Página 1 dos resultados de 81 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Propensão ao empreendedorismo em alunos do ensino superior: o caso de uma instituição pública do nordeste português

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
508.38285%
Analisar a capacidade empreendedora dos alunos de uma instituição pública de Bragança, Portugal; e, identificar fatores diferenciadores do potencial empreendedor são os objetivos deste estudo. Para os concretizar, foi conduzido um estudo quantitativo, transversal, observacional e analítico no qual participaram 598 alunos. A recolha de dados decorreu em novembro e dezembro de 2012 e envolveu o uso do questionário Entrepreneurial Potential Indicator. A maioria dos respondentes era do género feminino (61,0%); tinha entre 18 e 21 anos (53,8%) a que corresponde uma média de 22,6 anos (±4,59); estudava em regime ordinário (82,6%); vinha da região Norte (83,9%), vivia em meio urbano (53,8%), frequentava o 1º ciclo de estudos (92,8%) de duas áreas científicas, designadamente, ciências da educação (28,4%) e tecnologia e gestão (28,4%) . Mais de metade dos inquiridos apresentou competências empreendedoras (72,4%). Dos fatores de capital humano considerados, o regime de frequência foi o único fator que mostrou não ter qualquer tipo de influência no potencial empreendedor. De fato, os outros fatores de capital humano considerados, nomeadamente, a área científica do curso e o ciclo de estudos revelaram ser fatores que contribuem para o reforço ou desenvolvimento das competências empreendedoras nos estudantes. Nenhum dos fatores sociodemográficos considerados revelou ser fator diferenciador do potencial empreendedor. A regressão logística binária (modelo logit) revelou a existência de uma relação de causa e efeito entre todas as características com a propensão empreendedora.

Propensão ao empreendedorismo em alunos do ensino superior: o caso de uma instituição pública do nordeste português

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António; Diniz, Francisco
Fonte: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Publicador: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
508.38285%
Analisar a capacidade empreendedora dos alunos de uma instituição pública de Bragança, Portugal; e, identificar fatores diferenciadores do potencial empreendedor são os objetivos deste estudo. Para os concretizar, foi conduzido um estudo quantitativo, transversal, observacional e analítico no qual participaram 598 alunos. A recolha de dados decorreu em novembro e dezembro de 2012 e envolveu o uso do questionário Entrepreneurial Potential Indicator. A maioria dos respondentes era do género feminino (61,0%); tinha entre 18 e 21 anos (53,8%) a que corresponde uma média de 22,6 anos (±4,59); estudava em regime ordinário (82,6%); vinha da região Norte (83,9%), vivia em meio urbano (53,8%), frequentava o 1º ciclo de estudos (92,8%) de duas áreas científicas, designadamente, ciências da educação (28,4%) e tecnologia e gestão (28,4%) . Mais de metade dos inquiridos apresentou competências empreendedoras (72,4%). Dos fatores de capital humano considerados, o regime de frequência foi o único fator que mostrou não ter qualquer tipo de influência no potencial empreendedor. De fato, os outros fatores de capital humano considerados, nomeadamente, a área científica do curso e o ciclo de estudos revelaram ser fatores que contribuem para o reforço ou desenvolvimento das competências empreendedoras nos estudantes. Nenhum dos fatores sociodemográficos considerados revelou ser fator diferenciador do potencial empreendedor. A regressão logística binária (modelo logit) revelou a existência de uma relação de causa e efeito entre todas as características com a propensão empreendedora.

Identificando o potencial empreendedor em saúde

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde Publicador: Instituto Politécnico de Bragança, Escola Superior de Saúde
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
519.26805%
Introdução: Segundo Bronosky (2008), a liberalização dos postos de trabalho tem exigido uma mudança das organizações de ensino superior no sentido de capacitar e motivar os alunos para iniciativas empreendedoras, estimulando a criação de empresas que venham a gerar emprego e desenvolvimento económico. A identificação do potencial empreendedor e o seu aproveitamento posterior trará, segundo Hull et al. (1980), benefícios para a Sociedade. Teixeira & Davey (2011) referem variáveis demográficas (género, idade, região de residência, entre outras) e variáveis de capital humano (curso, entre outras) como fatores diferenciadores desse potencial. Objetivos: Analisar a capacidade empreendedora dos alunos da Escola Superior de Saúde de Bragança; e, verificar a existência de diferenças significativas no potencial empreendedor dos alunos considerando a região de proveniência, o local de residência e o curso. Material e métodos: Foi conduzido um estudo quantitativo, transversal e analítico no qual participaram 121 alunos. Para a recolha de dados, que decorreu de novembro a dezembro de 2012, foi utilizado o questionário Entrepreneurial Potential Indicator validado, para Portugal, por Ferreira et al. (2009). A maioria era do género feminino (84...

Uma escala para identificar potencial empreendedor

Santos, Paulo da Cruz Freire dos
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Tese de Doutorado Formato: 1v.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
508.38285%
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.; Não foi encontrada ainda uma escala, produzida no Brasil, fácil de ser aplicada, já validada e sem restrições quanto ao seu uso, para auxiliar a identificação de potencial empreendedor em estudantes, para o treinamento de empresários ou para a seleção de candidatos ao ingresso em incubadoras de empresas. O objetivo que se buscou atingir com a execução deste trabalho foi a construção de uma escala com estas características # construída utilizando-se técnicas psicométricas e estatísticas (alfa de Cronbach e análise fatorial) - que possa ser amplamente utilizada em escolas, centros de treinamento e incubadoras de empresas. Para o alcance deste objetivo foram definidos cenários, fatores, construtos e itens que permitiram a elaboração de um questionário que, após a sua submissão a teste de campo, pôde gerar essa escala. Durante os testes de campo foram entrevistados estudantes, professores universitários e empresários (classificados em duas categorias: empreendedores e não-empreendedores). Ao final de todo o processo teve-se como produto final uma escala para identificar potencial empreendedor. Adicionalmente foram geradas normas para a sua aplicação e comparação com empreendedores de sucesso. A relevância e contribuição do estudo...

Desenvolvimento de uma escala para medir potencial empreendedor por meio da teoria da resposta ao item

Alves, Luciano Ricardo Rath
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 171 p.| il., grafs., tabs.
Português
Relevância na Pesquisa
521.7061%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2011; O objetivo deste trabalho é desenvolver uma escala para medir potencial empreendedor por meio da Teoria da Resposta ao Item (TRI). Foram exploradas cinco linhas de pesquisa provenientes da psicologia para selecionar as características relacionadas ao potencial empreendedor: a Teoria do Comportamento Planejado, a Teoria da Auto-eficácia Percebida, a Teoria do Lócus de Controle, uma abordagem psicanalítica do comportamento empreendedor e a Necessidade de Realização. Foi utilizado um modelo conceitual de potencial empreendedor oriundo da Necessidade de Realização com 12 características. Verificou-se que a TRI não costuma constar entre as técnicas estatísticas utilizadas para avaliar as características dos empreendedores. Para o desenvolvimento da escala, utilizou-se uma amostra de 664 estudantes brasileiros e 100 empresários de Alagoas e 103 itens. Foram utilizados o Modelo Logístico de 2 Parâmetros (ML2) e o Modelo de Resposta Gradual (MRG) da TRI. Os resultados dos dois modelos foram comparados e o MRG foi selecionado por apresentar melhores resultados. Obteve-se um banco de itens de 59 itens com cinco categorias de respostas. Foram interpretados dois níveis da escala para possibilitar inferências qualitativas do potencial empreendedor de indivíduos...

Empreendedorismo na Universidade do Minho. O potencial empreendedor dos diplomados do ensino superior numa perspectiva educativa

Marques, Ana Paula; Moreira, Rita
Fonte: Insituto de Sociologia da Universidade do Porto Publicador: Insituto de Sociologia da Universidade do Porto
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
513.6272%
Nos últimos anos, em Portugal como no resto da Europa, o empreendedorismo apresenta-se cada vez mais como uma das vias possíveis de acesso ao mercado de trabalho, podendo mesmo constituir uma modalidade alternativa de (re)inserção profissional particularmente importante para os jovens com qualificações superiores. Nesse sentido, entende-se que o empreendedorismo coloca novos e importantes desafios à Universidade que estão relacionados com a sua capacidade de, juntamente com outros actores (económicos, sociais, políticos, etc.), desenvolver o espírito empreendedor e uma cultura empreendedora e de inovação. Face à centralidade desta temática, neste artigo avançam-se os resultados preliminares obtidos no diagnóstico sobre o potencial empreendedor dos licenciados da Universidade do Minho. Baseado nas 283 respostas dos licenciados de diversas áreas científicas que concluíram o curso, entre 2002 e 2008, pretende-se, a partir de vários factores co-explicativos de segmentação do mercado laboral (curso, fileira científica, género, etc.) analisar o potencial explicativo de comportamentos diferenciados em relação ao emprego e ao empreendedorismo (e.g. propensão para o empreendedorismo, empresalidade...

Transição para o mercado de trabalho : empreendedorismo numa perspectiva de género

Marques, Ana Paula; Moreira, Rita
Fonte: Associação Portuguesa de Profissionais em Sociologia Industrial, das Organizações e do Trabalho. Publicador: Associação Portuguesa de Profissionais em Sociologia Industrial, das Organizações e do Trabalho.
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Publicado em /05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
513.6272%
Nos últimos anos, em Portugal como no resto da Europa, o empreendedorismo tem sido perspectivado como uma das vias possíveis de acesso ao mercado de trabalho, podendo mesmo constituir uma modalidade alternativa de transição profissional, particularmente importante para os jovens com qualificações superiores. Entende-se que o empreendedorismo coloca novos e importantes desafios à Universidade relacionados com a sua capacidade de, juntamente com outros actores colectivos (e.g. económicos, sociais, políticos), desenvolver o espírito empreendedor e uma cultura de inovação. Igualmente, em termos de políticas públicas nos domínios económicos e empresariais, o fomento ao empreendedorismo feminino surge como um factor de mobilização das mulheres para a vida económica activa, bem como uma estratégia de apoio a iniciativas empresariais, particularmente propícias à promoção dos factores da igualdade entre homens e mulheres. Neste sentido, perante um perfil de diplomado predominantemente feminino em muitas áreas do conhecimento do Ensino Superior, importa analisar a relação entre características empreendedoras, recursos sociais, académicos e profissionais e o contexto económico, social e cultural envolvente...

Estratégias de inserção profissional dos jovens potenciais empreendedores da Universidade do Minho

Magalhães, Susana Marlene Rodrigues
Fonte: Universidade do Minho Publicador: Universidade do Minho
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2012 Português
Relevância na Pesquisa
505.57234%
Dissertação de mestrado em Sociologia (área de especialização em Organizações e Trabalho); Nos últimos tempos, em Portugal, o empreendedorismo apresenta-se cada vez mais como uma das possíveis vias de acesso ao mercado de trabalho, podendo mesmo constituir uma opção alternativa de inserção profissional, que se figura importante para os jovens licenciados. A presente dissertação, intitulada “Estratégias de inserção profissional dos jovens potenciais empreendedores da Universidade do Minho”, procurou desenvolver um estudo a respeito do empreendedorismo enquanto mecanismo de resposta à inserção profissional. Para além da apresentação do empreendedorismo enquanto opção individual, destaca-se o papel que as instituições de ensino superior devem assumir no desenvolvimento do espírito empreendedor dos seus alunos. Esta dissertação discute, assim, o empreendedorismo no seio dos jovens licenciados que revelaram ter potencial empreendedor. Assumimos aqui o conceito de potencial empreendedor como sendo a manifestação de vontade/desejo por parte dos jovens licenciados, em algum momento da sua trajetória profissional, de vir a criar o seu próprio emprego ou ser trabalhador independente, mesmo que tal não se tenha concretizado. Realizamos...

Contributos da Universidade para a promoção do potencial empreendedor dos estudantes

Cabral, Maria Leonor Pereira Coutinho Ferreira
Fonte: Universidade Católica Portuguesa Publicador: Universidade Católica Portuguesa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em /06/2012 Português
Relevância na Pesquisa
522.85375%
O empreendedorismo é, atualmente, considerado um fenómeno determinante no desenvolvimento da economia de um país. Ao longo dos anos, foram várias as teorias psicológicas que se centraram na investigação das caraterísticas que estão na base de um empreendedor de sucesso. É inegável o impacto que o empreendedorismo tem nos locais de ensino sendo este um contexto propício ao desenvolvimento do espírito empreendedor. O presente estudo teve como três objetivos: caraterizar o potencial empreendedor dos estudantes, tendo em conta diferentes áreas de ensino, caraterizar o grau de participação e perceção de aproveitamento dos estudantes às atividades propostas pela Universidade e a análise da relação do potencial empreendedor com as seguintes variáveis académicas: área de ensino, atividades de ensino e atividades de extensão universitária. A recolha de dados foi realizada junto de 333 alunos do 3º ano de uma universidade do Grande Porto. Os instrumentos utilizados foram o IAPE - Inventário de Avaliação do Potencial Empreendedor (Santos, Caetano & Curral, 2010) e uma Lista de Atividades propostas pela universidade que visam a promoção do potencial empreendedor. Os principais resultados sugerem que se verificam diferenças significativas no potencial empreendedor dos estudantes de diferentes áreas de ensino. Por outro lado...

Atitude dos estudantes universitários face ao empreendedorismo: Como identificar o potencial empreendedor?

Santos, Susana Correia; Caetano, António; Curral, Luís
Fonte: Universidade de Lisboa Publicador: Universidade de Lisboa
Tipo: Artigo de Revista Científica
Publicado em //2010 Português
Relevância na Pesquisa
727.24375%
Este trabalho focaliza-se nas atitudes dos estudantes universitários face ao empreendedorismo apresentando um modelo teórico do potencial empreendedor, construído com base numa revisão de literatura em que se procura sistematizar as principais características psicológicas diferenciadoras do indivíduo empreendedor: as motivações empreendedoras; as competências psicológicas; as competências sociais; e as competências de gestão. No âmbito de um projecto em desenvolvimento, o constructo de potencial empreendedor foi operacionalizado através de um Inventário de Avaliação do Potencial Empreendedor (IAPE©) e testado numa amostra de estudantes universitários de Ciências Sociais, da Saúde, de Gestão e das Tecnologias (N = 521). Os resultados evidenciam que existem diferenças significativas entre os estudantes universitários nas quatro dimensões do potencial empreendedor. Complementarmente, desenvolveu-se e testou-se o Índice do Potencial Empreendedor (IPE), cujo algoritmo se apresenta neste trabalho, bem como os seus resultados. Na amostra utilizada, os estudantes de Ciências da Gestão são os que apresentam um valor médio de IPE mais elevado. Em termos de aplicação, o IAPE© e o IPE são duas ferramentas para a promoção do empreendedorismo nas universidades...

Rumo à Universidade empreendedora : o potencial empreendedor dos alunos do ISEG

Pinto, Isabel Cristina Carmo Costa
Fonte: Instituto Superior de Economia e Gestão Publicador: Instituto Superior de Economia e Gestão
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
515.0022%
Mestrado em Marketing; A relevância do empreendedorismo e inovação é cada vez mais evidente devido ao papel fundamental que desempenham na sociedade e economia, o que tem tornado esta temática num importante alvo de estudo. A procura pela compreensão do espírito de iniciativa desde a sua origem tem sido crescente, no sentido de perceber qual a melhor forma de estimular cada vez mais e melhores empreendedores. Neste sentido, impõe-se a necessidade de perceber os fatores que levam à intenção de empreender e também de refletir sobre a inserção desta temática desde cedo na vida académica dos indivíduos, como parte complementar da sua aprendizagem. A universidade empreendedora torna-se assim um ponto incontornável nesta temática e um alvo de estudo devido ao papel central que desempenha no empreendedorismo e consequente necessidade de adaptação a tamanha responsabilidade. Perante a frequente dificuldade das universidades de adequar a sua oferta nesta área, no sentido de se tornarem mais empreendedoras, este estudo teve como objetivo principal a compreensão do potencial empreendedor dos alunos de uma Instituição de Ensino Superior específica. Com base na teoria sobre a formação de intenções empreendedoras...

Oportunidades de negócio e potencial empreendedor em estudantes do ensino superior

Lousa, João Filipe Teopisto
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2011 Português
Relevância na Pesquisa
500.6412%
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos; Esta dissertação baseia-se no estudo de caso de um concurso nacional de empreendedorismo desenvolvido por Associações de Estudantes para estudantes universitários: o Concurso Nacional de Empreendedorismo “Atreve-te 2010”. Concorreram a esta iniciativa 36 estudantes universitários, organizados em grupos ou individualmente, perfazendo um total de 23 ideias de negócio a concorrer que após avaliação dos pré-requisitos de candidatura perfaz um total de 19 ideias finalistas. Os promotores das ideias de negócio responderam ao Inventário de Avaliação do Potencial Empreendedor (IAPE) (Santos e Caetano, 2010) e apresentaram a sua ideia de negócio por escrito. Estes foram os dois instrumentos de recolha de dados. As ideias de negócio foram depois avaliadas por um júri independente que premiou os três primeiros projectos: Silicolife, Gula e TouchCity. Aos resultados obtidos pelo Índice de Avaliação de Potencial empreendedor, analisando as suas 11 subdimensões, podemos observar que a capacidade para desenvolver a rede social é a subdimensão com uma média de resposta mais elevada (M = 4, 49) e a inteligência emocional é a subdimensão com uma média mais reduzida (M=3,66). Note-se que todos os valores médios estão acima do ponto médio da escala. Quanto às estatísticas descritivas das 4 dimensões avaliadas também pelo IAPE...

Early stages in the entrepreneurship nexus : business opportunities and individual characteristics

Santos, Susana Helena Correia
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Tese de Doutorado
Publicado em //2013 Português
Relevância na Pesquisa
520.66645%
A Thesis presented in partial fulfillment of the Requirements for the Degree of Doctor in Human Resources Management and Development / JEL Classification System: L2 - Firm Objectives, Organization, and Behavior; L26 – Entrepreneurship; This thesis focuses on the individual-opportunity nexus in the early stages of the entrepreneurship process, and includes five empirical studies. The aim of Study 1 was to contribute to the explanation of cognitive maps during the early stages of entrepreneurship. Results suggest that individuals with greater entrepreneurial experience have richer, clearer and simpler cognitive maps. Study 2 sought to obtain evidence concerning the basic dimensions included in cognitive prototypes pertaining to opportunity recognition and decision to launch a new venture. For the “business opportunity” prototype these are utility and distinctiveness while for the decision to launch a new venture, the basic dimensions are feasibility and motivational aspects. The two studies mentioned above focused on the opportunity side of the nexus. For the individual side of the nexus, we focused on the entrepreneurial potential construct applied in different contexts. With Study 3, we put forward a theoretical model for the entrepreneurial potential construct. Through six research steps...

Perfil dos potenciais novos empreendedores e a mais-valia da formação profissional institucional, no concelho de Oeiras

Alves, Ana Paula Lopes dos Santos
Fonte: Instituto Universitário de Lisboa Publicador: Instituto Universitário de Lisboa
Tipo: Dissertação de Mestrado
Publicado em //2014 Português
Relevância na Pesquisa
522.51973%
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos; Este trabalho teve como propósito verificar qual o perfil dos potenciais novos empreendedores e a mais-valia da formação profissional institucional. Pretendeu-se de igual modo aferir qual a influência do potencial empreendedor no início de um negócio e a correlação existente entre formação académica e potencial empreendedor. A verificação de perfil foi operacionalizado através do Inventário de Avaliação do Potencial Empreendedor [IAPE©] e testado numa amostra [n=50] de indivíduos em formação profissional no concelho de Oeiras. Os resultados evidenciaram um perfil médio de potencial empreendedor, sem grandes oscilações entre as suas dimensões, apontando para uma necessidade de melhoria em, Motivações Empreendedoras e Competências Psicológicas. O potencial empreendedor não revelou influência significativa no início do negócio. Aplicado o teste para definição da correlação entre formação académica e potencial empreendedor, verificou-se que quanto maior o grau académico, mais baixo o potencial empreendedor. Em termos de aplicação este trabalho pretendeu deixar algumas pistas sobre o perfil desta população específica e qual o modelo de formação profissional a ser aplicado de modo a por um lado potenciar as suas competências e por outro preencher as apuradas em falta.; This work was carried out to verify what was the profile of the potential new entrepreneurs and the added value of institutional vocational training. Similarly it was intended to assess the influence of entrepreneurial potential at the beginning of a business and the correlation between academic training and entrepreneurial potential. The verification of the profile was operationalized through the Potential Entrepreneur Assessment Inventory (PEAI©) and tested on a sample [n=50] of individuals attending vocational training in the municipality of Oeiras. The results showed an average profile of entrepreneurial potential...

Desenvolvimento de uma escala para medir o potencial empreendedor utilizando a Teoria da Resposta ao Item (TRI)

Alves,Luciano Ricardo Rath; Bornia,Antonio Cezar
Fonte: Universidade Federal de São Carlos Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2011 Português
Relevância na Pesquisa
719.2914%
Diversas variáveis estão relacionadas ao desenvolvimento da atividade empreendedora, verifica-se, entre elas, a importância do agente empreendedor. Dos estudos que contribuem para o seu entendimento, este segue a linha que defende que o empreendedor tem características e traços de personalidade singulares em relação à população, os quais são propícios ao sucesso do empreendedorismo. O objetivo deste trabalho é desenvolver uma escala para medir o potencial empreendedor utilizando a Teoria da Resposta ao Item. Foi utilizado o modelo logístico de dois parâmetros da TRI. As estimativas dos parâmetros foram obtidas a partir da amostra com 764 pessoas que responderam a um instrumento composto por 103 itens. A curva de informação e do erro padrão do teste e a interpretação qualitativa de níveis da escala permitiram determinar o intervalo mais apropriado para utilização do instrumento. Os resultados mostraram que a escala é mais adequada para avaliar indivíduos com baixo até moderadamente alto potencial empreendedor. Por isso, sugere-se que novos itens sejam incorporados ao instrumento para mensurar e interpretar níveis ainda mais elevados. A Teoria da Resposta ao Item permite que novos itens sejam calibrados a fim de mensurar os empreendedores com alto potencial empreendedor...

Relação entre potencial empreendedor e estilo de tomada de decisão em proprietários de micro e pequenas empresas

Passos, Janaína Sousa Loureiro
Fonte: Universidade Federal do Paraná Publicador: Universidade Federal do Paraná
Tipo: Dissertação Formato: 114 f. : il., tabs.; application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
519.23887%
Orientadora : Profª. Drª. Natália Rese; Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Administração. Defesa: Curitiba, 31/03/2015; Inclui referências : fls. 96-105; Resumo: O estudo de processo decisório é apontado como parte indispensável para a compreensão da maneira pela qual as organizações agem, conforme destacou Hambrick (1984). Os estudos que têm foco nos top managers e em grandes organizações são foco da maioria dos trabalhos no campo de processo decisório. Porém, as pequenas empresas são focos de diferentes estudos na área de estratégia, englobando diferentes perspectivas para a sua compreensão. O empreendedorismo é encontrado em grande parte destes estudos, pois a figura do proprietário de pequenas empresas é objeto de estudo neste campo. Quando se trata de empreendedorismo, a busca pela compreensão do empreendedor por meio da observação deste ator e suas características, pode ser norteadora para se fazer pesquisas na área, como é o caso do estudo dos autores Carland, Carland e Hoy (1992). Para compreender a dinâmica das pequenas empresas tendo como foco a observação de seu ator principal, o proprietário...

Fatores diferenciadores do potencial empreendedor dos estudantes da Escola Superior Agrária de Bragança

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
721.7061%
Do ponto de vista económico, um empreendedor é um indivíduo que está motivado para ser inovador, é agente de mudança e de criação de riqueza, acrescenta valor aos recursos e a outros ativo sendo encarado como uma pessoa que sabe identificar as oportunidades de negócio e os nichos do mercado. Este estudo é do tipo cross-section e teve como objetivo identificar fatores diferenciadores do potencial empreendedor em 50 estudantes da Escola Superior Agrária de Bragança. Para a recolha de dados foi utilizada a escala Entrepreneurial Potential Indicator. A maioria era do género feminino (78%); tinha 22 ou mais anos (56%), estudava em regime ordinário (84%); era proveniente da região Norte (84%), vivia em meio urbano (52%) e frequentava o 1º ciclo de estudos (82%). Mais de metade dos inquiridos apresentou competências empreendedoras (66%). Os fatores de capital humano, nomeadamente, o regime de frequência, ano e ciclo de estudos, mostram não estar associados ao potencial empreendedor. O mesmo resultado foi obtido tendo em conta os fatores sociodemográficos. Contudo, os resultados revelaram a existência de uma relação de causa e efeito entre as características “Propensão ao risco” e “Autocontrolo” e o potencial empreendedor. Todas as dimensões consideradas designadamente...

Fatores diferenciadores do potencial empreendedor dos estudantes da Escola Superior Agrária de Bragança.

Ribeiro, Maria Isabel; Fernandes, António
Fonte: Instituto Politécnico de Bragança Publicador: Instituto Politécnico de Bragança
Tipo: Conferência ou Objeto de Conferência
Português
Relevância na Pesquisa
721.7061%
Do ponto de vista económico um empreendedor é um indivíduo que está motivado para ser inovador, é agente de mudança e de criação de riqueza, acrescentando valor aos recursos e a outros ativos, sendo, normalmente, encarado como uma pessoa que sabe identificar as oportunidades de negócios e os nichos do mercado. Este estudo é do tipo cross-section e teve como objetivo identificar fatores diferenciadores do potencial empreendedor em 50 estudantes da Escola Superior Agrária de Bragança. Para a recolha de dados foi utilizada a escala Entrepreneurial Potential Indicator. A maioria era do género feminino (78%); tinha 22 ou mais anos (56%), estudava em regime ordinário (84%); era proveniente da região Norte (84%), vivia em meio urbano (52%) e frequentava o 1º ciclo de estudos (82%). Mais de metade dos inquiridos apresentou competências empreendedoras (66%). Os fatores, de capital humano, considerados, nomeadamente, o regime de frequência, ano e ciclo de estudos, mostram não estar associados ao potencial empreendedor. O mesmo resultado foi obtido tendo em conta os fatores sociodemográficos. Contudo, os resultados revelaram a existência de uma relação de causa e efeito entre as características “Propensão ao risco” e “Autocontrolo” e o potencial empreendedor. Todas as dimensões consideradas designadamente...

Estudo do potencial empreendedor dos acadêmicos do 7º período do curso de Educação Física da Universidade Federal de Viçosa

Lobato,Paulo Lanes; Carmo,Dilermando Duarte do
Fonte: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto Publicador: Faculdade de Desporto da Universidade do Porto
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/11/2009 Português
Relevância na Pesquisa
715.0022%
O Profissional de Educação física vem enfrentando mudanças significativas no contexto do mundo do trabalho. Por isso conhecer e saber da importância do empreendedorismo assume um papel importante para esse novo profissional frente as exigências do mercado de trabalho. Assim, este estudo objetiva verificar o potencial empreendedor dos acadêmicos do 7º período de educação física da UFV e relacioná-los ao estudo feito por Daher (2004), verificando as alterações no potencial empreendedor. A amostra foi composta por 50 acadêmicos, na faixa etária de 20 a 28 anos. Os dados foram obtidos através da aplicação de um questionário que avalia o potencial empreendedor do indivíduo. O tratamento estatístico utilizado foi a estatística descritiva como distribuição de freqüência, média e desvio-padrão. Os resultados indicaram que 78% dos respondentes apresentaram “potencial transitório” tendo sido inferior ao apresentado quando ingressaram no curso em 2004, que foi de 85%. Com a análise comparativa dos dados e a interpretação de suas variáveis, verifica-se a necessidade de melhoria na capacitação gerencial para lançarem-se no mundo dos negócios. Sugere-se que novos estudos sejam realizados buscando alternativas para melhorar a relação entre formação profissional e a realidade de atuação dos profissionais de educação física.

Atitude dos estudantes universitários face ao empreendedorismo: Como identificar o potencial empreendedor?

Santos,Susana Correia; Caetano,António; Curral,Luís
Fonte: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education Publicador: INDEG-IUL - ISCTE Executive Education
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/10/2010 Português
Relevância na Pesquisa
725.2642%
Este trabalho focaliza-se nas atitudes dos estudantes universitários face ao empreendedorismo apresentando um modelo teórico do potencial empreendedor, construído com base numa revisão de literatura em que se procura sistematizar as principais características psicológicas diferenciadoras do indivíduo empreendedor: as motivações empreendedoras; as competências psicológicas; as competências sociais; e as competências de gestão. No âmbito de um projecto em desenvolvimento, o constructo de potencial empreendedor foi operacionalizado através de um Inventário de Avaliação do Potencial Empreendedor (IAPE©) e testado numa amostra de estudantes universitários de Ciências Sociais, da Saúde, de Gestão e das Tecnologias (N = 521). Os resultados evidenciam que existem diferenças significativas entre os estudantes universitários nas quatro dimensões do potencial empreendedor. Complementarmente, desenvolveu-se e testou-se o Índice do Potencial Empreendedor (IPE), cujo algoritmo se apresenta neste trabalho, bem como os seus resultados. Na amostra utilizada, os estudantes de Ciências da Gestão são os que apresentam um valor médio de IPE mais elevado. Em termos de aplicação, o IAPE© e o IPE são duas ferramentas para a promoção do empreendedorismo nas universidades...