Página 1 dos resultados de 842 itens digitais encontrados em 0.003 segundos

Vivências de sofrimento psíquico e prazer do trabalhador-enfermeiro aquando da tarefa primária, o cuidar, nos Centros de Saúde

Silva, Maria Manuela Gomes da
Fonte: [s.n.] Publicador: [s.n.]
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Publicado em //2004 Português
Relevância na Pesquisa
69.07852%
Dissertação apresentada à Universidade Fernando Pessoa como parte dos requisitos para obtenção do grau de Mestre em Psicologia.; Fundamentando-se na Psicodinâmica do Trabalho, a nível da abordagem teórica, tendo por base os estudos desenvolvidos por Dejours (1992), pretendeu-se com este estudo analisar o sofrimento psíquico e o prazer do trabalhador-enfermeiro no contexto de trabalho dos Centros de Saúde, centrado na sua tarefa primária: o Cuidar. Esta pesquisa de natureza qualitativa foi realizada num Centro de Saúde da Sub-Região de Saúde de Braga, onde participaram oito enfermeiros que prestam cuidados de Enfermagem directos a clientes, considerada como tarefa primária. Os dados obtidos, pela técnica da entrevista individual semi-estruturada, foram submetidos à técnica de análise de conteúdo, com o auxílio do programa informático QSR NUD*IST, versão 6. Pela análise dos discursos dos entrevistados, constatou-se que o trabalho exercido por estes profissionais de Enfermagem acarreta-lhes efectivamente sofrimento psíquico e, em menor escala, prazer. No que se refere às causas geradoras de sofrimento psíquico, identificaram-se dois agentes principais: a) o número excessivo de clientes por enfermeiro e o consequente ritmo de trabalho que produzem uma sobrecarga de trabalho; e...

Sofrimento psíquico do trabalhador da saúde da família na organização do trabalho

Ribeiro, Sandra Fogaça Rosa; Martins, Sueli Terezinha Ferreira
Fonte: Universidade Estadual de Maringá (UEM), Departamento de Psicologia Publicador: Universidade Estadual de Maringá (UEM), Departamento de Psicologia
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: 241-250
Português
Relevância na Pesquisa
69.21318%
Desde a regulamentação do Sistema Único de Saúde (SUS) as transformações na saúde pública têm se refletido na organização do trabalho. A Estratégia Saúde da Família (ESF), uma das medidas para tornar realidade essas mudanças, constituiu-se como objeto desta pesquisa, cujo objetivo foi identificar a relação entre o sofrimento psíquico do trabalhador e a organização do trabalho na ESF. A fundamentação teórica foi o Materialismo Histórico, com contribuições da Psicologia Social, da Psicodinâmica do Trabalho e da Saúde Coletiva, possibilitando o entendimento do sofrimento psíquico na organização do trabalho orientada pela lógica capitalista. A observação participante e entrevistas foram utilizadas no levantamento dos dados, numa abordagem qualitativa. A análise foi realizada com a divisão do estudo em temas e subtemas, procedendo-se à análise de conteúdo. Os três temas foram: Implicações de ordem pessoal , O cotidiano do trabalho de atenção e A infraestrutura institucional , não se mostrando as relações entre dificuldades estruturais e funcionais na organização do trabalho e o sofrimento psíquico.; Desde la reglamentación del Sistema Único de Salud (SUS), as transformaciones el campo de la salud pública han traído reflexos em la organización del trabajo. Estrategia Salud de la Familia (ESF)...

Sofrimento psíquico dos trabalhadores de uma equipe do Programa Saúde da Família na organização do trabalho

Ribeiro, Sandra Fogaça Rosa
Fonte: Universidade Estadual Paulista (UNESP) Publicador: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 162 f.
Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Pós-graduação em Saúde Coletiva - FMB; As transformações pelas quais tem passado o campo da saúde pública no Brasil têm trazido reflexos na organização do trabalho. Nessa perspectiva, o Programa Saúde da Família (PSF), enquanto uma das medidas para tornar realidade as mudanças preconizadas desde a regulamentação do Sistema Único de Saúde (SUS), constituiu-se como cenário da pesquisa. O objetivo da pesquisa foi identificar a relação entre o sofrimento psíquico do trabalhador e a organização do trabalho em uma equipe do PSF. A fundamentação teórica possibilitou o entendimento do sofrimento psíquico numa organização do trabalho permeada pela lógica capitalista, representada pelo materialismo histórico. Além disso, destacou-se o caráter subjetivo do elemento sofrimento psíquico, frente a organização do trabalho, valendo-se da Psicodinâmica do Trabalho, da Psicologia Social e da Saúde Coletiva. A observação participante e entrevista não-estruturada foram utilizadas para o levantamento dos dados, numa abordagem de pesquisa qualitativa. As entrevistas foram gravadas e transcritas. A população constituiu-se de todos os componentes de uma equipe da Unidade Saúde da Família (USF) de um município de médio porte do interior do estado de São Paulo...

Sofrimento psíquico da mulher

Eckerdt, Neusa da Silva
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: Dissertação de Mestrado
Português
Relevância na Pesquisa
69.32912%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, Florianópolis, 2010; Este artigo teve como objetivo a identificação, junto aos profissionais das Equipes de Saúde da Família e das Equipes de Referência em Saúde Mental, como estes percebem e como se sentem frente à mulher em sofrimento psíquico. Foi realizado uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, onde foram entrevistados 20 profissionais de saúde atuantes nos Centros de Saúde do município de Florianópolis. A análise dos dados resultou em dois eixos centrais: Eixo 1: O profissional frente ao sofrimento psíquico da mulher e Eixo 2: Sentimentos apresentados pelos profissionais de saúde frente à mulher com sofrimento psíquico. Este estudo evidenciou que a mulher em sofrimento psíquico é percebida pelos profissionais de saúde quando apresenta comportamento agitado e angustiado. Apontam que a rede de apoio como familiares e amigos são fundamentais para o restabelecimento da mulher. Relatam que ao atenderem a mulher em sofrimento psíquico, em algumas situações sentem-se impotentes e que a discussão do caso bem como o apoio de profissionais de outras categorias diminui a angústia na condução do caso. Descritores: mulheres; sofrimento psíquico...

Saúde mental e estrutura familiar : o lugar do sofrimento psíquico grave

Jansen, Maria del Carmen Cárdenas
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
68.981294%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, 2007.; O presente estudo objetiva investigar a organização estrutural de um sistema familiar com um ou mais membros em sofrimento psíquico grave, de forma a conhecer este sofrimento e sua função sistêmica. Para tal, fundamentamo-nos na teoria familiar sistêmica estrutural e executamos uma pesquisa qualitativa de estudo de caso junto à uma família assistida por unidade de atenção à saúde mental do Distrito Federal. Após levantamento de dados em prontuário e contato inicial com a família, foram realizadas entrevistas para levantamento de dados da linha da vida familiar, genograma e de entrevista semi-estruturada voltadas a conhecer a estrutura familiar e aplicou-se a PANSS para reconhecimento de sintomas positivos e negativos do paciente identificado. Utilizamos a análise qualitativa e a análise de conteúdo das entrevistas para tratamento dos dados coletados. Assim, descrevemos neste trabalho a forma de estabelecimento do sofrimento psíquico grave identificado na família pesquisada, a estrutura familiar e a organização do sistema familiar em relação ao sintoma estabelecido e observamos a importância do trabalho terapêutico com famílias e a aplicabilidade prática dos preceitos teóricos utilizados como fundamentos para nosso estudo. Sugerimos e justificamos a implementação de políticas públicas de intervenção que sejam além de precoces...

O sofrimento psíquico dos enfermeiros que lidam com pacientes oncológicos

Silva,Juliana Bastoni da; Kirschbaum,Débora Isane Ratner
Fonte: Associação Brasileira de Enfermagem Publicador: Associação Brasileira de Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/1998 Português
Relevância na Pesquisa
69.07852%
A fim de identificar as situações enfrentadas pelos enfermeiros, que mais lhes desencadeiam sofrimento psíquico no cotidiano com paciente oncológico, e verificar as formas encontradas por estes profissionais para lidar com tal sofrimento, foram entrevistados quatro enfermeiros de um hospital-escola da cidade de Campinas, estado de São Paulo, que trabalhavam com pacientes oncológicos. A abordagem etnográfica foi empregada para realizar a coleta de dados. A entrevista não-diretiva, associada com observação de campo, foi a técnica utilizada para esta coleta. Para a análise dos dados, foi empregado como referencial metodológico a Análise do Conteúdo. Os resultados mostraram que muitas situações do relacionamento enfermeiro-paciente oncológico suscitam sofrimento psíquico neste profissional. Estas situações estão ligadas ao trabalho dos enfermeiros, ao tipo de paciente cuidado por estes profissionais e ao tipo de doença que apresenta o paciente. O presente estudo mostrou que, muitas vezes, os enfermeiros usam mecanismos de defesa contra esse sofrimento psíquico. A intenção do trabalho é contribuir para o conhecimento do assunto e assim servir de base para a elaboração de medidas que possam amenizar problemas dessa natureza...

Estudo de comorbidade: sofrimento psíquico e abuso de drogas em pessoas em centros de tratamento, Macaé - Brasil

Leal,Erotildes Maria; Delgado,Pedro Gabriel Godinho; Mann,Robert; Strike,Carol; Brands,Bruna; Khenti,Akwatu
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2012 Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
Estudo da prevalência de sofrimento psíquico entre pessoas em tratamento em um serviço de atenção diário público e dois centros de internação privados, sendo um prestador de serviços ao Sistema Único de Saúde, da cidade de Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. Estudo transversal. Foi aplicado questionário para caracterização dos participantes, adaptado do formulário EULAC-CICAD. A escala de Kessler-10 foi utilizada para rastreamento do sofrimento psíquico. Participaram 60 pessoas, sendo 88,3% homens. Do total, 51,5% estavam na faixa de 24 a 39 anos de idade. Depressão foi o principal diagnóstico prévio referido em 35%, seguido por ansiedade em 33,33%. Durante o tratamento atual, a ansiedade foi o principal diagnóstico referido em 8,3%, seguido de depressão em 28,3%. Dos entrevistados, 34% apresentaram níveis severos e 27,2% muito severos de sofrimento psiquico. Conclui-se que os níveis de sofrimento psíquico severo e muito severo em 61,2% encontrados com a escala K-10, especialmente sensível para ansiedade e depressão, são semelhantes para esta população nos estudos internacionais.

Sofrimento psíquico do trabalhador da saúde da família na organização do trabalho

Ribeiro,Sandra Fogaça Rosa; Martins,Sueli Terezinha Ferreira
Fonte: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá Publicador: Departamento de Psicologia - Universidade Estadual de Maringá
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.014907%
Desde a regulamentação do Sistema Único de Saúde (SUS) as transformações na saúde pública têm se refletido na organização do trabalho. A Estratégia Saúde da Família (ESF), uma das medidas para tornar realidade essas mudanças, constituiu-se como objeto desta pesquisa, cujo objetivo foi identificar a relação entre o sofrimento psíquico do trabalhador e a organização do trabalho na ESF. A fundamentação teórica foi o Materialismo Histórico, com contribuições da Psicologia Social, da Psicodinâmica do Trabalho e da Saúde Coletiva, possibilitando o entendimento do sofrimento psíquico na organização do trabalho orientada pela lógica capitalista. A observação participante e entrevistas foram utilizadas no levantamento dos dados, numa abordagem qualitativa. A análise foi realizada com a divisão do estudo em temas e subtemas, procedendo-se à análise de conteúdo. Os três temas foram: “Implicações de ordem pessoal”, “O cotidiano do trabalho de atenção” e “A infraestrutura institucional”, não se mostrando as relações entre dificuldades estruturais e funcionais na organização do trabalho e o sofrimento psíquico.

A relação entre professores com sofrimento psíquico e crianças escolares com problemas de comportamento

Lyra,Gabriela Franco Dias; Assis,Simone Gonçalves de; Njaine,Kathie; Oliveira,Raquel de Vasconcellos Carvalhaes de; Pires,Thiago de Oliveira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
O presente estudo tem por objetivo analisar a relação entre professores com sofrimento psíquico e crianças escolares com problemas de comportamento. Um total de 151 professores avaliou a presença de problemas de comportamento em 372 alunos, através da escala Teacher´s Report Form (TRF). Os alunos foram selecionados através de amostragem por conglomerados e estavam matriculados na primeira série do ensino fundamental. Os professores também responderam a um questionário auto-aplicado a fim de avaliar algumas características pessoais e a presença de sofrimento psíquico (Self Reported Questionnaire SRQ-20). A prevalência de sofrimento psíquico encontrada entre os professores foi de 21,8%. Os resultados mostram percentuais mais elevados na identificação de problemas internalizantes pelas professoras que apresentam sofrimento psíquico.

Sofrimento psíquico em policiais civis do Estado do Rio de Janeiro

Pinto,Liana Wernersbach; Figueiredo,Ana Elisa Bastos; Souza,Edinilsa Ramos de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
O artigo trata da relação entre trabalho e sofrimento psíquico em policiais civis do Estado do Rio de Janeiro. Os dados foram obtidos a partir de questionário autopreenchido aplicado a esses profissionais em três estudos distintos: Capital, Baixada Fluminense e Interior. Foram pesquisadas questões relativas ao perfil dos policiais, qualidade de vida, condições de saúde e de trabalho. O sofrimento psíquico foi aferido pela SRQ-20. Utilizou-se um modelo de regressão logística para verificar os fatores associados ao sofrimento psíquico. Mostraram-se associadas as seguintes variáveis: grau de satisfação com a capacidade de reagir a situações difíceis, exercer o trabalho para o qual foi treinado, ter sofrido alguma vitimização, a área de localização da unidade (Capital, Interior, Baixada), problemas de sistema nervoso e o grau de satisfação com a vida como um todo. Os que mencionaram problemas do sistema nervoso e vitimização apresentaram OR de 7,25 e 3,08, respectivamente. Quanto ao grau de satisfação com capacidade de reagir a situações difíceis e com a vida como um todo, os profissionais que se declararam insatisfeitos ou muito insatisfeitos apresentaram, respectivamente, OR 10,85 e 6,69 quando comparados com aqueles que se consideravam satisfeitos ou muito satisfeitos. Os profissionais da Baixada apresentam risco de sofrimento psíquico aumentado e os do Interior...

Cuidado familiar à idosa em condição crônica por sofrimento psíquico

Hiller,Marilene; Bellato,Roseney; Araújo,Laura Filomena Santos
Fonte: Universidade Federal do Rio de Janeiro Publicador: Universidade Federal do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2011 Português
Relevância na Pesquisa
69.014907%
Este estudo tem por objetivo compreender que repercussões a busca, a produção e o gerenciamento do cuidado a uma pessoa idosa com condição crônica por sofrimento psíquico têm na vida de sua família. Considerando-se que essa condição crônica exige cuidado permanente e progressivo, procuramos compreender o desgaste e as implicações que esse cuidado tem para a família. Trata-se de um Estudo de Caso que utilizou a História de Vida Focal como estratégia metodológica operacionalizada pela entrevista em profundidade, com os membros da família de uma pessoa idosa com sofrimento psíquico. Como forma de organização e análise dos dados utilizamos o Itinerário Terapêutico e suas ferramentas. O estudo nos convida a refletir que o cuidado produzido repercute não apenas sobre a pessoa idosa em sofrimento psíquico, mas também no modo de viver de cada cuidador e da família como um todo.

O processo de habilitação psicossocial de pessoas em sofrimento psíquico na interface com produção de blog; El proceso de calificación psicosocial de lãs personas em sufrimiento psíquico em La interfaz com el producción em blog

Bittencourt, Ivanise Gomes de Souza
Fonte: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL Publicador: Universidade Federal de Alagoas; BR; Educação brasileira; Programa de Pós-Graduação em Educação; UFAL
Tipo: Dissertação Formato: application/pdf
Português
Relevância na Pesquisa
69.32717%
El estudio examinó el proceso de calificación psicosocial de personas en sufrimiento psíquico en la interfaz con producción en el blog. Incluso registramos las formas de apropiación de las Tecnologías de la Información y Comunicación (TIC) por personas con sufrimiento psíquico como los dispositivos digitales y examinó las producciones en el blog sobre el potencial de calificación psicosocial. Los talleres Del blog se ha desarrollado con cuatro usuarios monitoreados por el Centro de Atención Psicosocial (CAPS) Dr. Rostan Silvestre, la ciudad de Maceió-AL, en el período de agosto a diciembre de 2011, un total de 12 reuniones. El estudio es de naturaleza cualitativa y consistió en una intervención a la investigación, en la perspectiva de construir nuevas formas de hacer en la salud mental y uso de las TIC. Para La recolección de datos se utilizó las historias clínicas de los usuarios, la observación participante y la creación de un diario de campo, entrevistas semi-estructuradas com los usuarios y el equipo del CAPS, cuestiones sobre la evolución de la actividad, los efectos de la participación en talleres, en los grupos y en la producción de materiales, además de las producciones en el blog. Para el análisis se utilizó el contenido de entrevistas...

Sofrimento psíquico, individualismo e uso de psicotrópicos: Saúde mental e individualidade contemporânea

Perrusi,Artur
Fonte: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo Publicador: Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
O artigo examina as relações entre sofrimento psíquico, individualismo e uso de psicotrópicos. A exposição da argumentação segue o seguinte caminho, por meio de algumas hipóteses: (a) o sofrimento psíquico sofreu reconfigurações e, como consequência, ocorreu mudança em seu status social; (b) tais reconfigurações são sinais de alterações nos processos de subjetivação; (c) existem afinidades eletivas entre tais mudanças e o individualismo contemporâneo; (d) o sofrimento psíquico manifesta-se preferencialmente como "dor psíquica"; e (e) a terapia do sofrimento psíquico tornou-se "analgesia" e, com isso, estimulou o uso extensivo de psicofármacos.

O sofrimento psíquico e trabalhadores de UTI interferindo no seu medo de viver a enfermagem

Gomes, Giovana Calcagno; Lunardi Filho, Wilson Danilo; Erdmann, Alacoque Lorenzini
Fonte: Universidade Federal do Rio Grande Publicador: Universidade Federal do Rio Grande
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.138223%
O trabalho em saúde apresenta-se como fonte de prazer e de sofrimento. Este estudo exploratório de abordagem qualitativa teve por objetivo identificar os fatores relacionados ao sofrimento psíquico em trabalhadores de enfermagem de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal de Hospital Universitário da Região Sul do País. Foram entrevistadas uma enfermeira e sete auxiliares de enfermagem em 2004. A análise de conteúdo dos dados deu-se após repetidas leituras e delimitação das seguintes categorias: rígido controle do tempo; forma como o setor é organizado; falta de materiais e equipamentos adequados; conflitos no relacionamento entre os membros da equipe; estado crítico de saúde do paciente; dupla jornada de trabalho feminino; e trabalho nos finais de semana e feriados. Criar espaços para discussões coletivas acerca da gênese do sofrimento psíquico no trabalho pode propiciar o comprometimento dos profissionais com a melhoria da saúde ocupacional e da organização do trabalho.; Working in the health area can be a source of pleasure as well as of suffering. The purpose of this exploratory study, of a qualitative approach, was to identify the factors related to the psychic suffering of nursing workers of the Neonatal UTI of a University Hospital. One nurse and seven nurse assistants were interviewed in 2004. Data content analysis was made by repeated readings and by the delimitation of agglutinant subjects as following: rigid control of the time; the way by which the sector is organized; lack of adequate materials and equipment; conflicts in the relationship among the staff members; critical state of the patient’s health; women double work journey; and work in the weekends and holidays. Creating spaces for collective quarrels concerning the origin of the psychic suffering in the work can stimulate the compromise of the professionals towards the improvement of occupational health and of the work’s organization.; El trabajo en salud se presenta como fuente de sufrimiento y de placer. Este estudio exploratorio de enfoque cualitativo tuvo como objetivo identificar los factores relacionados al sufrimiento psíquico en trabajadores de enfermería de una Unidad de Tratamiento Intensivo Neonatal de un Hospital Universitario de la Región Sur del Brasil. Una enfermera y siete asistentes de enfermería fueron entrevistados en 2004. El análisis de contenido de los datos fue hecho por lecturas repetidas y delimitación de las categorías siguientes: control rígido del tiempo...

Saúde do trabalhador: sofrimento psíquico dos profissionais de enfermagem inseridos no centro de atenção psicossocial (caps II) – Taguatinga/DF

Rebello, Cláudia Araújo; Pereira, Daniela Batista
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
69.07852%
Essa pesquisa objetivou identificar se os profissionais de enfermagem de nível médio e superior do CAPS II da cidade satélite de Taguatinga-DF apresentam algum sofrimento psíquico relacionado ao trabalho executado. Trata-se de uma pesquisa descritiva, um estudo de caso, com abordagem qualitativa, utilizando técnica de grupo focal como instrumento de coleta de dados. A amostra foi constituída por 6 profissionais de enfermagem e a técnica de coleta de dados usada foi grupo focal. Durante as discussões conseguiu-se identificar que os profissionais de enfermagem apresentam desgaste físico e mental que predispõe sofrimento psíquico e que as principais causas desse sofrimento é devido ao tempo de serviço na psiquiatria, o comportamento imprevisível do paciente e a falta de organização de horários de descanso e refeição. Quanto às estratégias defensivas utilizadas, todos do grupo buscam o lazer como uma das formas de se livrar das tensões vivida no ambiente de trabalho. Conclui- se que é preciso ter uma política efetiva de saúde dos trabalhadores para amenizar e prevenir o sofrimento psíquico desses profissionais que atuam na área de saúde mental.; Enfermagem

A produção subjetiva do sofrimento psíquico: um estudo de caso

Castro, Natália Custódio de
Fonte: Centro Universitário de Brasília Publicador: Centro Universitário de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
69.07852%
Partindo do pressuposto de que existe uma grande influência entre a prática clinica da Psicologia e a promoção de qualidade de vida em pessoas que estão em sofrimento psíquico, este estudo tem por objetivo compreender a relação desta influência no processo de configuração subjetiva de uma pessoa que esteja em sofrimento psíquico. Neste processo será feito um apanhado histórico e cultural de como a sociedade se apropriou do estigma de doença mental em pessoas com sofrimento psíquico, bem como demonstrar como esta visão tem sido desconstruída, o que possibilita o resgate do ser humano com suas potencialidades, reconhecendo suas diferenças e legitimando seu sofrimento. Será exposto também às contribuições da Teoria da Subjetividade para compreensão de possibilidade de produção subjetiva ao fazer psicoterapia e como esta pode contribuir para a promoção de qualidade de vida. Como instrumentos de pesquisa utilizarei sistemas conversacionais, levando sempre em consideração a singularidade do indivíduo. O manuseio dos instrumentos não será rígido, portanto, caso seja necessário os mesmos serão modificados no decorrer da pesquisa. A metodologia será apoiada na Epistemologia qualitativa que por meio do modelo construtivo-interpretativo possibilitará criar situações em que o participante se envolva emocionalmente com a pesquisa...

Relações entre trabalho, sofrimento psíquico e doenças psicossomáticas

Reus, Maiara Carolina do Canto
Fonte: Universidade do Extremo Sul Catarinense Publicador: Universidade do Extremo Sul Catarinense
Tipo: Monografia de Curso de Pós-graduação Lato Sensu
Português
Relevância na Pesquisa
69.32912%
Monografia apresentada ao Setor de Pós-graduação da Universidade do Extremo Sul Catarinense- UNESC, para a obtenção do título de Especialista em Gestão do Desenvolvimento Humano e Organizacional.; O trabalho deve ser fonte de realização para o indivíduo, mas também pode estar relacionado à sofrimento psíquico para o mesmo. Dentre os estudos e pesquisas sobre a relação do sofrimento psíquico e do trabalho foram contempladas três abordagens: psicodinâmica, epidemiológica e subjetiva. Nestas, são expostos as contribuições dos seus principais autores, destacando-se Christophe Dejours. A psicossomática também é abordada e relacionada com tais abordagens. Este estudo bibliográfico tem por objetivo geral identificar as relações entre trabalho, sofrimento psíquico e doenças psicossomáticas. Através dos objetivos específicos foi possível descrever as principais abordagens que explicam o sofrimento psíquico relacionado ao trabalho; especificar o que são doenças psicossomáticas e; identificar as relações entre sofrimento psíquico no trabalho e as doenças psicossomáticas. Para seu desenvolvimento foi realizada uma busca em fontes de informações digitais e impressas, realizando-se a pesquisa cientifica e análise dos temas abordados. Considerando os dados pesquisados...

The definition problem of ‘psychological’ in Wanderley Codo’s and his collaborators’ studies about Psychological Pain and Work; A problemática da definição de psíquico nos estudos de Wanderley Codo e colaboradores sobre o sofrimento psíquico e trabalho

Castro, Fernando José Gastal de; SÍNTESE - Florianópolis - SC
Fonte: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho Publicador: Revista Psicologia: Organizações e Trabalho
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2003 Português
Relevância na Pesquisa
69.263555%
The present research studies the definition of psychological used by Brazilian authors based on Historical Materialism in researches about Psychological Pain and Work in Brazil. The investigated material consisted of books and articles about this issue. The analysis has revealed the use of a definition of psychological that, in essence, is not different from the notion of analytical perspective. Therefore, the theoretical sources have shown to abandon the boundaries of ‘praxis’ and of Historical Materialism while the definition of psychological has shown not to go beyond what has already been studied by Brazilian researchers working in the area of Psychological Pain and Work. We have concluded, then, that the Brazilian authors based on Historical Materialism conduct a social criticism toward psychological pain in the workplace, but their definition of psychological does not correspond to the technical and scientific objectives and needs claimed by Historical Materialism in relation to psychology.; A presente pesquisa estudou a definição de psíquico utilizada por autores brasileiros embasados no materialismo histórico em suas pesquisas sobre Sofrimento Psíquico e Trabalho no Brasil. O material analisado consistiu de livros e artigos sobre o tema. A análise revelou uma definição de psíquico que...

Sofrimento psíquico em policiais civis do Estado do Rio de Janeiro

Pinto,Liana Wernersbach; Figueiredo,Ana Elisa Bastos; Souza,Edinilsa Ramos de
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2013 Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
O artigo trata da relação entre trabalho e sofrimento psíquico em policiais civis do Estado do Rio de Janeiro. Os dados foram obtidos a partir de questionário autopreenchido aplicado a esses profissionais em três estudos distintos: Capital, Baixada Fluminense e Interior. Foram pesquisadas questões relativas ao perfil dos policiais, qualidade de vida, condições de saúde e de trabalho. O sofrimento psíquico foi aferido pela SRQ-20. Utilizou-se um modelo de regressão logística para verificar os fatores associados ao sofrimento psíquico. Mostraram-se associadas as seguintes variáveis: grau de satisfação com a capacidade de reagir a situações difíceis, exercer o trabalho para o qual foi treinado, ter sofrido alguma vitimização, a área de localização da unidade (Capital, Interior, Baixada), problemas de sistema nervoso e o grau de satisfação com a vida como um todo. Os que mencionaram problemas do sistema nervoso e vitimização apresentaram OR de 7,25 e 3,08, respectivamente. Quanto ao grau de satisfação com capacidade de reagir a situações difíceis e com a vida como um todo, os profissionais que se declararam insatisfeitos ou muito insatisfeitos apresentaram, respectivamente, OR 10,85 e 6,69 quando comparados com aqueles que se consideravam satisfeitos ou muito satisfeitos. Os profissionais da Baixada apresentam risco de sofrimento psíquico aumentado e os do Interior...

A relação entre professores com sofrimento psíquico e crianças escolares com problemas de comportamento

Lyra,Gabriela Franco Dias; Assis,Simone Gonçalves de; Njaine,Kathie; Oliveira,Raquel de Vasconcellos Carvalhaes de; Pires,Thiago de Oliveira
Fonte: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva Publicador: ABRASCO - Associação Brasileira de Saúde Coletiva
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
69.14874%
O presente estudo tem por objetivo analisar a relação entre professores com sofrimento psíquico e crianças escolares com problemas de comportamento. Um total de 151 professores avaliou a presença de problemas de comportamento em 372 alunos, através da escala Teacher´s Report Form (TRF). Os alunos foram selecionados através de amostragem por conglomerados e estavam matriculados na primeira série do ensino fundamental. Os professores também responderam a um questionário auto-aplicado a fim de avaliar algumas características pessoais e a presença de sofrimento psíquico (Self Reported Questionnaire SRQ-20). A prevalência de sofrimento psíquico encontrada entre os professores foi de 21,8%. Os resultados mostram percentuais mais elevados na identificação de problemas internalizantes pelas professoras que apresentam sofrimento psíquico.