Página 1 dos resultados de 107 itens digitais encontrados em 0.005 segundos

A utilização do paradigma de equivalência de estímulos para modificar a preferência alimentar; The use of stimulus equivalence paradigm to modify preference food.

Straatmann, Gisele
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/03/2008 Português
Relevância na Pesquisa
119.62532%
O presente trabalho teve como objetivo verificar a aquisição de função simbólica de expressões emocionais por nomes de alimentos verdadeiros e fictícios em adolescentes, por meio do paradigma de equivalência de estímulos. No Estudo I foram ensinadas relações entre as faces humanas expressando alegria e neutralidade com nomes de alimentos verdadeiros pelo procedimento de matching-to-sample simultâneo, diferindo a quantidade de treino em três grupos experimentais (segundo e terceiro grupo com supertreino). Os retratos faciais (conjunto A) foram relacionados a conjuntos de estímulos abstratos (conjuntos B e C); estímulos do conjunto B foram relacionados a nomes de alimentos (D). Portanto, as relações AB, AC e BD foram treinadas. Ao final foi conduzido o teste de equivalência CD/DC. Para avaliação inicial e final dos alimentos, foi utilizado um questionário com cinqüenta nomes de alimentos anexados a uma escala de avaliação de cinco pontos composta de expressões faciais e um teste de preferência alimentar com dez alimentos selecionados do questionário. Cinqüenta e cinco participantes da quinta série do ensino fundamental de escolas públicas e particulares concluíram o Estudo I. Trinta e cinco participantes mostraram desempenhos consistentes na fase de estabelecimento de equivalência de estímulos (nove do Grupo 1...

Respostas de observação na tarefa de pareamento ao modelo: analisando topografias de controle de estímulos e seus efeitos sobre a formação de equivalência; Observing responses on the MTS task: Stimuli control topography analysis and their equivalence relations effects

Hamasaki, Eliana Isabel de Moraes
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 02/04/2009 Português
Relevância na Pesquisa
99.5441%
Entendendo que o estudo das topografias de controle de estímulo (TCEs) pode ser beneficiado em um procedimento de discriminação condicional para a investigação de controle complexo de estímulos, em especial na formação de classes de estímulos equivalentes, o presente estudo busca investigar essa questão diretamente, por meio de um software que executa o matching-to-sample (MTS) de uma maneira modificada. Tal modificação na tarefa de MTS consiste basicamente da introdução de respostas de observação (ROs) como um possível recurso para a descrição e a avaliação do estabelecimento de diferentes TCEs tanto ao longo do treino de discriminações condicionais como dos testes para verificar a formação de classes de estímulos equivalentes. Para tanto, foram planejados três experimentos. No Experimento 1, os objetivos foram a) investigar a ocorrência e seqüência de ROs e b) analisar a probabilidade do estabelecimento de diferentes TCEs (seleção e rejeição). Participaram três estudantes universitários. Na tarefa, MTS com atraso de 0s e três estímulos de comparação, estes e o estímulo modelo apresentavam-se inicialmente cobertos, tornando-se visíveis somente após a emissão de ROs. Todos os participantes apresentaram sucesso na formação de equivalência...

Equivalência de estímulos em crianças portadoras da síndrome de apert; Stimulus equivalence in children with Apert Syndrome

Casteleti, Daniela de Almeida
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/05/2011 Português
Relevância na Pesquisa
119.66797%
O presente estudo investigou comportamentos simbólicos nos portadores de Síndrome de Apert por meio do paradigma da equivalência de estímulos, uma vez que este pode fornecer subsídios para a compreensão do comportamento humano complexo, tais como o comportamento simbólico e a linguagem. Foram propostos três experimentos cujos participantes, com idades entre 16 e 21 anos, foram submetidos aos Experimentos 1 e 2 (P1, P2 e P3) e submetidos ao Experimento 3 (P4 e P5). No Experimento 1, o objetivo foi verificar a formação de classes de estímulos equivalentes após o treino de relações condicionais, por meio de uma tarefa de matching to sample (MTS) com atraso de 0 s e três estímulos de comparação. Após o participante atingir um percentual de acerto de 94% no bloco, foram conduzidos testes de equivalência (CA), simetria (BA e CB) e transitividade (AC). De maneira geral, houve falha nos testes, com relativa preservação do teste de simetria. No Experimento 2, os participantes foram expostos à tarefa de MTS com atraso de 0 s e três estímulos de comparação, mas estes e o estímulo modelo apresentavam-se inicialmente cobertos, tornando-se visíveis somente após a emissão de respostas de observação (ROs). Foram introduzidas ROs na tarefa de MTS...

Equivalência de estímulos e transferência de função: avaliando os efeitos dos controles por seleção e por rejeição; Stimulus equivalence and transfer of function: Evaluating the effects of select and reject controls

Perez, William Ferreira
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 03/12/2012 Português
Relevância na Pesquisa
99.2022%
Em uma tarefa de emparelhamento com o modelo envolvendo duas escolhas, o participante pode aprender tanto a selecionar o estímulo correto (controle por seleção) quanto a rejeitar o estímulo incorreto (controle por rejeição). O presente trabalho investigou o efeito dos controles por seleção e por rejeição sobre a formação de classes de estímulos equivalentes e sobre a transferência de função discriminativa. O Capítulo 1 apresenta uma revisão metodológica que sistematizou os procedimentos utilizados para inferir a ocorrência desses controles, bem como os procedimentos utilizados para manipulá-los experimentalmente. O Capítulo 2 apresenta um experimento que investigou o efeito da manipulação da observação dos estímulos de comparação sobre o estabelecimento dos controles por seleção e por rejeição. Participantes adultos foram submetidos a um treino de discriminações condicionais por meio do procedimento de emparelhamento com o modelo com observação requerida (MTS-OR). Os resultados sugerem que a ocorrência do controle por seleção foi mais provável para os participantes que foram exigidos observar o S+ ao longo de todas as tentativas de treino; o controle por rejeição só ocorreu para os participantes que foram exigidos observar o S-. Nesse último caso...

Discriminação condicional com apresentação seriada de estímulos e teste de equivalência em ratos; Conditional discrimination with serial presentation of stimuli and tests for equivalence in rats

Lima, Müller Wagenheimer
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 03/10/2012 Português
Relevância na Pesquisa
99.73105%
No procedimento de discriminação condicional de origem skinneriana, geralmente, usa-se o procedimento de matching-to-sample (MTS). Esse procedimento também é utilizado para se estudar a equivalência de estímulos. Sidman e Tailby (1982) estabeleceram três testes para verificar se estímulos usados em tarefas de discriminação condicional podem ser considerados equivalentes entre si: reflexividade, simetria e transitividade. No procedimento de discriminação condicional de origem pavloviana, os estímulos podem ser apresentados de duas formas: simultânea e seriada. Na apresentação simultânea, os estímulos são apresentados juntos ou sucessivamente, sem intervalo entre suas apresentações (XA). Na apresentação seriada há um intervalo entre as apresentações dos estímulos (XA). Dependendo da forma de apresentação dos estímulos, diferentes associações entre os estímulos e o estímulo incondicionado (US) são formadas. Quando a apresentação é simultânea, forma-se uma associação entre o estímulo X e o US. Quando a apresentação é seriada, forma-se uma associação entre o estímulo A e o US e o estímulo X estabelece a ocasião para a ocorrência da relação entre A e US ocorre (Ross & Holland, 1981). Na discriminação condicional de origem pavloviana...

Equivalência de estímulos e responder por exclusão em idosos com e sem comprometimento cognitivo; Stimulus equivalence and responding by exclusion in elderly subjects with and without cognitive impairment

Almeida, Mariana Ducatti
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 05/09/2014 Português
Relevância na Pesquisa
109.58947%
O processo de envelhecimento pode gerar perdas cognitivas que, se agravadas, podem acarretar o diagnóstico de demência, sendo a Demência de Alzheimer (DA) a mais comum. A DA é uma doença neurodegenerativas que afeta principalmente a memória e a linguagem. Procedimentos de ensino baseados no paradigma de equivalência de estímulos e no ensino por exclusão, apesar de testados com sucesso em diferentes populações com problemas de desenvolvimento, têm gerado poucas pesquisas com idosos com perdas cognitivas. Esta pesquisa apresenta três estudos, com objetivos distintos, mas complementares. O Estudo 1 teve como objetivo avaliar se idosos institucionalizados sem DA formariam classes de estímulos equivalente a partir de um procedimento de ensino de relações condicionais entre palavras ditadas, fotos, nomes impressos de profissões e de graus de parentesco; adicionalmente, pretendia-se verificar que essas relações se mantinham ao longo de um mês, em três testes de manutenção. Cinco idosos institucionalizados passaram pelo ensino de relações arbitrárias, em uma estrutura de treino linear com ensino de novas relações por exclusão. Testes de equivalência foram conduzidos em seguida à Fase de Ensino, e após cinco...

Efeitos de diferentes contingências de reforço no estabelecimento de discriminações condicionais e na formação de classes de estímulos equivalentes; Effect of different reinforcement contingencies on conditional discrimination acquisition and equivalence class formation

Soares Filho, Paulo Sergio Dillon
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Tese de Doutorado Formato: application/pdf
Publicado em 15/10/2014 Português
Relevância na Pesquisa
99.55588%
As classes de equivalência de estímulos são produto das contingências de reforço. No entanto, as pesquisas têm utilizado apenas contingências de reforço positivo e investigado, na sua maioria, como eventos relacionados a um mesmo reforçador podem passar a compor uma mesma classe. O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de diferentes contingências de reforço, positivo e negativo, no estabelecimento de discriminações condicionais na formação de classes de equivalência em humanos. Foram realizados dois experimentos. No Experimento I, 12 participantes treinaram simultaneamente 12 relações condicionais (AB e BC) utilizando três arranjos de contingência de reforçamento diferentes: reforçamento positivo (Ganhar/Manter), reforçamento negativo (Manter/Perder) e uma contingência mista de reforçamento negativo e positivo (Ganhar/Perder), seguidos de testes de formação de classes de equivalência. No Experimento I, os participantes expostos aos testes de equivalência acertaram todas as tentativas de teste. Estes resultados demonstram a possibilidade de formação de classes de equivalência em uma contingência de reforço negativo, porém um possível efeito de teto impede a comparação de cada contingência na formação de classes. No Experimento II...

O efeito do autoclítico qualificador "É" em treinos de discriminação condicional e teste de equivalência de estímulos; Effect of qualifying autoclitic is in conditional discrimination training and stimulus equivalence test

Martins, Luis Antonio Lovo
Fonte: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP Publicador: Biblioteca Digitais de Teses e Dissertações da USP
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: application/pdf
Publicado em 10/11/2014 Português
Relevância na Pesquisa
109.81951%
O efeito do reforçamento é apontado como a principal variável para a formação de discriminações condicionais e de equivalência de estímulos. Pesquisas têm se concentrado em analisar outras variáveis que influenciam a formação de discriminações condicionais e de equivalência de estímulos. Tais estudos sugerem que o comportamento verbal pode facilitar a formação do responder discriminativo e da equivalência de estímulos, porém poucas pesquisas tem se concentrado em investigar o efeito do comportamento verbal autoclítico neste responder. O objetivo da presente pesquisa foi analisar se uma instrução que orientou o participante a emitir uma resposta verbal vocal com autoclítico qualificador de asserção é, entre a apresentação do estímulo modelo e a escolha do estímulo amostra, em uma tarefa de matching to sample produz efeitos na formação de novas classes de equivalência e influencia na quantidade de tentativas necessárias para a formação do responder discriminativo condicional. Foram utilizados vinte participantes adultos divididos em dois grupos, Grupo Controle e Grupo Experimental. Todos os participantes foram submetidos a três etapas de treino e três etapas de testes. Na primeira etapa foram treinadas as relações A1B1...

Paradigma de equivalência de estímulos no ensino de leitura de seqüências de notas musicais

Batitucci, Jassanã da Silva Lacerda
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Dissertação
Português
Relevância na Pesquisa
109.67576%
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2007.; Esse estudo avaliou um procedimento para ensinar iniciação à leitura musical baseado no paradigma de equivalência de estímulos. Como estímulos musicais utilizou-se seqüências de três notas nas modalidades: sonora (A); notação em Clave de Sol (B); notação em Clave de Fá (C); e desenho do teclado musical (D). Quatro estudantes universitários participaram de duas fases experimentais, compostas por treinos de discriminações condicionais intercalados por testes. As fases diferiam apenas com relação às notas musicais utilizadas. Nos treinos ensinava-se duas relações AB, AC e AD, com o procedimento de pareamento ao modelo. Avaliava-se a emergência de relações BC, CB, BD, DB, CD e DC e adicionalmente a transferência para o desempenho de tocar teclado do controle das diferentes modalidades de estímulos. Testes semelhantes foram realizados com estímulos novos, formados pela recombinação das notas dos estímulos utilizados nos treinos, para avaliar a leitura musical recombinativa. O aplicativo Contingência Programada foi desenvolvido para apresentar os estímulos, programar as contingências de reforçamento, fornecer as instruções e registrar os dados em computador com plataforma Windows. Nos treinos...

Equivalência de estímulos e estratégias de intervenção para crianças com dificuldade de aprendizagem; Stimulus equivalence and intervention strategies for children with learning disabilities

Melo, Raquel Maria de; Jesus, Patrícia Serejo de
Fonte: Universidade de Brasília Publicador: Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica
Português
Relevância na Pesquisa
119.06875%
O paradigma de equivalência de estímulos foi utilizado como referencial para a elaboração e implementação de estratégias de intervenção individualizada para duas crianças que apresentavam dificuldade na alfabetização. As crianças participaram de programas de ensino de leitura de palavras com sílabas simples e complexas da língua portuguesa. Atividades lúdicas que envolviam ler e escrever foram realizadas em cada sessão antes e depois dos programas de ensino. As crianças aprenderam a ler as palavras de ensino com precisão. O desempenho nas tarefas de leitura e construção de palavras de recombinação melhorou com a exposição aos programas de ensino e às atividades lúdicas. O aumento gradual na precisão do repertório verbal em tarefas com palavras, frases e pequenos textos, observado assistematicamente durante as atividades lúdicas, sugere o efeito das estratégias de intervenção não só nos repertórios diretamente ensinados, mas também em comportamentos que envolvem diferentes modalidades de leitura e escrita. Estes resultados mostram o potencial de intervenções planejadas de acordo com o paradigma de equivalência para estabelecer condições para a ampliação do repertório verbal inicial do aprendiz e o ensino de unidades verbais maiores. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT; Based on the stimulus equivalence paradigm...

Relações de equivalência após treino com pareamento consistente de estímulos sob controle contextual

Assis,Grauben José Alves de; Baptista,Marcelo Quintino Galvão; Kato,Olívia Misae; Alves,Keila Regina
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/08/2000 Português
Relevância na Pesquisa
99.19912%
Alguns estudos têm produzido relações condicionais que se mostraram também equivalentes, através do treino com pareamento consistente de estímulos. O presente estudo buscou verificar se essas relações podem ocorrer também sob controle contextual. Quatro universitários foram submetidos ao treino AB, AC e AD, intercalado aos testes de simetria correspondentes BA, CA e DA. Em seguida, ao treino AD e ao teste de simetria DA sob controle contextual. Por último, foram testadas as relações de equivalência BC, CB, BD, DB, CD e DC, na ausência de estímulos contextuais, e DB e DC, com estímulos de contexto. Os participantes alcançaram o critério de acerto em todos os treinos. Três participantes apresentaram as relações simétricas, na ausência de estímulos contextuais, e a relação DA, em sua presença. Estes resultados replicam e expandem estudos anteriores, mostrando que mesmo sem conseqüências diferenciais, é possível obter um desempenho consistente sob controle condicional de segunda ordem.

Ensinando subtração para pessoas com deficiência mental com base em relações de equivalência de estímulos

Araújo,Priscila Mara de; Ferreira,Paulo Roberto dos Santos
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/09/2008 Português
Relevância na Pesquisa
108.68667%
Foi avaliado um procedimento para o ensino de subtração a indivíduos deficientes mentais, por meio de relações ambientadas em tarefas de MTS. O primeiro passo consistiu nos testes das relações da classe ABC (relações quantitativas de 1 a 9) e FGH (operadores menos e igual). O segundo consistiu nos testes/treinos das relações entre as sentenças da classe IJK - falada (I), com conjuntos (J) e com algarismos (K) - para os valores de um a cinco. O terceiro passo consistiu nos treinos/testes, com valores de um a nove, das relações entre a sentença (classe IJK) e o resultado (classe ABC). Ao final, verificou-se a emergência de algumas relações em sessões de teste, sugerindo potencialidade para a aquisição de responder adequado a novas combinações de estímulos numéricos. Contudo, testes em outras populações e com outras operações aritméticas são necessários para analisar a aplicabilidade do programa no ensino de operações matemáticas.

Revisão bibliográfica de pesquisas brasileiras sobre equivalência de estímulos

Paula,Juliana Barboza Caetano de; Haydu,Verônica Bender
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2010 Português
Relevância na Pesquisa
99.05%
O presente estudo está inserido nas linhas de pesquisa que investigam a equivalência de estímulos. O objetivo principal foi a caracterização das pesquisas sobre equivalência de estímulos produzidas no Brasil e publicadas entre 1997 e 2007. As fontes de materiais bibliográficos consultadas foram resumos de: artigos de periódicos; apresentações em dois eventos da área da Psicologia; e dissertações e teses. Seiscentos e cinquenta e cinco resumos sobre o tema foram localizados: a maioria (516) dos estudos foi realizada com humanos e 253 focalizaram questões educacionais. Muitas tecnologias têm sido produzidas, mas uma maior divulgação é necessária, especialmente na área educacional.

Equivalência de estímulos e autismo: uma revisão de estudos empíricos

Gomes,Camila Graciella Santos; Varella,André Augusto Borges; Souza,Deisy das Graças de
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/12/2010 Português
Relevância na Pesquisa
119.19568%
O modelo de equivalência de estímulos oferece uma especificação operacional do comportamento simbólico e tem orientado o ensino e a verificação objetiva de repertórios novos. Pessoas com autismo, caracterizadas por apresentarem, entre outras alterações, graves déficits de linguagem, poderiam se beneficiar de estratégias baseadas neste modelo. Este artigo apresenta uma revisão de publicações de estudos empíricos com autistas, fundamentados no paradigma de equivalência. Os resultados mostraram sucesso de alguns participantes e fracasso de outros. Os fracassos parecem residir mais em dificuldades em aprender relações arbitrárias e menos na emergência de relações novas após aquisição da linha de base. O desafio para a área é desenvolver procedimentos que favoreçam a aprendizagem de relações arbitrárias e, consequentemente, a formação de classes de estímulos equivalentes.

Controle instrucional e classes de estímulos equivalentes que incluem verbos e ações

Postalli,Lidia Maria Marson; Nakachima,Renata Yuri; Schmidt,Andréia; Souza,Deisy das Graças de
Fonte: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Publicador: Curso de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2013 Português
Relevância na Pesquisa
109.39759%
Instruções podem evocar comportamentos novos, sem uma longa história prévia de aprendizagem por exposição a contingências de reforçamento, mas poucos estudos tem investigado a compreensão de instruções. Considerando o paradigma de equivalência de estímulos como um modelo de estudo do significado, esta pesquisa investigou se instruções incluídas em uma classe de estímulos equivalentes passam a ter o mesmo significado que os demais estímulos da classe. As instruções eram frases curtas com verbo no infinitivo. Os estímulos significativos eram ações (filmadas em videoteipe). O procedimento incluiu: (a) ensinar discriminações condicionais entre verbos falados e ações e entre verbos e figuras abstratas; (b) avaliar a formação de classes entre videoteipes e figuras; e (c) verificar o seguimento de instruções orais e das figuras equivalentes. Quatorze de 15 crianças formaram classes. A maioria também seguiu instruções. A formação de classes de equivalência estabeleceu o "significado" de instruções e favoreceu o comportamento de seguir instruções tanto orais e quanto pictóricas. O controle instrucional pelas figuras foi ligeiramente menor que o controle pelas instruções orais; porém, considerando-se que tal controle só poderia ocorrer por derivação das classes de estímulos...

Teses e dissertações brasileiras sobre relações de equivalência: uma análise da produção de 1998 a 2007

Oliveira,Juliana Barboza Caetano de; Haydu,Verônica Bender
Fonte: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Publicador: Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/04/2012 Português
Relevância na Pesquisa
99.22547%
A produção brasileira na forma de teses e dissertações sobre equivalência de estímulos é ampla, mas permanece a questão de como essa produção se caracteriza. O objetivo deste estudo foi organizar os dados de identificação de dissertações e teses sobre o tema "relações de equivalência", que relatam pesquisas empíricas com humanos, publicadas no Brasil no período entre 1998 e 2007 e registrar as palavras e expressões que os autores utilizaram na introdução para se referir ao fenômeno da equivalência de estímulos. Um total de 9840 títulos de dissertações/teses foram localizados e lidos, dos quais permaneceram 111. Concluiu-se que o tema apresenta grande representatividade no Brasil e produção crescente; o modelo tem sido expressivamente aplicado na área da Educação e existe grande variação no emprego de palavras/expressões para fazer referência ao conceito de relações de equivalência.

Tecnologias no ensino de crianças com paralisia cerebral

Oliveira,Ana Irene Alves de; Assis,Grauben José Alves de; Garotti,Marilice Fernandes
Fonte: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE Publicador: Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial - ABPEE
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/03/2014 Português
Relevância na Pesquisa
98.70768%
A paralisia cerebral é uma patologia crônica, caracterizada por uma disfunção predominantemente sensório-motora, envolvendo distúrbios no tônus muscular, postura e movimentação voluntária. O objetivo do presente estudo foi investigar o efeito de procedimentos informatizados de ensino de relações condicionais com figuras e palavras impressas sobre a leitura recombinativa generalizada, em quatro crianças. Todas as etapas foram desenvolvidas utilizando a tecnologia assistiva, com o software Desenvolve®, para o ensino de pré-requisitos básicos. Em seguida, procederam-se as etapas de treino e testes de leitura com tecnologia derivada do paradigma de equivalência de estímulos. Os resultados obtidos apresentaram evidências de que o procedimento de ensino utilizado promoveu a leitura recombinativa generalizada de novas palavras. Os procedimentos utilizados sugerem que a manipulação sistemática das unidades menores do que a palavra pode ser uma estratégia promissora para o desenvolvimento da leitura recombinativa, aliando o paradigma de equivalência com exercícios e recursos de TA podendo contribuir e favorecer a educação inclusiva de alunos com PC, ampliando suas interações sociais e minimizando as dificuldades acadêmicas.

Ensino de Leitura de Sentenças: Contribuições da Análise do Comportamento

Haydu,Verônica Bender; Zuanazzi,Ana Carolina; Assis,Grauben José Alves de; Kato,Olvia Misae
Fonte: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília Publicador: Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/06/2015 Português
Relevância na Pesquisa
98.4816%
RESUMOO paradigma da equivalência de estímulos tem sido pouco usado para estudar o ensino de leitura de sentenças. Assim, o presente estudo avaliou o efeito de um procedimento de ensino e testes de relações condicionais seguidos pelo encadeamento de palavras sobre a leitura com compreensão de sentenças e a generalização de leitura. Participaram oito escolares, com 7 e 9 anos de idade. O procedimento incluiu pré e pós-teste, três fases de ensino e testes de leitura com compreensão, um teste de conectividade e um teste de construção de sentenças. A leitura de palavras e de sentenças melhorou do pré para o pós-teste em todos os casos, demonstrando que o procedimento foi efetivo para ensinar leitura com compreensão de sentenças.

Aprendizagem das operações de adição e multiplicação e formação de classes equivalentes ampliadas: relato de experiência com um adulto

Gonçalves, Yara Barbosa
Fonte: Universidade Católica de Brasília Publicador: Universidade Católica de Brasília
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: Texto
Português
Relevância na Pesquisa
99.19568%
Os comportamentos matemáticos são uma subdivisão do comportamento verbal, composto por comportamentos simbólicos complexos. Estudos apontam a eficácia de procedimentos de ensino envolvendo a equivalência de estímulos na aprendizagem de comportamentos simbólicos complexos, e na matemática como algo promissor. Este estudo objetivou investigar a efetividade do paradigma de equivalência na aprendizagem das operações básicas de adição e multiplicação da matemática com adulto. Para tal, foi realizado procedimento baseado no paradigma de equivalência de estímulos através de um software onde foram programadas as contingências de discriminação condicional com os estímulos componentes das operações de adição e multiplicação, dividido em passos de treinos e testes. Verificou-se a aprendizagem das relações treinadas e emergência de novas relações, evidenciando o potencial no procedimento adotado para o ensino das operações básicas de adição e multiplicação num período de tempo breve.; Psicologia

Ensino em dupla e a formação de equivalência de estímulos em crianças pré-escolares

Piccolo, Adriana Aparecida Tambasco; Universidade Federal de São Carlos; Goyos, Celso; Universidade Federal de São Carlos; Porto, Gisele; Universidade Federal de São Carlos
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2004 Português
Relevância na Pesquisa
109.01046%
O ensino de discriminações condicionais em situação de dupla, procedimento pouco usual na literatura, e testes individuais para formação de equivalência foram investigados em dois experimentos realizados com crianças pré-escolares. No Experimento 1, os participantes das duplas do Grupo 1 interagiam livremente na resolução das tarefas; no Grupo 2, somente um participante da dupla podia responder à tarefa; em ambos os grupos, o reforço era fornecido para o desempenho da dupla; no Grupo 3 (controle), os participantes atuavam individualmente. Os participantes que responderam às tarefas aprenderam as discriminações condicionais e mostraram formação de equivalência. No Experimento 2, ambos os integrantes respondiam às tarefas e o reforço era dado pelo desempenho individual. De quatro duplas, somente em uma, ambos os integrantes mostraram formação de equivalência. A partir disso, quando se trata de ensino em dupla, parece que a situação social interfere no desempenho da tarefa e na formação de equivalência de um dos participantes das duplas.