (IPDI) e hidrazina, como extensor de cadeia. Foram variados a proporção de segmentos rígidos e flexíveis e o teor das argilas adicionadas (na faixa de 0,5 a 2,5% em massa). As argilas foram caracterizadas por espectrometria na região do infravermelho (FTIR) e difração de raio X (XRD) e tiveram seu grau de inchamento determinado. Os NWPUs foram avaliados em termos de teor de sólidos totais, FTIR, XRD e propriedades mecânicas. A ausência dos picos de cristalinidade, característicos das argilas puras, e resistência mecânica superior frente às dispersões sem argila, confirmaram a formação de nanocompósitos.

Avaliação das propriedades de barreira de membranas obtidas a partir de dispersões aquosas à base de poliuretanos e argila

Barboza,Elaine M.; Delpech,Marcia C.; Garcia,Maria Elizabeth F.; Pimenta,Flávia Duta
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2014 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Formulações de aplicação não-poluente à base de poliuretanos em dispersão aquosa (WPUs), com adição de argila montmorilonita hidrofílica (CWPUs), foram sintetizadas. A permeabilidade ao dióxido de carbono (CO2) de membranas densas obtidas a partir do espalhamento das dispersões foi avaliada. Os reagentes empregados na síntese dos materiais foram: poli(glicol proplilênico) (PPG), copolímero em bloco à base de segmentos de poli(glicol etilênico) e poli(glicol propilênico) (EG-b-PG), ácido dimetilolpropiônico (DMPA), diisocianato de isoforona (IPDI) e etilenodiamina (EDA), como extensor de cadeia, levando à formação de ligações de ureia. Diferentes formulações foram obtidas variando-se a proporção de segmentos à base de poli(glicol etilênico) (PEG) e o teor de argila (0,5 e 1 %). As dispersões foram avaliadas em termos de teor de sólidos e viscosidade aparente. As membranas foram caracterizadas por espectrometria na região do infravermelho (FTIR) e permeabilidade ao dióxido de carbono (CO2). A influência nas propriedades de barreira, conferida pela presença da argila e do copolímero em bloco, foi verificada por ensaios de permeabilidade. A permeabilidade ao CO2 aumentou com o aumento no teor segmentos de PEG e diminuiu com a inserção da argila...

Poliuretanos base solvente destinados ao recobrimento de superfícies: estudo da extensão de cadeia

Campani, Adriano Dias
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
O uso de poliuretanos para recobrimento de superfícies sejam elas, têxteis, couro ou papel, tem crescido de forma significativa a nível mundial. Este trabalho tem como objetivo estudar a influência da natureza dos extensores de cadeia nas propriedades físico-químicas e mecânicas de um poliuretano que tem uso como material de recobrimento de superfícies. Neste sentido, sintetizou-se um poliuretano base solvente (SU) similar a um produto comercial, utilizado para recobrimento de superfícies têxteis, papel entre outros. O poliuretano foi obtido através da reação entre Isoforona diisocianato (IPDI) e uma mistura de polióis poliésteres de massa molar 1. 000 e 2. 000 g/mol, utilizando o método de duas etapas (método do prépolímero). A extensão de cadeia foi realizada com mistura de duas diaminas (PDA e IPDA)/IPDI. O acompanhamento reacional foi realizado por FT-IR e o polímero final obtido foi caracterizado com as técnicas de FT-IR, Viscosimetria, DMTA, DSC e GPC. Os polímeros sintetizados apresentaram cristalinidade relativamente baixa (máximo de 17%), massa molecular (7091 g/mol) e viscosidade (6000 cPs) muito semelhantes aos produtos comerciais existentes no mercado. A extensão realizada com a mistura de aminas e com as aminas puras e isoladas apresentou diferenças muito significativas nas propriedades físico-químicas e mecânicas dos polímeros obtidos...

Estudo de catalisadores organometálicos na síntese de poliuretanos

Lima, Viviane de
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.650188%
Este trabalho apresenta um estudo comparativo entre sistemas catalíticos alternativos, acetilacetonatos metálicos (ferro, cobre, cromo e estanho), frente ao catalisador comercial dibutil dilaurato de estanho (IV), DBTDL, na síntese de poliuretanos obtidos a partir de reações entre o diisocianato de isoforona (IPDI) e os polióis polipropilenoglicol/dietilenoglicol e 1,6-hexanodiol poliadipato. Os sistemas catalíticos acetilacetonatos foram obtidos a partir da reação entre um sal metálico e a acetilacetona, e caracterizados através da espectroscopia de infravermelho (IV) e espectroscopia eletrônica de ultravioleta (UV) de acordo com a literatura. As reações de formação dos poliuretanos foram acompanhadas através do consumo de IPDI ao longo do tempo, verificado através da diminuição da concentração de NCO utilizando o método titulométrico com dibutilamina e por IV através da diminuição da banda característica de NCO livre, 2300-2200 cm-1. Através dos dados de IV determinou-se o comportamento cinético das reações, através do qual verificou-se que as reações realizadas com excesso de poliól seguem comportamento cinético de pseudo-1ª ordem, enquanto as reações realizadas em quantidade equivalente do diisocianato e do poliól apresentaram comportamento cinético de 2ª ordem.; This work presents a comparative study between alternatives catalytic systems...

Síntese e caracterização de poliuretanos bioestáveis com potencial aplicação na área cardiovascular

Cabral, Emanuelli Lourenço
Fonte: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre Publicador: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul; Porto Alegre
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
37.941062%
A procura por materiais que possam substituir ou restaurar tecidos danificados deve-se à busca por melhor qualidade de vida da população. Levando em consideração que doenças cardiovasculares são as principais causas de mortes no Brasil (Banco de Saúde, 2010), necessita-se de dispositivos que possuam eficácia na regeneração cardíaca, abordando questões de segurança à longo prazo e promovendo a cicatrização de vasos vasculares (PR Newswire, 2010). Neste sentido, o presente trabalho desenvolveu a síntese de poliuretanos bioestáveis a partir da reação de policaprolactona diol (PCL) com diferentes diisocianatos (HDI e H12MDI), caracterizando-os por meio de análise morfológica (MEV), térmica (TGA e DSC), mecânica (DMA) e estrutural (IV), como também, avaliando sua citotoxicidade in vitro, através de testes para a avaliação da viabilidade celular (teste VN e MTT) e proliferação celular (teste Azul de Tripan) utilizando células fibroblásticas NIH-3T3, comparando-os com materiais comerciais, Dacron e PTFE. Os resultados obtidos mostraram que os poliuretanos sintetizados apresentaram massa molar ponderal média (Mw) variando entre 30000 e 263000 g/mol, bem como, uma plasticidade dependente do poliol utilizado. O comportamento mecânico destes poliuretanos mostrou-se semelhante ou superior aos materiais comerciais...

Contribuição ao estudo do desgaste erosivo e abrasivo de poliuretanos utilizados na indústria mineradora e petrolífera; Contribution to study of erosive and abrasive wear of polyurethane used in petroleum and mining industry

Oliveira, Hermes Paulo Santos de
Fonte: Universidade Federal de Uberlândia Publicador: Universidade Federal de Uberlândia
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
37.778423%
Em maio, de 2011, teve início a produção de petróleo na área de Tupi, é uma das jazidas do pré-sal que pode mudar o perfil das reservas da PETROBRAS. O transporte do petróleo é realizado por dutos flexíveis compostos de multicamadas de materiais metálicos e poliméricos, os quais ligam o poço de exploração à plataforma. Esta tubulação, ao tocar o solo marítimo na região do TDP, experimenta um processo de desgaste severo. Uma tecnologia, adotada pela companhia nos últimos anos, é a proteção dos dutos flexíveis na região do TDP por calhas bipartidas de elastoméricos de poliuretanos. Este trabalho tem como objetivo avaliar e classificar elastômeros de poliuretanos ao desgaste abrasivo e erosivo comuns nas indústrias petrolíferas e de mineração. A avaliação ao desgaste abrasivo e erosivo foi realizada através de nove formulações de poliuretanos com diferentes matérias primas, póliois e isocianato. Os corpos de provas foram submetidos ao teste de dureza para a caracterização e, concluiu-se que não houve divergências das amostras de trabalhos anteriores realizados pos SANTOS em 2007, os quais possuíam as mesmas formulações químicas. O ensaio de desgaste erosivo foi realizado no equipamento Jato...

Estudio cinético de degradación térmica de poliuretanos mediante análisis termogravimétrico(TGA)

Barbadillo Jove, Fernando
Fonte: Universidade da Corunha Publicador: Universidade da Corunha
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
37.650188%
[Resumen]En este trabajo se realiza un estudio cinético de la degradación térmica de dos tipos de poliuretanos (poliéster uretano y poliéter uretano), mediante termogravimétría en régimen dinámico, en atmósferas inerte y oxidante. En primer lugar, se estudia la influencia de factores como la velocidad de calentamiento, masa inicial de muestra y naturaleza del crisol. Posteriormente, se realiza una comparación entre diversos métodos cinéticos existentes en la bibliografía: diferenciales (regresión lineal múltiple, Freeman y Carroll), isoconversionales (Ozawa, Kissinger y Friedman) e integración numérica (Runge-Kutta). No se ha encontrado ningún método que claramente pueda reproducir los datos experimentales en detrimento de los otros. Por otra parte, Naya, ha propuesto que una curva descomposición térmica se puede expresar como suma de funciones logísticas. Con el fin de comprobar si existe alguna relación entre los coeficientes de estas funciones y las variables experimentales, cada curva TG se ha ajustado a una suma de cinco logísticas. Se ha observado que la utilización de estas funciones es un método de suavizado que permite una gran aproximación a los datos experimentales, pero no se ha encontrado ninguna relación entre sus coeficientes y las condiciones experimentales. Por último...

Estudo do processo de cristalização e das propriedades de poliuretanos termoplásticos com agentes nucleantes

Freitag, Caroline Pereira da Motta
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
37.650188%
Poliuretanos termoplásticos aditivados com três diferentes agentes nucleantes, Ag_1, à base de octacosanoato de sódio, e Ag_2, à base de sulfato de sódio e talco (utilizado somente na primeira etapa) foram preparados em uma câmara de mistura fechada e a eficiência da nucleação foi relacionada às características de cristalização e às propriedades mecânicas e dinâmico-mecânicas obtidas. Três poliuretanos termoplásticos de mesma base química, porém com diferentes massas moleculares, foram utilizados sendo que o efeito nucleante mais pronunciado foi observado para o TPU de menor massa molecular. Um estudo preliminar com o talco mostrou que percentuais maiores que 0,5% não traziam benefícios para o material. Os modelos cinéticos de Avrami modificado e Ozawa foram aplicados ao processo de cristalização isotérmica e não-isotérmica, respectivamente, e indicaram que a cristalização foi mais rápida para os TPU's aditivados com o Ag_1, sendo similar para os diferentes TPU's. O modelo de Avrami permitiu uma descrição parcial do processo de cristalização, enquanto que com o modelo de Ozawa não foi possível descrever o comportamento destes materiais. Não foi observado um efeito claro no comportamento mecânico dos TPU's nucleados em comparação aos polímeros puros. No entanto...

Síntese e Caracterização de Poliuretanos em Dispersão Aquosa à Base de Polibutadieno Líquido Hidroxilado e Diferentes Diisocianatos

Coutinho,Fernanda M. B.; Delpech,Marcia C.; Alves,Thais L.; Gomes,Ailton S.
Fonte: Associação Brasileira de Polímeros Publicador: Associação Brasileira de Polímeros
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2002 Português
Relevância na Pesquisa
37.460889%
Foram sintetizados, sob a forma de dispersões aquosas, poliuretanos à base de polibutadieno líquido hidroxilado (HTPB), poli(glicol propilênico) (PPG), ácido dimetilol propiônico (DMPA) e quatro diferentes diisocianatos: diisocianato de tolileno (TDI), diisocianato de isoforona (IPDI), diisocianato de 4,4'-diciclo-hexil-metileno (HMDI) e diisocianato de hexametileno (HDI). Foram avaliadas as características dos filmes preparados por vazamento das dispersões (cast films), o tamanho de partícula obtido a partir das diferentes formulações e o teor de sólidos totais. As dispersões aquosas, com teor de sólidos variando na faixa de 10 a 58% e com tamanhos de partícula na faixa de 0,4 a 3,5 mim, permaneceram estáveis por períodos superiores a 2 meses.