Página 1 dos resultados de 8 itens digitais encontrados em 0.000 segundos

Inventário de basidiomycetes lignolíticos em Santa Catarina

Santos, Elisandro Ricardo Drechsler
Fonte: Florianópolis, SC Publicador: Florianópolis, SC
Tipo: Dissertação de Mestrado Formato: 1 v.| il., tabs., grafs.
Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal.; A necessidade de divulgação entre a comunidade científica das informações sobre micodiversidade no estado de Santa Catarina, levou à organização deste inventário na forma de um Guia Interativo Eletrônico. O Banco de Dados recebeu a denominação de Basidiomycetes em Santa Catarina (BASC). Foram catalogadas as espécies de fungos lignolíticos no Estado através de levantamentos da bibliografia, assim como análises das coleções (herbário FLOR) referentes a 22 anos de pesquisas. Para criar o Banco de Dados, foi utilizado o software TAXIS 3.5 Professional, que incorporou todas as informações obtidas. Atualmente o BASC inclui 1.280 coletas que correspondem a 153 espécies de Basidiomycetes xilófilos encontradas ao longo de 88 localidades (36 municípios) do Estado, além de 1.139 imagens e uma matriz de identificação com 25 caracteres. Mycobonia flava e Stiptophyllum erubescens são descritas pela primeira vez para Santa Catarina. Esta é uma ferramenta taxonômica que contém amplas informações sobre as espécies e permite estimar a diversidade e a variação quantitativa por localidades e regiões. Este inventário eletrônico também facilita a divulgação de conhecimento sobre a micota catarinense...

Diversidade de basidiomicetes (Fungi) xilófilos na Reserva Rio das Furnas, Alfredo Wagner, Santa Catarina, Brasil

Gerlach, Alice da Cruz Lima
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 61
Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; O inventário dos basidiomicetes (Basidiomycota, Fungi) lignolíticos no município de Alfredo Wagner, Santa Catarina, Brasil, resultou na identificação de 38 táxons distribuídos nas famílias Ganodermataceae (Donk) Donk (2), Meruliaceae P. Karst. (5), Phanerochaetaceae Jülich (1), Polyporaceae Corda (15), Meripilaceae Jülich (2), Schizophyllaceae Quél. (1), Gloeophyllaceae Jülich (1), Hymenochaetaceae Imazeki & Toki (7), Schizoporaceae Jülich (1), Auriculariaceae Fr. (1), Dacrymycetaceae J. Schröt (1) e Tremellaceae Fr. (1), pertencentes a 7 ordens (Polyporales, Agaricales, Gloephyllales, Hymenochaetales, Auriculariales, Dacrymycetales e Tremellales) e a 3 classes (Agaricomycetes, Dacrymycetes e Tremellomycetes). Três espécies, Mycobonia brunneoleuca (Berkeley & Curtis) Patouillard, Mycoacia cf aurea (Fr.) J. Erikss. & Ryvarden, e Spongipellis cf africana Ipulet & Ryvarden foram citadas pela primeira vez para o Brasil. Esta última, se confirmada, será o segundo registro para a Ciência. Por outro lado, Amauroderma schomburgkii (Mont. & Berk) Torrend, Inocutis jamaicensis (Murrill) A.M. Gottlieb, J.E. Wright & Moncalvo...

Inventário de basidiomicetes (Fungi) lignolíticos no município de Aurora, SC, Brasil

Gutjahr, Márcio
Fonte: Florianópolis, SC. Publicador: Florianópolis, SC.
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso Formato: 34
Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.; RESUMO O inventário de basidiomicetes lignolíticos realizado em duas áreas (uma de mata primária e outra de mata secundária) no município de Aurora, Santa Catarina, Brasil, resultou na identificação de 30 espécies, todas novas citações para Aurora, distribuídas em 9 famílias: Auriculariaceae Fr. (1), Fomitopsidaceae Jülich (1), Ganodermataceae Donk (1), Gloeophyllaceae Jülich (1), Hymenochaetaceae Imazeki & Toki (2), Meripilaceae Jülich (1), Meruliaceae P. Karst (5), Polyporaceae Fr. ex Corda (17) e Schizoporaceae Jülich (1). Duas espécies estão sendo citadas pela primeira vez para Santa Catarina: Abundisporus cf. roseoalbus (Jungh.) Ryvarden e Oligoporus caesius (Schrad.) Gilb. & Ryvarden, sendo que este é citado pela segunda vez para o Brasil. Dos 30 táxons identificados, 12 foram encontrados somente da área mata primária, 8 foram exclusivos da área de mata secundária e 10 foram coletados em ambas as áreas. A diversidade, calculada através do índice de diversidade de Shannon, foi maior na área de mata primária do que na de mata secundária. A similaridade de espécies entre as duas áreas é de 33...

Micodiversidade Associada a Árvores de Copaifera langsdorffii Desf. em Brasília, Distrito Federal

Tavares de Castro,Marcelo
Fonte: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Publicador: Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Tipo: Artigo de Revista Científica Formato: text/html
Publicado em 01/01/2015 Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
Estudos com vista a ampliar o conhecimento sobre as espécies fúngicas associadas a plantas nativas do Cerrado bem como a treinar recursos humanos capazes de identificar e conservar a diversidade de fungos nesse ecossistema são de fundamental importância, principalmente quando se analisa a magnitude da micobiota, sua riqueza de espécies e diversidade de habitat. Com base nisso, este trabalho teve como objetivo definir o conjunto de espécies fúngicas associadas à Copaifera langsdorffii (copaíba), levando a uma ampliação do conhecimento micológico regional. Para tanto, foram coletadas amostras de ramos e folhas de copaíba com sintomas e sinais de fungo em Brasília, Distrito Federal, e a micobiota associada foi identificada com o auxílio de chaves apropriadas. Como resultado, oito fungos foram encontrados: Diorchidium copaifera, prováveis novas espécies de Stigmopeltis, Geastrumia, Metathyriella, Treubiomyces e Leptosphaeria, e dois prováveis gêneros novos do grupo dos celomicetos. A partir desse estudo é possível inferir que há uma grande diversidade de fungos em árvores do Cerrado e que sua micobiota ainda foi pouco explorada e identificada.

Mycodiversity of xylophilous basidiomycetes (Basidiomycota, Fungi) in Mondaí, Santa Catarina, Brazil II: A new addition

Campos-Santana, Marisa de; EMBRAPA; Loguercio-Leite, Clarice; EMBRAPA
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2010 Português
Relevância na Pesquisa
27.716687%
http://dx.doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p13Micodiversidade de basidiomicetes (Fungi) xilófilos para Mondaí, Santa Catarina, Brasil, II: Nova contribuição. Um levantamento recente da micodiversidade de basidiomicetes xilófilos (Basidiomycota, Fungi) no município de Mondaí (Santa Catarina, Brasil) resultou na identificação de 15 espécies não registradas anteriormente para a área de estudo; todas elas são causadoras de podridão branca na madeira.

Résumé of Macromycetes from Santa Catarina state, southern BrazilSinopse de Macromicetes em Santa Catarina, Brasildoi: 10.5007/2178-4574.2009v38p1; Résumé of Macromycetes from Santa Catarina state, southern Brazildoi: 10.5007/2178-4574.2009v38p1

Loguercio-Leite, Clarice; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis; Campos-Santana, Marisa; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis; Gerlach, Alice; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis; Guthjar, Márcio; Uni
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 18/07/2010 Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
ABSTRACTA continuous survey of macromycetes, performed for 25 years (1983 to 2008), in Santa Catarina State is provided in this synopsis. A total of 247 species are record, 35 species belonging to Ascomycota and 212 to Basidiomycota. Three unrecorded species from Santa Catarina are included namely Scutellinia scutellata (L.) Lambotte, Daldinia concentrica (Bolton) Ces. & De Not. and Thamnomyces chamissonis Ehrenb.RESUMOO inventário continuado de macromicetes, realizado durante 25 anos (1983-2008), em Santa Catarina, originou esta sinopse. As 247 espécies citadas pertencem a Ascomycota (35) e Basidiomycota (212). Três espécies, Scutellinia scutellata (L.) Lambotte, Daldinia concentrica (Bolton) Ces. & De Not. e Thamnomyces chamissonis Ehrenb., são registradas pela primeira vez para Santa Catarina.; A continuous survey of macromycetes, performed for 25 years (1983 to 2008), in Santa Catarina State is provided in this synopsis. A total of 247 species are record, 35 species belonging to Ascomycota and 212 to Basidiomycota. Three unrecorded species from Santa Catarina are included namely Scutellinia scutellata (L.) Lambotte, Daldinia concentrica (Bolton) Ces. & De Not. and Thamnomyces chamissonis Ehrenb.

Basidiomycetes lignolíticos em Santa Catarina: Rio Tavares, Ilha de Santa Catarina; Check-List of lignolytic basidiomycetes in Santa Catarina State: Rio Tavares, Santa Catarina Island

Furlani, Jimena; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis; Loguercio-leite, Clarice; Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2005 Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
A survey about lignolytic basidiomycetes diversity was realized on Rio Tavares locality in Santa Catarina Island. 14 species were identified, all of them are white-rotting. Comments about these species are presented.; Um levantamento preliminar sobre diversidade de basidiomicetes lignolíticos foi realizado em Rio Tavares na Ilha de Santa Catarina. Foram identificadas 14 espécies, todas elas causadoras de podridão branca na madeira. Comentários sobre tais espécies estão incluídos neste artigo.

Biodiversidade de fungos poróides xilófilos (Basidiomycetes), na Unidade de Conservação Ambiental Desterro (UCAD), Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil; Biodiversity of xylophylous polypores fungi (Basidiomycetes) on the "Unidade de Conservação Ambiental Desterro" (UCAD), Santa Catarina Island, SC, Brazil

Gonçalves, Gustavo Vernet de Costa; Universidade Federal de Santa Catarina; Loguercio-Leite, Clarice; Universidade Federal de Santa Catarina
Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina Publicador: Universidade Federal de Santa Catarina
Tipo: info:eu-repo/semantics/article; info:eu-repo/semantics/publishedVersion; ; ; Formato: application/pdf
Publicado em 01/01/2001 Português
Relevância na Pesquisa
16.975771%
0 levantamento da micodiversidade de xilófilos poróides na Unidade de Conservação Ambiental Desterro (UCAD), Ilha de Santa Catarina, SC, Brasil, resultou na identificação de 31 espécies distribuídas nas famílias Fistulinaceae Maire (1), Ganodermataceae (Donk) Donk (3), Hericiaceae Donk (1), Hymenochaetaceae Donk (5), Polyporaceae Corda (20) e Corticiaceae Herter (1). As espécies Fistulina hepatica, Phellinus melanodermus, Ceriporiopsis cystidiata, Perenniporia martius e Dichomitus citricremeus são novas citações para o Estado de Santa Catarina. Pyrofomes fulvoumbrinus e Tyromyces tephrus são citados pela primeira vez para a Ilha de Santa Catarina. Todas as espécies encontradas são novas citações para a UCAD, exceto Wrightoporia avellanea. Este trabalho inclui uma chave para identificação das espécies, bem como descrições, comentários e ilustrações das novas citações; The survey of mycodiversity of xylophilous polypores on the Unidade de Conservação Ambiental Desterro (UCAD), Santa Catarina Island, SC, Brazil, resulted on the identification of 31 species distributed in the families Fistulinaceae Maire (1), Ganodermataceae (Donk) Donk (3), Hericiaceae Donk (1), Hymenochaetaceae Donk (5), Polyporaceae Corda (20) and Corticiaceae Herter (1). The species Fistulina hepatica...