Página 1 dos resultados de 3367 itens digitais encontrados em 0.004 segundos

Análise computacional da expressão gênica no parasita protostomado Schistosoma mansoni.; Computational analysis of gene expression in the parasite protostome Schistosoma mansoni

Venancio, Thiago Motta
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 14/02/2008 Português
Relevância na Pesquisa
69.101157%
Schistosoma mansoni é um dos agentes causadores da esquistossomose, doença infecciosa negligenciada que afeta milhões de pessoas no mundo. É um platelminto parasitário dióico, com um complexo ciclo de vida, composto de seis estágios. Nos últimos cinco anos, projetos de seqüenciamento em larga escala de etiquetas de genes expressos (ESTs) de Schistosoma geraram uma quantidade razoável de dados que ainda pode ser mais bem explorada. O objetivo central deste trabalho é analisar computacionalmente a expressão gênica de S. mansoni, sob três focos distintos: (i) micro-arranjos de DNA, para os quais descrevemos o desenho e análise de dados de uma plataforma de cDNA (4,600 elementos) e outra de oligonucleotídeos (44,000 elementos). Estão também descritas diversas ferramentas de análise que implementamos e são amplamente usadas em nosso grupo. Os micro-arranjos têm servido de base para vários projetos, como o estudo da resposta do parasita a hormônios e drogas e expressão gênica durante o ciclo de vida. (ii) Identificação in silico de pares de transcritos senso- antisenso com possível ação em trans, potencialmente importantes na regulação gênica. (iii) Análises da coleção de ESTs existentes sob uma perspectiva evolutiva. Através dessa abordagem encontramos genes importantes como um possível inibidor de angiogênese e um regulador da via do mevalonato...

Enzima purina nucleosideo fosforilase de Schistosoma Mansoni: estruturas cristalográficas, estudos cinéticos e descoberta de novos ligantes; Purine nucleoside fosforilase from Schistosoma Mansoni: crystal structure, knetics, studies and ligands search

Pereira, Humberto D'Muniz
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 22/12/2003 Português
Relevância na Pesquisa
69.149487%
O parasita Schistosoma mansoni não possui a via de síntese de bases púricas e depende integralmente da via de salvação de purinas para o seu requerimento de purinas. Uma das enzimas participantes desta via é a Purina Nucleosídeo Fosforilase (PNP) (E.C. 2.4.2.1). A PNP catalisa a fosforólise reversível de nucleosídeos de purina para gerar a base correspondente e ribose-1-fosfato. No Projeto Genoma de Schistosoma mansoni, o gene para esta enzima foi identificado.O cDNA para a PNP de S. mansoni (SmPNP), possui 1055pb e codifica para uma proteína de 287 aminoácidos, que possui 49% de identidade quando comparada a PNP de eritrócitos humana ou de Baco bovino. O gene foi clonado no vetor de expressão pMAL C2G, e expresso na forma de uma proteína de fusão, com MBP (80mg/L). Após a purificação da proteína de fusão, a clivagem proteolítica das duas proteínas foi realizada utilizando-se o Factor Xa. A SmPNP foi então purificada utilizando uma coluna de troca catiônica. Foram determinadas as constantes catalíticas para a fosforólise de inosina pela SmPNP, as quais são 3?M para o KM e 222 s-1para o kcat. O valor para o KM é O menor já descrito para uma PNP de baixa massa molecular. Foram obtidos cristais da SmPNP utilizando 18-24 % de PEG 1500...

A proteína ligadora dos ácidos graxos Sm14 de Schistosoma mansoni: estrutura gênica, polimorfismo, expressão heteróloga em E. coli e significado estrutural e funcional das suas formas polimórficas e mutantes; The Sm14 Schistosoma mansoni fatty acid binding protein: gene structure, polymorphism, heterologus expression in E. coli and structure-functional study of her polymorphic and mutant forms

Ramos, Celso Raul Romero
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/03/2002 Português
Relevância na Pesquisa
69.247793%
A esquistossomose é a mais importante das doenças helmínticas humanas em termos de morbidez e mortalidade. A proteína Sm14 de Schistosoma mansoni, que pertence à família de proteínas ligadoras de ácidos graxos (fatty acid-binding proteins, FABPs) (Moser et al., 1991), mostrou um bom nível de proteção (65%) contra a esquistossomose em animais experimentais (Tendler et al., 1996). No presente trabalho foram desenvolvidos sistemas de expressão que possibilitará a produção da proteína Sm14 em larga escala em E.coli. Com o intuito de conhecer a estrutura do gene da proteína Sm14, foi clonado um fragmento de DNA genômico de S. mansoni que contém a seqüência codificante da proteína Sm14. Como os outros membros da família gênica das FABP, o gene para a proteína Sm14 contém quatro "exons" separados por três "introns" de 674, 585 e 42 bp. Esta é a primeira descrição da estrutura gênica de um membro das FABP correspondente a um helminto. A Sm14 é uma proteína que pode ser potencialmente usada como vacina. Estudamos a existência de polimorfismo em duas linhagens de S. mansoni endêmicas do Brasil: LE e BH. Para a análise de polimorfismo, a ORF correspondente à proteína Sm14 foi amplificada por RT-PCR do RNA total de vermes adultos de S. mansoni. Os produtos de amplificação independentes foram clonados no vetor pGEM-T e seqüenciados. As análises de seqüências mostraram duas isoformas principais para a proteína Sm14: Sm14-M20...

Descrição do gene do receptor de TNF-α Schistosoma mansoni e efeito do TNF-α humano na expressão gênica do parasita; Description of the TNF-α receptor gene in Schistosoma mansoni and the effect of human TNF-α on the parasite's gene expression

Santos, Katia Cristina Pereira Oliveira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 30/09/2009 Português
Relevância na Pesquisa
69.180767%
O parasita Schistosoma mansoni é um dos principais causadores da esquistossomose, doença que acomete 200 milhões de indivíduos no mundo. O parasita possui um complexo ciclo de vida composto de seis estágios evolutivos em dois hospedeiros. S. mansoni possui um sofisticado sistema de interação com seus hospedeiros de modo a escapar da resposta imune e interagir com moléculas produzidas por eles. Alguns trabalhos na literatura descreveram o efeito do TNF-α humano sobre o processo de ovoposição do parasita adulto. Nosso trabalho teve por objetivo analisar o perfil de expressão gênica do S. mansoni ao longo de seus estágios de desenvolvimento, avaliar o efeito do TNF-α humano sobre o perfil de expressão gênica do parasita em dois estágios de desenvolvimento e descrever o gene homólogo ao receptor de TNF-α humano em S. mansoni. Para isso, duas plataformas de microarrays distintas foram utilizadas: uma composta por 4000 sondas de cDNA dupla fita produzida pelo nosso grupo de pesquisa e a outra, composta por 44000 sondas de oligonucleotídeos desenhadas pelo nosso grupo e produzida pela empresa Agilent Technologies. Com estas plataformas foi detectada a expressão de 5798 genes em vermes adultos, sendo que 156 genes apresentavam a transcrição nas fitas senso e anti-senso; 6 destes tiveram confirmadas a transcrição nas duas fitas por transcrição reversa fita específica seguida de PCR em Tempo Real. Adicionalmente foram identificados 229 genes diferencialmente expressos entre vermes adultos machos e fêmeas. A análise de expressão gênica entre 5 estágios de desenvolvimento do parasita mostrou dois tipos de conjuntos de dados: (i) 1423 genes diferencialmente expressos entre dois estágios subseqüentes de desenvolvimento e (ii) 342 genes com expressão enriquecida em um estágio exclusivamente. 68 destes são transcritos intrônicos que não possuem potencial codificador de proteinas. Um gene ortólogo ao receptor de TNF-α humano (SmTNFR) foi clonado e sequenciado. O transcrito SmTNFR possui 1967pb e codifica uma proteína de 599 aminoácidos. Outros 9 genes codificando elementos conservados da via de sinalização de TNF-α também foram identificados no conjunto de ESTs público...

Determinação estrutural e funcional da enzima 5´-deoxi-5´-metiltioadenosina Fosforilase de Schistosoma mansoni; Structural and Functional Determination of 5´-deoxy-5´-methylthioadenosine Phosphorylase enzyme from Schistosoma mansoni

Souza, Juliana Roberta Torini de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
69.165386%
As doenças parasitárias são uma das maiores causas de morte em países em desenvolvimento, e recebem pouca ou nenhuma atenção das indústrias farmacêuticas para o desenvolvimento de terapias. A esquistossomose mansoni também conhecida como barriga d´água ou doença do caramujo é uma doença parasitária crônica que afeta aproximadamente 207 milhões de pessoas no mundo sendo aproximadamente 6 milhões somente no Brasil. Os medicamentos disponíveis no mercado causam graves efeitos colaterais. Além disso, há relatos de cepas de S. mansoni resistentes à esses medicamentos, justificando assim a busca por novos fármacos. O Schistosoma mansoni não possui a via de novo para a biosíntese de bases púricas e depende integralmente da via de salvação para o suprimento dessa. Assim, este trabalho teve como objetivo determinar as constantes catalíticas e a estrutura tridimensional da MTAP (EC 2.4.2.28), enzima esta que participam da via de salvação de purinas, e é desta forma essencial para a reprodução do parasita. Esta enzima foi expressa de forma heteróloga, purificada e cristalizada. A proteína foi submetida à ensaios cinéticos em sistema acoplado, onde foram determinadas as constantes catalíticas. A proteína foi também cristalizada em condições que continham 100 mM de Bis-tris ou MES com pH variando entre 6...

Identificação de proteínas modificadas por fosforilação em Schistosoma mansoni após tratamento com TNF-α humano; Identification of proteins modified by phosphorylation after treatment of Schistosoma mansoni with human TNF-alpha

Carvalho, Mariana Lombardi Peres de
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 13/02/2015 Português
Relevância na Pesquisa
69.21617%
Esquistossomose é uma das doenças parasitárias com maior incidência mundial. Schistosoma mansoni, a única espécie encontrada no Brasil, tem um ciclo de vida complexo que inclui seis estágios de desenvolvimento distintos e dois hospedeiros, sendo um deles o homem. Nosso grupo identificou um gene que codifica um receptor que possui homologia com o receptor de TNF-α humano em S. mansoni (SmTNFR) e descrevemos o efeito in vitro da citocina humana TNF-α sobre a expressão gênica em larga escala no parasita. A via de sinalização através da qual o TNF-α atua sobre o parasita permanece desconhecida. Em humanos, o TNF-α, ao se ligar à isoforma do receptor que é mais semelhante ao SmTNFR, inicia uma cascata de fosforilação que conduz à ativação de diversas proteínas quinases que levam à ativação de fatores de transcrição. A nossa hipótese é a de que esta citocina humana atuaria no parasita de forma semelhante, resultando na alteração da expressão gênica do parasita observada em nosso trabalho anterior. No presente trabalho tivemos como objetivo verificar se há aumento de proteínas fosforiladas após o tratamento in vitro de vermes com o TNF-α humano, e identificá-las, elucidando a via de sinalização induzida por esta citocina em S. mansoni. A fim de identificar as proteínas que são significativamente diferencialmente fosforiladas após exposição de S. mansoni à citocina humana...

Estudo da atração miraxonal e da composição bioquimica da hemolinfa, da agua de condicionamento e da glandula do albumen de Biompharia glabrata e Biompharia tenagophila infectadas por Schistosoma mansoni

Luciane de Seta
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 26/07/1996 Português
Relevância na Pesquisa
69.10709%
Estudamos a atração miraxonal frente à moluscos Biomphalaria glabrata e Biomphalaria tenagophila infectados ou não pelo Schistosoma mansoni, sua água de condicionamento (SCW), sua hemolinfa e seu extrato da glândula do albúmen. Em síntese, pudemos observar que moluscos B. tenagophila infectados atraíram mais miracídios de S. mansoni S1 que os moluscos não infectados. O mesmo ocorreu com sua SCW, sua hemolinfa e também seu extrato da glândula do albúmen. O mesmo não ocorreu em B. glabrata infectada por S. mansoni, que apresentou uma nítida repelência aos miracídios BH. Em B. glabrata observamos que sua SCW atraiu mais miracídios de S. mansoni BH que o próprio molusco. Moluscos B. glabrata sadios atraíram mais miracídios que os moluscos infectados. Ao compararmos a atração miraxonal frente ao extrato da glândula do albúmen de moluscos sadios e infectados com sua SCW pudemos verificar que: 1) Os componentes do extrato da glândula do albúmen seriam quimioatraentes para os miracídios de S. mansoni; 2) O extrato da glândula do albúmen atraiu mais miracídios que sua SCW, independente dessa SCW ser de moluscos sadios ou infectados por S. mansoni. Paralelamente analisamos o conteúdo de aminoácidos livres da hemolinfa...

Suscetibilidade ao Schistosoma mansoni apresentada por biomphalaria glabrata infectada com angiostrongylus costaricensis; Biomphalaria glabrata susceptibility to Schistosoma mansoni infection in the presence of angiostrongylus costaricensis infection

Laura Rocha Guerino
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 26/09/2007 Português
Relevância na Pesquisa
69.259517%
Moluscos terrestres de várias espécies têm sido relatados como hospedeiros naturais do Angiostrongylus costaricensis. Experimentalmente, Biomphalaria glabrata pode ser utilizada como hospedeira intermediária deste nematódeo, responsável pela angiostrongilíase abdominal. Os moluscos se infectam pela ingestão ou penetração ativa das larvas L1 de A. costaricensis. O objetivo deste trabalho foi verificar a capacidade de atração exercida por B. glabrata infectada com A. costaricensis sobre miracídios de Schistosoma mansoni da linhagem BH e verificar a suscetibilidade de B. glabrata submetida à infecção concomitante com A. costaricensis e S. mansoni. Para o estudo da atração miraxonal utilizamos B. glabrata infectada com 120 larvas L1 de A. costaricensis e após 20 dias de infecção os moluscos foram utilizados nos experimentos. Nesses experimentos foi utilizado um artefato de vidro composto por duas câmaras unidas por um canal e preenchido com água declorada. Os moluscos ou sua água de condicionamento (SCW) foram colocados aleatoriamente em uma das câmaras e dez miracídios foram colocados no centro do canal e seu comportamento foi observado por 15 minutos. De acordo com os resultados obtidos, pudemos observar que B. glabrata infectada ou não com A. costaricensis ou sua SCW atraíram miracídios de S. mansoni. Verificamos ainda...

Ação de cordia verbenacea sobre schistosoma mansoni; Activity of cordia verbenacea on schistosoma mandoni

Tarsilia Ferraz Frezza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 17/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
69.101157%
A esquistossomose mansônica, doença parasitária debilitante causada pela espécie de trematódeo Schistosoma mansoni mata cerca de 280.000 pessoas ao ano. Atualmente, os fármacos empregados para tratamento (praziquantel - PZQ - e oxaminiquina) apresentam casos de tolerância e resistência, sendo necessária a criação de novos medicamentos. Nesse contexto, pesquisas com plantas medicinais consistem numa alternativa viável. Este trabalho se destinou a avaliar a ação de Cordia verbenacea sobre S. mansoni, por meio de testes in vitro e in vivo. Os testes in vitro foram realizados com 4 concentrações (50, 100, 200 e 400 ?g/mL) de óleo essencial (OE), fração aquosa (FAEE) e fração orgânica (FOEE), obtidas das partes aéreas da planta, com refracionamentos da FOEE e com o composto artemetina. A FOEE apresentou maior atividade esquistossomicida com as concentrações mais altas e foi refracionada. Do seu refracionamento, a fração 3 (F3) foi a que apresentou maior mortalidade. Ambas foram escolhidas para os testes in vivo nos quais camundongos Balb/c, infectados 45 ou 60 dias antes, receberam concentrações diferentes das frações (40, 100, 200 ou 300 mg/kg), em dose única por via oral. A avaliação da atividade das frações foi feita com base nos seguintes parâmetros: ação sobre os vermes adultos...

Levantamento malacológico do município de Monte Mor-SP, e testes de susceptibilidade dos moluscos a diferentes linhagens de Schistosoma mansoni; Malacological from Monte Mor-SP, and susceptibility testing of diferent strains of shelfish Schistosoma mansoni

Dante Ferreira de Oliveira
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 16/08/2013 Português
Relevância na Pesquisa
69.28028%
Estima-se que a esquistossomose, infecte cerca de 200 milhões de pessoas em 75 países em desenvolvimento no mundo. A larga dispersão dos moluscos transmissores e a relevância da migração interna como fator de instalação da esquistossomose mansônica tem sido um importante fator para se delinear estratégias de prevenção e controle. Do ponto de vista epidemiológico, é importante conhecer quais são as espécies de planorbídeos presentes em determinada região e seu potencial para instalação da doença. O objetivo desse estudo foi avaliar o panorama de distribuição de criadouros de moluscos planorbídeos no município de Monte Mor, SP, através de um levantamento malacológico em coleções de água doce, sua positividade para o Schistosoma mansoni, testar a suscetibilidade dos moluscos encontrados frente a linhagens distintas do trematódeo e como pesquisa complementar análise de fezes de indivíduos oriundos de áreas endêmicas de todo o país, que trabalham na agricultura local. O estudo de campo foi realizado com coletas de mosluscos pelo período de 4 meses em coleções de água doce, através de coletas exaustivas em coleções acessíveis. O material coletado foi analisado e identificado no Laboratório de Helmintologia da Unicamp. Através deste estudo foi possível concluir que existe uma vasta distribuição de moluscos no município de Monte Mor composta pelas espécies: Biomphalaria tenagophila...

Aspectos epidemiológicos e laboratoriais (Eosinófilos e IgE total) em portadores de Schistosoma mansoni e Geohelmintos.; Epidemiological aspects and laboratory (Eosinophils and total IgE) in patients with Schistosoma mansoni and Geohelminths.

Gama, Danielle Correia
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Biologia; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Biologia; Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.209824%
This study aimed to evaluate laboratory aspects (total IgE and eosinophils) in patients with Schistosoma mansoni and geohelminths in three localities in Rio Largo, Alagoas. Coprological survey was conducted in 3030 subjects and examined two slides for each stool sample by the Kato-Katz technique, blood count to determine the absolute and relative number of eosinophilic and quantification of serum total IgE using the automated chemiluminescence system (Automated Chemiluminescence Systems) ACS: 180 SIEMENS, adapted to the System II and MAGIC LITE using commercial kits in 547 individuals from three localities infested by the snail Biomphalaria glabrata, close to the river Mundaú and environmental similarities. The subjects were divided into four groups, G1 (co-infected with S. mansoni and geohelminths): n = 115 (21.02%) with mean age 21.18 ± 13.08 years, G2 (infected only by S. mansoni): n = 127 (23.22%) with mean age 29.59 ± 16.54 years; G3 (infected only by geohelminths): n = 149 (27.24%) with mean age 23.99 ± 15.52 years and G4 (negative for S. mansoni and geohelminths, the control group): n = 156 (28.52%) with mean age 25.44 ± 14.60 years. The parasitic load of S. mansoni was quantified and classified according to intensity of infection by the number of eggs per gram of feces detected. The study was approved by the Ethics Committee of the Federal University of Alagoas and implemented in accordance with the resolution MS-CNS 196/96. For processing and data analysis used the software SPSS 11.5. In all analysis was considered the 5% level of significance. The descriptive statistical analysis of qualitative and quantitative variables were performed by the distribution of relative frequencies and absolute position measurements (mean) and dispersion (standard deviation). He applied the normality test...

O fator de crescimento neuronal na infec??o por Schistosoma mansoni: estudo molecular, imunoenzim?tico e morfom?trico em modelo permiss?vel e n?o permiss?vel ? infec??o

SANTOS, Daniel Valle Vasconcelos
Fonte: Universidade Federal do Pará Publicador: Universidade Federal do Pará
Tipo: Tese de Doutorado
Português
Relevância na Pesquisa
69.15659%
A esquistossomose ? uma doen?a tropical causada, principalmente, pelo tremat?deo Schistosoma mansoni, sendo que sua ocorr?ncia afeta, mundialmente, 110 milh?es de pessoas. A deposi??o dos ovos do parasita pode ocorrer, de forma ect?pica, no sistema nervoso central (SNC) o qual leva ? forma??o de granulomas com consequente produ??o do Fator de Crescimento Neuronal (NGF). Uma vez que muitos estudos demonstram a import?ncia do NGF no desenvolvimento das vias corticais visuais, nosso estudo visou avaliar a poss?vel altera??o dos n?veis de NGF no sistema visual assim como o impacto deste sobre a morfologia de c?lulas piramidais em dois modelos animais. A altera??o na concentra??o do fator de crescimento assim como a morfometria neuronal foram avaliadas em animais permiss?veis (camundongos) e n?o permiss?veis (ratos) ? infec??o. Foram utilizados 174 ratos (Hooded Lister) e 135 camundongos albinos criados e mantidos em gaiolas e alimentados ad libitum. Esses animais foram inoculados, logo ap?s o nascimento, com 50 cerc?rias. Setenta e sete ratos e 73 camundongos foram inoculados com solu??o salina e constitu?ram o grupo controle do estudo. Os per?odos de infec??o abrangeram uma a 48 semanas. Amostras do f?gado e c?rtex visual foram retiradas...

Avaliação do controle e vigilância do hospedeiro intermediário do Schistosoma mansoni, no Vale do Ribeira, e observações do seu parasitismo; Evaluation of the control and survaillance of the Schistosoma mansoni intermediary host, in the Ribeira Valley, and observations on its parasitism

Guimarães, Marisa Cristina de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 31/01/2008 Português
Relevância na Pesquisa
69.15659%
Introdução - A esquistossomose é uma parasitose de grande relevância para a saúde pública. O Estado de São Paulo tem um perfil de baixa endemicidade, com transmissão focal. A região do Vale do Ribeira é uma das principais áreas endêmicas do Estado, e desde a década de 1980 se investiu muito em controle e vigilância da esquistossomose, principalmente em Itariri e Pedro de Toledo. Apesar dos esforços, verifica-se que antigas coleções hídricas com moluscos parasitados permanecem na região. Aspectos relativos ao hospedeiro intermediário da região suscitam considerações sobre os efeitos da infecção parasitária sobre sua biologia. Objetivos - Avaliar os dados de controle e vigilância do hospedeiro intermediário, em municípios do Vale do Ribeira, e observar os efeitos da infecção parasitária em Biomphalaria tenagophila de Itariri. Metodologia - Foram levantados dados epidemiológicos da esquistossomose, do período de 1981 a 2006, e dados das pesquisas planorbídicas, do período de 1997 a 2006, em municípios do Vale do Ribeira. Um estudo experimental foi conduzido para verificar os efeitos da infecção parasitária em espécimes de Biomphalaria tenagophila, procedentes de Ana Dias, Itariri. Delineamento experimental: 69 moluscos da geração (P) de laboratório formaram grupos controles e experimentais. Os moluscos experimentais se submeteram à infecção com 10 miracídios do Schistosoma mansoni - linhagem SJ. Variáveis observadas: fecundidade...

Avaliação do efeito do praziquantel associado a lipossomas em Schistosoma mansoni in vivo; Evaluation of the praziquantel in liposome effect in Schistosoma mansoni in vivo

Tarsila Ferraz Frezza
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 27/07/2007 Português
Relevância na Pesquisa
69.149487%
Para o tratamento da esquistossomose mansônica no Brasil, a Oxamniquina (OXA) e o Praziquantel (PRZ) são os fármacos escolhidos. O primeiro tem sua produção reduzida por causa dos efeitos colaterais, carcinogênicos e mutagênicos que apresenta. O segundo tem amplo espectro de atuação e baixa toxicidade, quando comparado ao OXA, mas tem a desvantagem de ser eliminado rapidamente pelo organismo. Além disso, tem ação dependente da idade do parasito e seu uso extensivo culmina na resistência do Schistosoma mansoni ao fármaco. Assim, o estudo de novas alternativas que tornem o PRZ mais disponível no organismo, com taxa de liberação mais adequada, é necessário. Uma dessas alternativas é sua incorporação ao lipossoma (LPZ). O presente trabalho teve por objetivo analisar o efeito do PRZ incorporado a LPZ (PRZ+LPZ) pela sua ação na sobrevida dos vermes adultos de S. mansoni, linhagem BH, e alteração na postura dos ovos além da sua ação na formação de granulomas no fígado. Foram testadas cinco doses de PRZ livre e PRZ+LPZ (40; 47; 60; 250 e 300 mg/kg) em camundongos Swiss, administradas por meio da tubagem esofágica, em dose única. Os lipossomas de fosfatidilcolina foram preparados pelo método da sonicação. Os camundongos foram divididos em dois grandes grupos (um deles foi tratado após 30 dias de infecção e o outro após 45 dias) sendo que em cada grupo...

Polimorfismo dos genes mitocondrial 16S rRNA e nuclear ITS-2 em populações de Biomphalaria tenagophilada bacia litorânea do estado de São Paulo e estudo da suscetibilidade dos caramujos ao Schistosoma mansoni; DNA polymorphism within 16S rRNA and ITS-2 genes of Biomphalaria tenagophilafrom coastal basin at São Paulo state Brazil and implications to infection by strains of Schistosoma mansoni

Raquel Gardini Sanches Palasio
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em /082013/22 Português
Relevância na Pesquisa
69.165386%
O planorbídeo Biomphalaria tenagophila (Orbigny, 1835) (Gastropoda: Planorbidae) é a espécie hospedeira intermediaria do Schistosoma mansoni Sambon, 1907 predominante no estado de São Paulo. No estado de São Paulo a espécie está relacionada com a transmissão da maioria dos casos autóctones de esquistossomose. Exemplares de B. tenagophila provenientes de várias localidades da bacia Litorânea Paulista foram analisados quanto ao polimorfismo de um trecho do gene mitocondrial rRNA16S e o segmento ITS2 que integra o cistron de DNA ribossômico nuclear. Paralelamente foi testada a suscetibilidade de populações de B. tenagophila das localidades de Itariri, Caraguatatuba, Ilha Bela e São Sebastião com linhagens diferenciadas de S. mansoni. As localidades amostradas representam pontos importantes na transmissão da esquistossomose no estado de São Paulo, devido as condições de infraestrutura, por serem áreas inundáveis e pela presença de contingente humano de outras áreas do Brasil. Nesta situação, destacam-se o município de Itariri, onde ocorreram os maiores números de casos de esquistossomose no Vale do Ribeira e os municípios de Caraguatatuba e São Sebastião que ao longo dos anos vem tendo um aumento no número de casos autóctones. Do total de 1635 espécimes de Biomphalaria coletados nas coleções de água doce do Litoral Norte e Sul do estado de São Paulo observamos a predominância de 84% da espécie B. tenagophila e 16% da espécie Biomphalaria straminea (Dunker...

Efeito do extrato de Piper tuberculatum sobre o Schistosoma mansoni da linhagem BH; The effect of the extract of the Piper tuberculatum on the BH strain of Schistosoma mansoni

Luciana Franceschi Simões
Fonte: Biblioteca Digital da Unicamp Publicador: Biblioteca Digital da Unicamp
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 11/12/2009 Português
Relevância na Pesquisa
69.26793%
A esquistossomose é uma doença parasitária grave e de larga distribuição geográfica, que acomete cerca de 200 milhões de pessoas no mundo e ao menos 600 milhões vivem em área de risco. No Brasil a doença é conhecida por xistosa ou barriga d´água e é causada pelo Schistosoma mansoni, verme que se abriga na veia porta e nas veias do plexo mesentérico do hospedeiro. Estima-se seis milhões de infectados no país e cerca de vinte milhões de pessoas vivendo em áreas de risco de infecção. Atualmente o tratamento da esquistossomose é baseado no uso de dois medicamentos: a oxamniquina e o praziquantel, sendo que apenas o último apresenta atividade sobre todas as espécies de Schistosoma que parasitam o homem. A busca de novos medicamentos para o tratamento dessa parasitose é relevante devido ao aparecimento de linhagens do verme tolerantes e resistentes aos fármacos disponíveis. O uso de plantas medicinais vem sendo apontado como alternativa no tratamento de parasitoses e aplicações em outras doenças. Por apresentarem fácil aceitabilidade, boa disponibilidade e baixo custo, extratos de plantas vêm sendo estudados e utilizados em experimentos para tratamento de várias moléstias. Neste trabalho avaliou-se o efeito e a ação esquistossomicida do extrato de Piper tuberculatum sobre o Schistosoma mansoni da linhagem BH. P. tuberculatum...

Infecção natural de pequenos mamíferos por Schistosoma mansoni, na represa de Americana (São Paulo, Brasil); Natural infection of small mammals with Schistosoma mansoni, at the Americana Reservoir (S. Paulo, Brazil)

Kawazoe, Urara; Dias, Luiz Candido de Souza; Piza, José de Toledo
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/1978 Português
Relevância na Pesquisa
69.116846%
No período de janeiro de 1972 a agosto de 1975, nas margens da Represa de Americana (= Represa de Salto Grande), Brasil, em locais onde foi constatada a infecção por Schistosoma mansoni no homem e em Biomphalaria tenagophila, foram capturados 124 pequenos mamíferos: 44 exemplares de Cavia aperea aperea; 9 de Didelphis albiventris; 7 de Holochilus brasiliensis leucogaster; 39 de Lutreolina crassicaudata; 3 de Mus musculus brevirostris; 14 de Oryzomys nigripes eliurus; 1 de Oryzomys subflavus; 4 de Rattus rattus e 3 de Zygodontomys brachyurus. Verificou-se a infecção natural por S. mansoni em 2 exemplares de D. albiventris, em 3 de H. b. leucogaster e em 5 de L. crassicaudata. Estudou-se nestes animais a presença de elementos esquistossomóticos nas fezes e no intestino, bem como a distribuição e sexo de vermes adultos no sistema porta. Nas fezes de L. crassicuadata e de D. albiventris raramente foram observados ovos maduros do trematódeo. Em H. b. leucogaster era comum a presença destes elementos nas fezes. Devido a pequena abundância de H. b. leucogaster na área estudada, é provável que este roedor pouco contribua na disseminação de ovos de S. mansoni. Parece que a fauna de pequenos mamíferos estudada nesta região não desempenha papel relevante na manutenção do ciclo de S. mansoni.; 124 small mammals around the Americana Reservoir (=Salto Grande Reservoir) were trapped during the period January...

Estudo da suscetibilidade da Biomphalaria glabrata de Ourinhos (SP), à infecção pelo Schistosoma mansoni de Belo Horizonte (MG), e de São José dos Campos (SP); Susceptibility of Biomphalaria glabrata from Ourinhos, SP to schistosomiasis infection by Schistosoma mansoni strain from Belo Horizonte, MG and S. José dos Campos, SP (Brazil)

Magalhães, Luiz A.; Dias, Luiz Candido de Souza
Fonte: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública Publicador: Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Artigo Avaliado pelos Pares Formato: application/pdf
Publicado em 01/09/1973 Português
Relevância na Pesquisa
69.11877%
The susceptibility of Biomphalaria glabrata from Ourinhos, São Paulo, to strains of Schistosoma mansoni from Belo Horizonte, Minas Gerais and S. José dos Campos, S. Paulo, was studied. It was conclude that the molluscs has a high susceptibility to both strains of Schistosoma mansoni.; Foi estudada a suscetibilidade da Biomphalaria glabrata de um foco de Schistosoma mansoni no município de Ourinhos, (SP, Brasil). Concluiu-se pela alta capacidade desses moluscos à infecção pelas cepas de S. mansoni de Belo Horizonte, Minas Gerais e de São José dos Campos, São Paulo.

Efeitos terapêuticos do Allium sativum e Allium cepa na infecção experimental pelo Schistosoma mansoni; Therapeutic Effects of Allium sativum and Allium cepa in Schistosoma mansoni experimental infection

Mantawy, Mona Mohamed; Ali, Hanan Farouk; Rizk, Maha Zaki
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.149487%
Os efeitos do alho (Allium sativum) e cebola (Allium cepa) em parâmetros bioquímicos de camundongos infectados pelo Schistosoma mansoni individualmente e misturados seja com ou sem as drogas correntemente usadas como o Praziquantel (PZQ), foram investigados. Isto envolveu parâmetros imunológicos tais como IgM, IgG, Interleucina 2 e 6 (IL-2 e 6), fator de necrose tumoral (TNF-α) e algumas enzimas anti-oxidantes [catalase, super-óxido dismutase (SOD) e glutationa peroxidase (GPX)]. Em adição foram realizadas investigações parasitológicas e histopatológicas. Nenhuma alteração foi observada nos camundongos controles normais tratados com extrato seco de cebola ou alho, individualmente ou misturado, com ou sem PZQ, comparados com os controles normais sadios. Infecção com o Schistosoma mansoni revelou um aumento em IgG, IgM, IL-2, IL-6, TNF-α e catalase, acompanhados de diminuição do GPX e atividade enzimática do anti-oxidante SOD. Melhora acentuada foi notada nos níveis de todos os parâmetros medidos em camundongos infectados com Schistosoma mansoni após administração dos extratos estudados. Mais ainda, significante redução na quantidade de vermes, e ovos no fígado e intestino e na contagem do oograma foi notada refletindo a normalização da arquitetura do fígado.; The effects of both garlic (Allium sativum) and onion (Allium cepa) on some biochemical parameters in Schistosoma mansoni infected mice individually and mixed either with or without the currently used drug...

Estudos imunoeletroforéticos sobre antígenos comuns entre vermes adultos de Schistosoma mansoni, cepas de São Lourenço da Mata e de Belo Horizonte, e moluscos Biomphalaria; Immunoelectrophoretic study on common antigens of São Lourenço da Mata and Belo Horizonte strains of Schistosoma mansoni adult worms and Biomphalaria snails

Santana, José Valfrido de; Iwanaga, Yuzuru; Telles, Adriana Maria da Silva; Silva, Maria Risoleta da; Gonçalves, José Felipe; Tateno, Seiki
Fonte: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo Publicador: Universidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulo
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; ; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/02/1992 Português
Relevância na Pesquisa
69.116846%
Estudos sobre antígenos comuns entre vermes adultos do S. mansoni, das linhagens SLM (São Lourenço da Mata, Pernambuco, Brasil) e BH (Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil), e moluscos das espécies Biomphalaria glabrata albino (Belo Horizonte) pigmentado (Pernambuco), e Biomphalaria straminea (Pernambuco) foram realizados mediante o emprego da técnica de imunoeletroforese. Com relação à antigenicidade comum entre o verme adulto da linhagem SLM do S. mansoni e vários caramujos Biomphalaria, verificou-se que o verme adulto produziu 8 a 9 bandas de precipitação contra o B. glabrata pigmentado, 3 bandas contra B. glabrata albino e 1 banda contra o B. straminea. A linhagem BH por sua vez produziu 6 a 7 bandas contra o B. glabrata pigmentado, 5 bandas contra B. glabrata albino e 1 banda contra o B. straminea. Extratos brutos de moluscos Biomphalaria foram fracionados por filtração em gel Sephadex G-100 e as três frações coletadas foram testadas por imunoeletroforese contra soros antivermes adultos das linhagens SLM e BH produzidos em coelhos. A antigenicidade comum entre antígeno de vermes adultos foi demonstrada principalmente na primeira fração revelando massa molecular acima de 158.000 daltons. Em nosso laboratório...